F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Compartilhe
avatar
Betho
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Holístico!
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1066
Idade : 44
Cidade/Estado : BRAZIL
Religião : Tg 1;27
Igreja : Mt 18;20
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 33
Pontos de participação : 2763
Data de inscrição : 25/04/2015

Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Mensagem por Betho em Qua 31 Maio 2017, 00:52

No relato sinótico de Mateus 9:18-26, Marcos 5:21-43 e Lucas 8:40-56, observar-se-á que somente o evangelho de Mateus não alega o começo da hemorragia, aproximadamente, com o nascimento da filha de Jairo, doze anos atrás.De forma análoga, somente o evangelho de Mateus, no Capítulo 20:29-34, omitiu a salvação pela fé ao compararmos com Marcos 10:46-52 e Lucas 18:35-43.

A precisão sobre estes assuntos, poderia ser mais bem detectada caso houvesse um relato sinótico de Lucas 7:36-50 e principalmente Lucas 17:11-17, pois no caso, o vocábulo grego traduzido por –voltou-; no verso 15 é primordial para a salvação do ex-leproso Samaritano, desde que não faria nenhum sentido, um não judeu, ir aos Sacerdotes judaicos.

Outa situação é que Mateus 8:1-4 e Lucas 5:12-15 omitem o fato de que Jesus não podia entrar nas cidades, colocando-se em lugares desertos, isto é relevante no sentido de que Ele após ter tocado em um leproso, deveria ter ido apresentar aos Sacerdotes, com isso, expressaria o testemunho de que não tinha mais lepra conforme o texto de Marcos 1:40-45. Continuando, o relato de Mateus 16:5-12, este omite que no barco havia somente um único pão, em referência ao Pão que desceu do Céu, comparando com Marcos 8:14-21.

Em suma, com estes exemplos, de forma simplória, explico que a precisão dos relatos que estão nos evangelhos de Marcos e Lucas, foi proveniente do acesso a um manuscrito primitivo do evangelho de Mateus ou de uma tradição oral primitiva, porém, acompanhando de pelos menos um dos apóstolos que viveram no ministério terreno de Jesus com Ele, para assim, coordenar a reescrita complementar. Assim, a tradição oral dos ensinamentos de Jesus foram postos em uma fonte primitiva, dando origem ao Evangelho de Mateus, que foi ampliada nos aspectos supracitados para os evangelhos de Marcos e de Lucas. Além disso, o evangelho de João, não é de João, mas é o relato testificado do discípulo recostado ao peito de Jesus, a investigar, porém, sabemos que Apostolo Paulo, a escrever a primeira carta aos Gálatas, deixa claro que entrou em contato com Pedro, João e Tiago, sendo notório em suas cartas, elementos trinitários significativos do evangelho joaneu, como Deus em Cristo, ou Deus dentro de Cristo e suas relações igualitárias, portanto, realmente são tardios, o que é também atestado pela manuscritologia atual.

Por exemplo: Em João 12:16 observamos outro relato sinótico interessante entre os evangelhos, o autor do texto expressa que no princípio, abrangendo da realização daquele fato, indo da tradição oral entre os apóstolos até a escrita dos evangelhos, os discípulos não tiveram entendimento da soltura do jumentinho novo, nunca antes usado, que para ser usado, sendo animal impuro, deve ser resgatado com um cordeiro conforme a lei em Êxodos 13:13, por isso o autor completa com: “e isto lhe fizeram” em referência ao entendimento de que Jesus é o Cordeiro que tira o pecado do mundo. Mateus 21:1-9, Marcos 11:1-10, Lucas 19:28-38 e João 12:12-15. Isto nos informa que o Evangelho, dito de “João”, é um evangelho tardio em relação aos outros evangelhos que não expressaram o citado entendimento. Precisão análoga é vista no relato sinótico de Mateus 26:31-35, Marcos 14:27-31, Lucas 22:31-34, nos versos de João 13:28-29, o qual expõe que somente em período posterior, os apóstolos entenderam a fala de Jesus: “O que tens para fazer, faze-o logo.”, observando que é o discípulo a quem Jesus amava que ouviu do próprio Senhor, a identificação do traidor, como expressado antes.


Assim, a pergunta passa a ser sobre a originalidade da tradição oral conservada nos Apóstolos e não somente sobre os manuscritos que tentaram preserva-la, sabendo que por si própria é forte testemunha histórica da veracidade dos fatos. Esta hipotética fonte não é tese para a construção dos evangelhos de Mateus e de Marcos, apenas é uma hipótese, como fonte secundária, para a construção dos Evangelhos de Mateus e Lucas, considerando ainda, uma possível primazia do Evangelho de Marcos entre Mateus e Lucas.

Quanto a divinização de Jesus, lemos o relato histórico de que não sendo Caio Plínio Cecílio Segundo, conhecido Plínio, o Jovem, o Novo e o imperador Trajano auspiciosos ao Cristianismo, constituem testemunho histórico relevante para autenticidade da adoração dos cristãos primitivos a Jesus "como um deus", além de ser um testemunho referencial da existência de Jesus. 2) Temos ainda o relato de Eusébio sobre a examinação de Hegésipo em Hypomnemata, que constatou ser o Simeão, irmão de Tiago, o menor e apóstolo, adelphos (por exegese primo) de Jesus, logo Jesus existiu. Estes relatos não são acusados pela crítica de serem espúrios. Não se deve desprezar a análise teológica feita por um não teólogo por completo, o Plínio, o jovem, a respeito do entendimento dos primitivos cristãos em relação à natureza divina de Jesus. Qual seria a verdadeira imagem de Jesus para os cristãos do relato? Na mínima compreensão, ele expressa Jesus como “um deus” para eles. Plínio viu como vendo uma imagem por espelho. Jerusalém era uma cidade problemática pelos aspectos religiosos, sendo apenas mais uma das diversas jurisdições administradas pelos romanos, sendo governada por Pilatos, legalista e inexorável, tonou as crucificações práticas ordinárias. Jesus foi apenas mais um dentre os muitos em uma cidade sem significação naquele império, além disso, o próprio Jesus barrou a própria fama, fazendo prodígios em frente de poucos e os proibindo de comentar. Após a destruição do templo em Jerusalém em ~70dc, houve ainda maior concentração de sinagogas, já construídas após a destruição do templo de Salomão, em ~580 a.C. Este cristianismo primitivo reunia-se nas Sinagogas e era visto como sectarismo judaico, somente após a perseguição dos líderes nas sinagogas é que surge a reunião dos cristãos em assembleias, que associada ao ethos de cada região, incorpora novas visões aos cristianismo, dentre elas a Trindade, etc... Penso como a maioria dos principais manuais bíblicos e eruditos sérios de nossa geração: Jesus existiu.

O mínimo dito por Jesus, em concordância com todas as fontes, excluindo-se as extravagâncias e as ilhas teológicas, é defendido por alguns como solução, evidentemente, com criticas ao Cânon Neotestamentário “romanista”, discutindo-se qual tradição oral, Jesus deixou para os apóstolos e estes, para a igreja primitiva: Se aproximadamente unicista , unitária como vista na ênfase do evangelho de Marcos, como em Marcos 10:18, 12:28-32; 13:32, 14:32-36, que se não bastasse, omite as narrações do nascimento virginal e ainda as exclusividade do termo “meu Pai” como em Marcos 14:36 ou hipoteticamente em uma fonte de tradição primária que deu-lhe origem ou nos trinitários joaninos e paulinos. De fato, cada apóstolo tinha uma visão particular de Jesus e algumas, eram conflitantes! Nada impede que fossem perpetuadas na tradição oral e depois, colocadas em escritos novos testamentários, que em partes divergem entre si, nas fontes escriturárias, por diversos fatores, como realmente se aprende ao estudarmos os quatro evangelhos.


Paz.
avatar
Betho
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Holístico!
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1066
Idade : 44
Cidade/Estado : BRAZIL
Religião : Tg 1;27
Igreja : Mt 18;20
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 33
Pontos de participação : 2763
Data de inscrição : 25/04/2015

Re: Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Mensagem por Betho em Qua 31 Maio 2017, 15:52


Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Mensagem por Jefté em Seg 05 Jun 2017, 16:00

Olá irmão Betho

Tudo bem?!
A paz do Senhor!

Irmão
Jamais creio que os evangelho tenham sido escritos pelos apóstolos e discípulos de Cristo, tardiamente...
Por exemplo, Moisés... quando Moisés escreveu os livros da lei dados por Deus ?!!!
Ora, Moisés ia escrevendo quase que aos ditados do Senhor, ou seja, Ele ia ditando-os, e Moisés os escrevendo...
Da mesma forma ocorreu-se ao Novo Testamento de Cristo!
Com alguns pesos a mais:::::::

Por exemplo, as palavras de Cristo formam o evangelho que estava oculto em Deus que tudo criou!
O evangelho eram as palavras de Cristo - que os antigos e profetas e justos desejaram muito ver e ouvir, mas não ouviram...
O evangelho de Cristo era o próprio Cristo - e seus feitos e palavras - as quais Ele viera-nos para no-lo dizer de boca e pessoalmente...
O evangelho de Cristo era o Cristo pregado, isto é, aquilo que o Senhor viera para nos dizer (e dizer ao mundo) e que isso já se houvera ocorrido...
E, portanto a ordem do Senhor, após sua morte e ressurreição:
Disse Ele:
Portanto ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura...
E outra vez:
Ficai porém na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder.
Poder esse, que haveria de vir no dia de Pentecostes, ou seja, 50 dias após o dia da festa da páscoa, que é celebrada no dia 15 de abib - dia esse, em que Jesus fora preso, julgado, apresentado a Pilatos, e depois ao povo, condenado, e dependurado numa cruz até a morte.

Então, por que e por qual motivo os discípulos guardariam todas essas informações - sendo que seus corações estavam cheios dessa verdade - nem podendo-se se conter - e tendo ordem de - a começar-se de Jerusalém, fossem por todo o mundo pregando o evangelho ????

Ora, ora, desde quanto houve (ou havia) alguma denominação ou religião instituída (como as de hoje em dia) na qual todos pudiam ali se reunir para  ouvir algum dos doze apóstolos (porque eram eles os que ouviram tudo o que Jesus dizia) para que esses pudessem a guardar ????

Jamais!!!
Por isso mesmo os evangelho escritos - era o meio mais objetivo, claro, cristalino, útil e fácil de se memorar as palavras que Cristo dissera pessoalmente aos seus discípulos....

Os evangelhos, os quatro, foram compostos e escritos muito antes do que todos imaginam.
E existem n indícios no próprio texto desse ocorrência.
Por exemplo:
Por que Mateus e Marcos e também João não escreveram (nenhum dos três) o episódio do arrependimento e clamor do ladrão na cruz para com Cristo, quando Cristo naquela mesma hora lhe prometia estar com ele naquele mesmo dia no paraíso???

Ora, se os evangelhos fossem escritos tardiamente, certamente que todos, todos reportariam tal episódio... porque é importante e notório.
como todos nós hoje o sabemos...

E por que Lucas o descreve????
Ora, ele mesmo responde-nos o porquê::::

Lucas 1:1-4:
TENDO, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos fatos que entre nós se cumpriram,
2 Segundo nos transmitiram os mesmos que os presenciaram desde o princípio, e foram ministros da palavra,
3 Pareceu-me também a mim conveniente descrevê-los a ti, ó excelente Teófilo, por sua ordem, havendo-me já informado minuciosamente de tudo desde o princípio;
4 Para que conheças a certeza das coisas de que já estás informado.


Ora, Lucas o descreve porque quando compunha o evangelho (outros já o haviam feito, portanto o dele era mais tardio) e ele já se havia esclarecido o mais possível quanto verdade - e houvera ouvido dos mesmos que os havia presenciado, desde o princípio, e que eram ministros da palavra.

Porque após a prisão de Cristo, não mais os apóstolos (os doze) estariam mais a seu lado para ouvirem e verem tudo o que, não só Jesus dizia, mas também o que se passava e o envolvia.
Por exemplo, sabemos que João adentrou na sala da audiência onde Jesus era interrogado pelo sumo sacerdote (porque era conhecido de João)...
mas nem todos os apóstolos estiveram ao lado de Jesus na cruz.
Creio que Maria, sim, a mãe de Jesus, por ser sua mãe.
Mas os apóstolos estavam todos escandalizados (e Jesus previra isso a eles - Mc. 14:27), amedrontados, sem saber o que fazer, pois estavam sem seu Mestre, sabendo da sua morte e não mais tendo esperança...


-------

Também creio haver um porquê de serem várias pessoas a testemunhar o evangelho de Cristo!
Porque cada qual havia de priorizar certos aspectos da pessoa de Cristo, conforme uma visão cristão a respeito:
Marcos vê e apresenta Cristo como um servo sofredor aos homens...
Mateus apresenta Jesus como o Rei prometido, da linhagem real e “Filho de Davi” ...
Lucas como o "Filho do Homem", enfatizando Sua humanidade...
E João enfatiza a divindade de Cristo: "o Verbo era Deus" (João 1:1), "o Salvador do mundo" (4:42), o "Filho de Deus", "Senhor e...Deus" (João 20:28)

Um abraço!

Maicon
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 153
Idade : 29
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Nenhuma
Igreja : Nenhuma
País : Brasil.
Mensagens Curtidas : 7
Pontos de participação : 362
Data de inscrição : 28/01/2015

Re: Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Mensagem por Maicon em Seg 12 Jun 2017, 18:06

Jefté, poderia demonstrar sua argumentação do por que você afirmou isso:

"Jamais creio que os evangelho tenham sido escritos pelos apóstolos e discípulos de Cristo, tardiamente..."

Primeiro você tem que provar que foram escritos pelos apóstolos, já que essa é a suposta premissa pra se aceitar algo no Cânon;

Segundo, provar que foram escritos cedo e não tardiamente;

E pra finalizar: como se saber qual tradição oral Jesus deixou se não pode-se comprovar o que Jesus disse e o que Jesus não disse ?

avatar
Betho
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Holístico!
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1066
Idade : 44
Cidade/Estado : BRAZIL
Religião : Tg 1;27
Igreja : Mt 18;20
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 33
Pontos de participação : 2763
Data de inscrição : 25/04/2015

Re: Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Mensagem por Betho em Ter 13 Jun 2017, 19:58

Olá, Jefté
.
Paz. Quanto ao "crer", faço distinção entre crer e fé, crer vem de crendice, fé é certeza absoluta, crer provém de dúvidas, a certeza, não deixa margem, nesse contexto, haverá sempre muitas respostas e perguntas sobre o tópico, o colega deixou a sua contribuição e importante citar, que dentre os muitos livros publicados, tenho lido alguns recentes, na verdade são poucos quando comparados aos contrários e tradicionais, que tendem a colocar o Evangelho de Mateus em primeiro lugar em composição, depois o de Marcos, é um tema complexo. O Maicon trouxe excelente contribuição, lembra-me o livro do Dr Bart D. Ehrman, O que Jesus Disse? O que Jesus não Disse? Na minha opinião, sigo o consenso da maioria deles, de que o Evangelho de João foi escrito depois de Lucas. Como explicar a escrita do Evangelho de João antes de Lucas, sabendo que o Evangelho de Lucas não adquiriu influencia da cristologia joanina, tão forte e diferenciada dos outros evangelhos?  Em qualquer livro que trata da questão sinóptica, o Evangelho de João é diferenciado dos demais. Vou tratar deste assunto no tópico a ser aberto sobre Marcos 13:32 e Mateus 24:36, o que não fiz no passado, será feito agora.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Mensagem por Jefté em Qui 15 Jun 2017, 15:22

Maicon escreveu:Jefté, poderia demonstrar sua argumentação do por que você afirmou isso:

"Jamais creio que os evangelho tenham sido escritos pelos apóstolos e discípulos de Cristo, tardiamente..."

Primeiro você tem que provar que foram escritos pelos apóstolos, já que essa é a suposta premissa pra se aceitar algo no Cânon;

Segundo, provar que foram escritos cedo e não tardiamente;

E pra finalizar: como se saber qual tradição oral Jesus deixou se não pode-se comprovar o que Jesus disse e o que Jesus não disse ?

Olá Maicon
Acredito que os que defendem a composição tardia dos 4 evangelhos deveriam também demonstrar sua argumentação do porque creem assim!
mas...
vamos lá.

Bom, primeiramente:
Jesus escolheu 12 discípulos para lhos declarar particularmente SEUS ENSINAMENTOS, suas palavras, seu feitos: ou seja, AQUILO que Ele PESSOALMENTE (ao descer do céu) veio ensinar aos homens, a saber: o EVANGELHO, a verdade: Jesus é a VERDADE!

Segundo: Não existia igrejas instituídas (ou melhor, denominações) nas quais os membros pudessem se reunir frequentando-as para ouvirem os apóstolos pregarem o que Cristo os tinha determinado.

Terceiro: Eram apenas 12 discípulos (ou melhor, 11) os que ouviram do próprio Cristo e eram encarregados de ensinar ao mundo.

Quarto:
A ordem de Cristo era: começando por Jerusalém - ir por todo o mundo pregando o evangelho de Cristo a toda criatura.

Quinto:
Tomemos como exemplo o evangelho de João:
No evangelho de João, Cristo é apresentado como o FILHO UNIGÊNITO de DEUS.
E João também vê a Cristo, no princípio, sendo o Verbo de Deus, que estava com Deus e que era Deus! (Jo. 1:1)
Vê a Cristo como sendo a Vida, e esta Vida era a luz dos homens. (Jo. 1:4)
Também vê a Cristo como a LUZ que resplandece nas trevas e as trevas não a compreendem. (Jo. 1:5)
E João vê a Cristo como a LUZ VERDADEIRA que veio ao mundo para iluminar a todo o homem. (Jo. 1:9)
E o vê como sendo o O Filho unigênito, que está no seio do Pai. (Jo. 1:18)
E João também declara que todos os que recebessem a Jesus receberiam o PODER de serem feitos filhos de Deus... (Jo. 1:12)

Ou seja, o evangelho é uma MARAVILHOSA E GRANDE REVELAÇÃO.
E difere dos demais 3 evangelhos (sinóticos) que apresentam a Cristo mais como sendo o Filho de Maria; e da descendência de Davi e Judá e Filho do homem, e até mesmo o Messias!
E João tece todo o seu evangelho revelando a Cristo como o Pão da Vida... (palavras do próprio Cristo)...
Como o Bom Pastor (palavras do próprio Cristo)...
E também como Água da Vida (João 4 - e João 7:38) também palavras do próprio Cristo...
E por fim, João apresenta a Cristo como: Divino, Celestial e que desceu do céu (e não como o filho de Davi)
Exemplos:
"NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus." (Jo. 1:1)
"Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez." (Jo. 1:3)
"Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens." (Jo. 1:4)
"E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam." (Jo. 1:5)
"Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo." (Jo. 1:9)
"Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; (Jo. 1:12)
"E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade." (Jo. 1:14)
Também declara Cristo como a Água da Vida (Jo. 4:14) palavras do próprio Cristo...
Também declara a Cristo como o pão da vida... (Jo. 6:35) palavras de Cristo ...
E também mostra que quem cresse em Jesus conforme aas Escrituras, rios de água viva fluiriam do seu ventre... (Jo. 7:38) dentre outras ...


Agora vêm as minhas interrogações ::::::
Por que os apóstolos de Cristo deixariam de manifestar escrituralmente todas estas maravilhas, por eles presenciadas, deixando para escreverem-nas somente após 30, 40 ou 50 ou 60 anos ????
Acaso, eles tinham algum paradeiro, algum amparo do ESTADO, um local fixo (como as denominações hoje) onde as pessoas de diversas cidades e países os pudessem acessar  (frequentar) para ouvirem tudo isso que está escrito sobre Jesus, a saber os 4 evangelhos de Cristo, segundo Marcos, Mateus, Lucas e João ??? para que as pessoas os pudesse encontrar ???

E quanto ao evangelho de João - que é uma ÚNICA E ENORME REVELAÇÃO - como poderia ter sido  dada ao apóstolo - conforme aponta a tendência teológica mundial - como sendo escrita lá pelos idos de 90 d.C. ...
Como tal REVELAÇÃO que é fundamental ao conhecimento do evangelho; de Cristo, de Sua Pessoa.... como poderia João somente a conhecer quando já estivesse lá pelos seus 80 a 100 anos ????
E o cristianismo primitivo (que foi o mais belo e rico em testemunhos em todos os tempos (vide Atos 2:44-45 - Atos 4:32-35) repleto de profetas, evangelistas, apóstolos, doutores, dons de língua, dons de profecia, dons de cura etc. etc.. como poderiam vários irmãos em época cheios da graça de Cristo em suas vidas, afinal a perseguição ao cristianismos era ferrenha... vide o próprio apóstolo Paulo, antes de se converter a Cristo...
Como essa revelação celestial da revelação de João estaria guardada (onde eu não sei) para ser exposta ao mundo somente após a morte de vários dos próprios apóstolos (pois teve martírio já bem cedo, pois Tiago, irmão de João foi morto por Herodes em Atos 12) e muitos outros dentre eles, Pedro e Paulo que devem ter sido martirizados por Nero, mais ou menos nos anos  63 e 64 a.C.?

Por que não se escreveria sobre a vida e os feitos e as palavras de Cristo entre os homens o quanto antes, sabendo que isso se expandiria e atingiria facilmente todo e qualquer ponto de terra, sem que mesmo sequer um dos apóstolos de Cristo ali se fizesse presente - tal como se ocorreu em toda a história neotestamentário - e uma grande prova disso é a enorme quantidade de manuscritos neotestamentários (tanto em grego como noutras várias línguas (e isso a partir já do II século) e que ainda perdura-se no mundo de hoje, em pleno século XXI ???

Selá!

Ainda se tem a questão de que todos os 4 evangelhos tecem a crucificação em pormenores, mas nenhum deles (dos 3 evangelistas: Mateus, Marcos e João) nenhum deles teve a CIÊNCIA (ou seja, o conhecimento) quando compunham o seu evangelho, do arrependimento de um dos malfeitores, pois todos os 3 de comum acordo atestam que ambos os malfeitores blasfemaram de Cristo, e somente Lucas é que o descreve na crucificação....

Se todos fossem tardios, esses pormenores certamente já seriam elucidados pela geração cristã  - como no caso hoje acontece.
E pergunto: qual é o cristão hoje em dia que não tem ciência do arrependimento de um dos malfeitores...na cruz ao lado de Cristo ???

Um abraço a todos!
Paz!



Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Mensagem por Jefté em Qui 15 Jun 2017, 22:34

Continuação .....

Eu, como crente que sou, como cristão, e que amo a Jesus, e que creio piamente na fidelidade de Deus e da palavra de Deus, e da preservação das Escrituras Sagradas através dos tempos, isso através da literatura, da escrita.
Creio e sei que toda a Escritura seja divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; (II Timóteo 3.16)
Também creio que toda esta Escritura (neste caso estou falando unicamente do Novo Testamento, ok?! - porquanto o Antigo Testamento, já sabemos pelos judeus como fora preservado pela própria nação israelita); então, creio piamente e sei que toda esta Escritura Sagrada neotestamentário tenha sido escrita conforme diz, a saber: soprada pelo Espírito Santo.
Ou seja, jamais que ela tenha sido concebida por interesse ou intento próprio dos seus autores humanos, senão assoprada pelo Espírito Santo, conforme mesmo atesta a Segunda carta de Pedro, capítulo um quando diz:
"Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo." (II Pedro 1.21)

E na minha fé e entendimento e conhecimento sei, que o Espírito do Senhor é quem moveu, inspirou e também encarregou (escolhendo pessoalmente) aquele que deveria escrever cada palavra e os pormenores conforme a visão e conhecimento e ciência (como testemunha, seja ocular ou por ouvir de outros) os atos e palavras e feitos de Cristo entre os homens. Amém!

E, como sábio que o Espírito do Senhor é (pois "quem poderia ensiná-Lo, ensiná-Lo ou ser seu conselheiro? Isaías 40.13) como o Espírito Santo deixaria de produzir entre os próprios testemunhas oculares e particulares de Cristo - ou seja, os 12 apóstolos de Cristo - como o Espírito Santo poderia deixar de produzir o Novo Testamento de nosso Senhor Jesus Cristo ATRAVÉS dos próprios escolhidos pessoalmente pelo Senhor, e encarregados de serem suas principais e fieis testemunhas para todo o mundo quanto as coisas ocorridas entre eles ????!
E não o fizesse o quanto antes e na medida em que as comunidades cristãs cresciam e se multiplicavam-se mundo afora, tornando-as ciente da VINDA do Filho de Deus nascido dentre os homens ?????!!!!!

Por exemplo, vejamos um exemplo disso em época:
Atos 15:22-24
"Então pareceu bem aos apóstolos e aos anciãos, com toda a igreja, eleger homens dentre eles e enviá-los com Paulo e Barnabé a Antioquia, a saber: Judas, chamado Barsabás, e Silas, homens distintos entre os irmãos.
E por intermédio deles escreveram o seguinte: Os apóstolos, e os anciãos e os irmãos, aos irmãos dentre os gentios que estão em Antioquia, e Síria e Cilícia, saúde.
Porquanto ouvimos que alguns que saíram dentre nós vos perturbaram com palavras, e transtornaram as vossas almas, dizendo que deveis circuncidar-vos e guardar a lei, não lhes tendo nós dado mandamento,"


( Ou seja, os irmãos escreviam entre si os fatos e assuntos mais importantes )

Atos 15:25-31
"Pareceu-nos bem, reunidos concordemente, eleger alguns homens e enviá-los com os nossos amados Barnabé e Paulo,
26 Homens que já expuseram as suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo.
27 Enviamos, portanto, Judas e Silas, os quais por palavra vos anunciarão também as mesmas coisas.
28 Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias:
29 Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá.
30 Tendo eles então se despedido, partiram para Antioquia e, ajuntando a multidão, entregaram a carta.
31 E, quando a leram, alegraram-se pela exortação."



E entregavam estes ESCRITOS nas igrejas, ou seja, nas comunidades onde se encontravam os irmãos:

Atos 16.4
"E, quando IAM PASSANDO pelas cidades, lhes entregavam, para serem observados, os decretos que haviam sido estabelecidos pelos apóstolos e anciãos em Jerusalém."

O Novo Testamento não é produto do ocaso...
Não é produto do esquecimento nem da lembrança tardia...
Mas uma OBRA autorizada, ordenada, inspirada e supervisionada piamente, pelo próprio Senhor Jesus (seu AUTOR) e pelo Espírito Santo do Senhor, sabendo que Cristo e o Pai são UM.
E o Espírito do Senhor também o é!
Amém!



Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Mensagem por Jefté em Sex 16 Jun 2017, 10:01

Maicon escreveu:Primeiro você tem que provar que foram escritos pelos apóstolos, já que essa é a suposta premissa pra se aceitar algo no Cânon;

Segundo, provar que foram escritos cedo e não tardiamente;

E pra finalizar: como se saber qual tradição oral Jesus deixou se não pode-se comprovar o que Jesus disse e o que Jesus não disse ?
Olá Maicon
Por favor pensemos um pouco........

Acaso não foi Deus quem criou todas as coisas???!!!
Acaso não foi Deus quem deu Seu Filho Unigênito para morrer pela humanidade???!!!
Acaso não foi Deus quem amou o mundo de tal maneira a ponto de dar seu Filho Unigênito para que todo aquele que nele cresse não pereça mas tenha a vida eterna???!!!
Acaso não é o evangelho AQUILO que esteve oculto em Deus que tudo criou e isso antes dos tempos dos séculos???!!!
(Efésios 3:9 - )
(Romanos 16.25 - Ora, àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério que desde tempos eternos esteve oculto,)
(Colossenses 1.26 - O mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos;)

E, por acaso, o Filho de Deus, quando neste mundo, ao iniciar seu ministério público (e isso aos 30 anos) não tenha ESCOLHIDO pessoalmente a cada um dos seus apóstolos - e isso para serem suas principais testemunhas de tudo o que haviam de ver e ouvir - e os deixou como suas principais testemunhas para toda a humanidade e em todas as gerações - principalmente a geração presente, isto é, aquela que também participou da manifestação de Jesus Cristo neste mundo?

E como Deus-Cristo não se utilizaria do seu principal fundamento na igreja (isto é) os 12 apóstolos de Cristo para estabelecer a autoridade e fundamento e testemunho (tanto oral como escrito) e isso, à igreja do Senhor, conforme mesmo São Paulo:
"Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;" (Efésios 2.20)

Para deixar por legado à todas as gerações ???  

E, conforme mesmo atesta o Apocalipse, pois a cidade eterna, cidade celestial, a Nova Jerusalém, a qual possui 12 fundamentos em seus muros, e neles são constantes os nomes dos 12 discípulos do Cordeiro ????

Meu caro, só mesmo se não tiver nenhuma percepção é que poderíamos pensar o contrário...
É como se Deus não fosse Deus...
É como se Deus não fosse sábio...
É como se Deus não conhecesse os homens...
É como se Deus não soubesse da desconfiança e dúvida dos homens...
É como se Deus não houvesse de se utilizar dos próprios homens - e isso, principalmente dos homens que viram o Filho de Deus - face a face - e estiveram com ele vivendo, dormindo e acordando, caminhando, comendo, bebendo, e muito mais aprendendo, somente para depois se utilizar de outros que não fossem testemunhas oculares para registrar tudo o que dizia respeito a vida, e nascimento, e ensinamento e angústias e aflições e traição e morte e ressurreição do Filho de Deus - pelos homens...
Selá...

Até eu, homem, não deixaria jamais de fazer assim...
Para que mesmo é que Cristo escolhera pessoalmente a seus doze discípulos ????!!!!
Será que fora por mero ocaso ?!!

avatar
Betho
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Holístico!
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1066
Idade : 44
Cidade/Estado : BRAZIL
Religião : Tg 1;27
Igreja : Mt 18;20
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 33
Pontos de participação : 2763
Data de inscrição : 25/04/2015

Re: Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Mensagem por Betho em Sex 16 Jun 2017, 10:43

Jefté escreveu:
O Novo Testamento não é produto do ocaso...

Jefté, li um livro tempos atrás, que comprei na amazon que trata do argumento que postou, o Kindle... Procurei dois dias, e não encontrei. De qualquer forma, é um argumento defendido por algum erudito cristão, teria que descobrir, ver quem é o autor e trazer alguma contribuição ao assunto. Paz

Conteúdo patrocinado

Re: Qual a tradição oral deixada por Jesus?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Seg 26 Jun 2017, 07:37