F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Compartilhe

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 2012
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Edison em Sex 07 Abr 2017, 00:17

SENADOR ROBERTO REQUIÃO DÁ UMA EXCELENTE AULA SOBRE PATOS.


Chico Costa
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 1570
Data de inscrição : 02/01/2012

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Chico Costa em Sex 07 Abr 2017, 07:16

Tá doido. Até hoje não entendo como votaram na chapa PT - PMDB

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2012
Idade : 65
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5084
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Edison em Dom 09 Abr 2017, 12:30

A fala de Dilma em Harvard. Assista:


Áudio em português a partir de 21:12'. Dilma moeu.

avatar
Adauto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 784
Idade : 53
Cidade/Estado : São Paulo
Religião : Cristão
Igreja : Católica
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 15
Pontos de participação : 1547
Data de inscrição : 13/04/2015

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Adauto em Dom 09 Abr 2017, 12:36

Os estudiosos de Harvard poderiam ter passado sem essa.
Você quer defender a "mulher sapiens" como intelectual de primeira linha?

Chico Costa
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1570
Idade : 50
Cidade/Estado : Gravataí/RS
Religião : Sem Religião
Igreja : Sem Igreja
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 55
Pontos de participação : 3108
Data de inscrição : 02/01/2012

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Chico Costa em Seg 10 Abr 2017, 07:17

A nossa eterna Presidanta foi denunciar o GOPI e o governo "neoliberal" no pais mais liberal do planeta.

Chico Costa
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1570
Idade : 50
Cidade/Estado : Gravataí/RS
Religião : Sem Religião
Igreja : Sem Igreja
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 55
Pontos de participação : 3108
Data de inscrição : 02/01/2012

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Chico Costa em Ter 11 Abr 2017, 08:13

Agora as delações da odebrecht não valem de nada porque o Marcelo disse que entregavam dinheiro vivo para o Lula.

Tá dificil ser militonto petista.

Maicon
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 153
Idade : 29
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Nenhuma
Igreja : Nenhuma
País : Brasil.
Mensagens Curtidas : 7
Pontos de participação : 362
Data de inscrição : 28/01/2015

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Maicon em Ter 11 Abr 2017, 17:20

Marcelo Odebrecht jogou uma bomba em cima do PT...
O impechment da Dilma foi só o começo da derrocada do PT...

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2012
Idade : 65
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5084
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Edison em Qua 12 Abr 2017, 17:08


Maicon
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 153
Idade : 29
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Nenhuma
Igreja : Nenhuma
País : Brasil.
Mensagens Curtidas : 7
Pontos de participação : 362
Data de inscrição : 28/01/2015

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Maicon em Qua 12 Abr 2017, 17:32

É... os políticos hoje em dia não tem mais a moleza que tinham antes, eles devem se acostumar, pois as coisas estão mudando...

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2012
Idade : 65
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5084
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Edison em Qua 12 Abr 2017, 17:53

GOLPEADA, DILMA É A RESERVA MORAL DA POLÍTICA




O articulador do golpe parlamentar de 2016, senador Aécio Neves (PSDB-MG), é acusado de receber mesadas de até R$ 2 milhões por mês da Odebrecht; o executor do golpe na Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), está preso em Curitiba; o operador no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), tem cinco inquéritos para chamar de seus; o avalista da conspiração, Fernando Henrique Cardoso, foi acusado de receber vantagens indevidas da Odebrecht em suas campanhas; o beneficiário, Michel Temer, só não é investigado porque o golpe lhe deu imunidade temporária; enquanto isso, não há uma única acusação de benefícios financeiros à presidente deposta Dilma Rouseff; contra ela, o máximo que se diz é que houve doações não contabilizadas à campanha – o que não era de sua responsabilidade direta – e que teria alertado o amigo João Santana; ou seja: o Brasil golpeou a presidente honesta para favorecer políticos corruptos. Ou seja: o Brasil golpeou a presidente honesta para favorecer políticos corruptos. De quebra, arruinou sua própria economia ao longo desse processo insano.


Em nome do combate à corrupção, o Brasil promoveu uma troca inusitada em 2016. Derrubou a presidente honesta e legítima, Dilma Rousseff, para instalar no poder o governo mais corrupto de toda a história, com nada menos que oito ministros investigados no Supremo Tribunal Federal e um presidente que só não é investigado em razão da imunidade que o golpe lhe proporcionou.

O mais trágico na história é que todos os personagens envolvidos nesta conspiração, que fez com que o Brasil se transformasse numa vergonha planetária, estão envolvidos até o pescoço em escândalos de corrupção.

Basta começar por Aécio Neves (PSDB-MG), o responsável maior pela destruição da democracia brasileira, alvo de cinco inquéritos no STF. Num deles, acusado de receber mesadas de até R$ 2 milhões da Odebrecht (leia aqui - http://www.brasil247.com/pt/247/poder/289979/Delator-A%C3%A9cio-recebia-mesada-de-at%C3%A9-R$-2-milh%C3%B5es.htm). Ao seu lado, também com cinco inquéritos, só Romero Jucá (PMDB-RR), que foi flagrado defendendo o golpe para "estancar a sangria" da Lava Jato.

Outros personagens estão igualmente enlameados. O executor do golpe na Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), está preso em Curitiba. O avalista da conspiração, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, foi acusado de receber vantagens indevidas da Odebrecht em suas campanhas (leia aqui - http://www.brasil247.com/pt/247/poder/290007/Em%C3%ADlio-Odebrecht-delata-FHC-que-poder%C3%A1-ser-investigado-em-1%C2%AA-inst%C3%A2ncia.htm). O relator do golpe no Senado, Antonio Anastasia (PSDB-MG), é também acusado de receber R$ 7 milhões da empreiteira.

Enquanto isso, não há uma única acusação de benefícios financeiros à presidente deposta Dilma Rouseff. Contra ela, o máximo que se diz é que houve doações não contabilizadas à campanha – o que não era de sua responsabilidade direta – e que teria alertado o amigo João Santana.


http://www.brasil247.com


Maicon
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 153
Idade : 29
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Nenhuma
Igreja : Nenhuma
País : Brasil.
Mensagens Curtidas : 7
Pontos de participação : 362
Data de inscrição : 28/01/2015

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Maicon em Qua 12 Abr 2017, 18:53

avatar
Adauto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 784
Idade : 53
Cidade/Estado : São Paulo
Religião : Cristão
Igreja : Católica
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 15
Pontos de participação : 1547
Data de inscrição : 13/04/2015

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Adauto em Qua 12 Abr 2017, 19:01

Dilma é a reserva moral? A situação então, é complicadíssima.

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2012
Idade : 65
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5084
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Edison em Qui 13 Abr 2017, 14:20

Marcelo Odebrecht conta que Dilma descobriu corrupção e cortou contrato, foi quando Temer decidiu derrubá-la



Na noite de ontem (12/04), uma nova delação premiada da Odebrecht atingiu Michel Temer. Ela foi feita pelo executivo Márcio Faria, ex-vice-presidente da empreiteira, que relatou um encontro no escritório de Michel Temer, em São Paulo, com Eduardo Cunha e o lobista João Augusto Henriques, às vésperas da eleição presidencial de 2010.

No encontro, segundo o delator, teria ficado acertado que a Odebrecht faria doações ao PMDB, tendo como contrapartida contratos na área internacional da Petrobras, que era comandada pelo partido. Ou seja: a doação era propina.

Sem ter como negar o encontro, Temer o confirmou, mas disse que, se alguém pediu dinheiro, foi Cunha, não ele. E o contrato em questão dizia respeito à manutenção de plataformas da Petrobras no exterior pelo PMDB.


Pois bem: em 2013, após uma auditoria interna, a gestão da ex-presidente Graça Foster na Petrobras cortou em 43% o valor do contrato com a Odebrecht, que caiu de US$ 840 milhões para US$ 480 milhões, numa decisão que revoltou o PMDB, o então vice-presidente Michel Temer e seus principais aliados.

É mais um indício de que o golpe parlamentar de 2016 foi uma reação de forças corruptas da política brasileira contra a presidente honesta.



Abaixo, reportagem publicada à época pelo Estado de S. Paulo:

Petrobrás corta em 43% contrato de US$ 840 milhões com a Odebrecht

Uma auditoria interna da Petrobrás contestou contrato da petroleira com o grupo Odebrecht em torno de US$ 840 milhões para serviços em dez países. Depois de análise do órgão interno, que atua com independência, o montante a ser pago foi reduzido em 43% do valor original, a cerca de US$ 480 milhões.

O acordo inclui trabalhos de manutenção na refinaria de Pasadena, no Texas (Estados Unidos), onde a Petrobrás é investigada por ter firmado um contrato com falhas e comprado a unidade por preço acima do de mercado, como revelou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, em julho do ano passado (leia texto ao lado).

O contrato foi tema de pauta em reunião de conselho de administração da companhia realizada há pouco mais de dois meses. A presidente Graça Foster fez questão de relatar o caso aos outros nove administradores da estatal, no conselho presidido pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Em seu relato ao conselho, Graça Foster não comentou que estavam incluídos no contrato trabalhos na refinaria de Pasadena. O serviço foi contratado durante a gestão de seu antecessor, José Sérgio Gabrielli.

Destino. Apenas US$ 400 milhões foram inicialmente destinados para a Odebrecht. Restaram em torno de US$ 80 milhões a serem pagos pela Petrobrás. Graça disse na reunião que o montante só seria desembolsado caso empresas locais oferecessem preços mais altos pelos trabalhos acordados inicialmente com a Odebrecht. Todos os valores são aproximados.

O acordo foi feito com Odebrecht Engenharia Industrial, braço da construtora responsável por obras industriais da empresa no Brasil e no exterior, em áreas como petróleo, mineração, petroquímica e metalurgia.

A empresa é responsável pelo contrato de prestação de serviços para a área de Negócios Internacionais da Petrobrás, dentro do plano de ação de certificação em segurança, meio ambiente e saúde, denominado Projeto PAC SMS.

O contrato guarda-chuva contempla vários países e, em 2011, foi ampliado para incluir serviços específicos em Pasadena.

Sem comentários. Procurada, a Odebrecht não quis comentar. A Petrobrás também não se manifestou oficialmente. A petroleira não informou o motivo da redução dos valores, nem por que o contrato foi revisto. Tampouco detalhou os serviços e países envolvidos.

Mas o Broadcast apurou que o contrato revisto do Projeto PAC SMS inclui, além dos Estados Unidos, nove países que têm refinarias e estações de serviços da Petrobrás. São eles Argentina, Japão, Colômbia, Paraguai, Uruguai, Chile, Equador, Bolívia e Brasil. Segundo uma fonte, o acordo foi reduzido quase à metade por ter sido considerado caro demais para os serviços oferecidos.

As obras são conduzidas em parceria com a Foz do Brasil, uma empresa do grupo Odebrecht para projetos ambientais. Conta com 26,53% de participação acionária do Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS).

O contrato suplementar para Pasadena foi firmado para recuperação, construção, montagem e elaboração de estudos e diagnósticos das áreas de SMS. Também inclui colocação de equipamentos e realização de serviços para contingência e combate a incêndios.



http://www.plantaobrasil.net


Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2012
Idade : 65
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5084
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Edison em Qui 13 Abr 2017, 22:25


Os 13 nomes da lista de Fachin que foram às ruas "contra a corrupção"

Ao menos 13 políticos da lista de Edson Fachin foram às ruas "contra a corrupção", em defesa da "ética e da moralidade". Eles respondem inquéritos por corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica




Os desdobramentos da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal em março de 2014, aumentaram o número de figurões da política nacional encrencados com a Justiça.

Passados mais de dois anos desde a divulgação da primeira lista, quando 50 políticos foram mencionados em depoimentos, praticamente dobrou a lista de congressistas que, segundo investigadores, beneficiaram-se de esquemas de corrupção com empreiteiras e na Petrobras.

Nesta semana, o ministro relator da Lava Jato no STF, Edson Fachin, divulgou os nomes dos 108 acusados que responderão a inquérito por corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Considerando apenas a lista de Fachin, que foi baseada em delações de ex-executivos da Odebrecht, os políticos mais citados são Aécio Neves (PSDB) e Romero Jucá (PMDB), com 5 inquéritos cada um.

Um breve levantamento divulgado pelo portal UOL revelou que pelo menos 13 políticos que integram a lista de Edson Fachin participaram de manifestações “contra a corrupção” e por “mais ética no Brasil”. Confira os nomes abaixo:

1. AÉCIO NEVES (PSDB). O senador tucano atuou em manifestações de rua pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT), sua rival na eleição de 2014, com um discurso de moralidade na política. Alvo de cinco inquéritos na lista de Edson Fachin, Aécio é alvo do maior número de pedidos de investigação feitos pelo ministro STF.

2. GERALDO ALCKMIN (PSDB). Citado nas delações da Odebrecht, o governador paulista é apontado pelo recebimento de R$ 10,7 milhões em caixa dois do departamento de propina da Odebrecht, segundo delatores da empreiteira. No acordo de delação homologado pelo STF, um cunhado de Alckmin é citado como o nome que teria recebido “pessoalmente parte desses valores”: o empresário Adhemar Cesar Ribeiro, irmão da primeira-dama paulista, Lu Alckmin. Segundo a delação, R$ 2 milhões foram aplicados na campanha do tucano ao Palácio dos Bandeirantes em 2010, e o restante, na de 2014, “todas somas não contabilizadas”, ou seja, caixa dois. Alckmin participou de ato contra a corrupção e pelo impeachment de Dilma na av. Paulista.

3. JOSÉ SERRA (PSDB). Citado nas delações por recebimento de pagamentos irregulares nas campanhas de 2004 (R$ 2 milhões), 2006 (R$ 4 milhões), 2008 (R$ 3 milhões) e 2010 (R$ 23 milhões), Serra esteve em protestos na avenida Paulista, em São Paulo, ano passado, pelo impeachment e contra a corrupção.

4. ROMERO JUCÁ (PMDB). Alvo de cinco inquéritos, um deles sobre recebimento de R$ 10 milhões para favorecer a Odebrecht na construção da usina de Santo Antônio, Jucá foi às ruas em março do ano passado pelo impeachment de Dilma Rousseff e “contra a corrupção”. Presidente do PMDB, o senador é o político que acumula, ao lado de Aécio Neves, o maior número de pedidos de investigações feitas por Fachin.

5. BLAIRO MAGGI (PMDB). O pedido de instauração de inquérito acusa Maggi de ter recebido R$ 12 milhões na campanha para o governo de Mato Grosso no ano de 2006. Ele, que também foi às ruas contra a corrupção, nega a acusação.

6. ALOYSIO NUNES (PSDB). Citado na lista sob suspeita de ter recebido R$ 500 mil em caixa dois na campanha para o Senado em 2010, o tucano, nomeado ministro por Michel Temer (PMDB), Nunes esteve sorridente em manifestações de rua convocadas ano passado por movimentos pró-impeachment.

7. CÁSSIO CUNHA LIMA (PSDB). Nome assíduo na defesa do impeachment de Dilma , o tucano é acusado de ter recebido R$ 800 mil na campanha ao governo da Paraíba em 2014. Cássio costuma usar a tribuna do Senado Federal para proferir discursos ‘anti-corrupção’.

8. RODRIGO MAIA (DEM). Citado nas delações porque teria recebido R$ 350 mil em campanha, em 2008, sem ser candidato, e outros R$ 100 mil para garantir aprovação da Medida Provisória do Refis, o atual presidente da Câmara Rodrigo Maia, teria ainda solicitado em 2010, segundo as delações, R$ 600 mil para a campanha do pai, César Maia. Defensor do impeachment de Dilma e participante de atos públicos da causa, Maia nega irregularidades.

9. BRUNO ARAÚJO (PSDB)
. O ministro do governo Temer é acusado por delatores de receber doação de R$ 600 mil não declarados em 2010 e 2012. Foi de Bruno Araújo o voto 342 na Câmara dos Deputados contra Dilma Rousseff — número necessário para abertura do processo de impeachment.

10. JOSÉ CARLOS ALELUIA (DEM). Acusado de ter recebido R$ 300 mil em caixa dois em 2010 e R$ 280 mil em doação oficial, com contrapartidas, em 2014, Aleluia foi às ruas de Salvador, em 2015, contra a corrupção.

11. JUTAHY JÚNIOR (PSDB). Mencionado por delatores por recebimento de R$ 850 mil não contabilizados nas campanhas de 2010 e 2014, o tucano disse ter “absoluta convicção” de que o procedimento será arquivado. Ele esteve no protesto de março de 2016 pela deposição de Dilma – evento organizado para a “luta contra a corrupção”.

12. PAULINHO DA FORÇA (SD)
. Citado nas delações porque teria recebido R$ 1 milhão de propina na campanha à Câmara em 2014, além de outros R$ 200 mil em espécie para a campanha de 2010, o fundador da Força Sindical, segunda maior central sindical do país, vinha ao menos desde 2015 defendendo a queda de Dilma em um discurso “contra a corrupção”.

13. ANTONIO ANASTASIA (PSDB). O tucano foi citado nas delações pelo recebimento de R$ 7,3 milhões, em 2009 e 2010, a pretexto de doação eleitoral para campanha ao governo de Minas. O senador e ex-governador de Minas, que foi às ruas pelo impeachment e contra a corrupção em março de 2016, afirma que “nunca tratou de qualquer assunto ilícito com ninguém”.

AQUI LISTA COMPLETA DO FACHIN

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2017/04/os-108-nomes-da-lista-de-fachin.html


http://www.pragmatismopolitico.com.br

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2012
Idade : 65
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5084
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Edison em Sex 14 Abr 2017, 13:10

HELENA CHAGAS: DILMA NOMEOU GRAÇA PARA DESMONTAR A CORRUPÇÃO NA PETROBRAS





O trecho do depoimento em que Marcelo Odebrecht conta que “desarmou” Graça Foster e Dilma Rousseff ao dizer a elas que o PT também recebera propina de contrato da área internacional da Petrobras, assim como o PMDB, está sendo interpretado como uma comprovação de que Dilma sabia da corrupção na estatal. Mas é preciso fazer justiça e reconhecer que o copo meio vazio é o mesmo que está meio cheio.

A conversa em questão havia sido convocada por iniciativa de Graça, então diretora da estatal, e Dilma, com o objetivo, relatado pelo empresário, de indagar a ele se estava pagando propina ao PMDB. Ainda segundo Marcelo, ele teria dito que sim, e também ao PT.

Apenas hoje fica claro por que, logo depois, nos idos de 2011, Dilma iniciou um processo de desmantelamento da então diretoria da Petrobras, cujo primeiro movimento da presidente da República foi a substituição de José Sergio Gabrieli por Graça Foster.

Graça era uma pessoa de sua total confiança, sobre a qual não recaiu nenhuma denúncia do mar de lama que tomou conta da Petrobras. Hoje ela está aposentada, em casa, bem longe de Curitiba.

Dilma comprou muitas brigas e levou cerca de um ano para viabilizar a nomeação de Graça, cercada de resistências políticas – e apenas hoje, também, entendemos exatamente por quê.

A nova presidente da Petrobras assumiu em fevereiro de 2012 e trocou de cara três integrantes da diretoria, obviamente por determinação de Dilma: Paulo Roberto Costa (Abastecimento), Renato Duque (Engenharia) e Joge Zelada (Internacional). Coincidência ou não, os três passaram ou ainda estão passando longas temporadas em Curitiba.

Graça Foster decidiu inclusive, por algum tempo, acumular ela própria a diretoria internacional – certamente para controlar melhor o que se passava ali.

Na ocasião, Paulo Roberto saiu contrariado, dizendo não entender por que estava sendo demitido. Duque e Zelada foram mais discretos, propagando a versão de que queriam mesmo descansar. Houve forte reação dos partidos no Congresso, puxada sobretudo pelo PP, que indicara Paulo Roberto, e pelo PMDB, padrinho de Zelada. Os petistas reclamaram nos bastidores, mas muito.


Pode-se até apontar o erro de quem tomou conhecimento de pagamento de propinas em contrato da Petrobras e não denunciou, nem avisou a polícia e nem tomou providências judiciais, optando por mudar o comando da empresa. Mas não é justo confundir Dilma e Graça com o pessoal de Curitiba.


http://osdivergentes.com.br
http://www.brasil247.com/pt/247/economia/290351/Helena-Chagas-Dilma-nomeou-Gra%C3%A7a-para-desmontar-a-corrup%C3%A7%C3%A3o-na-Petrobras.htm

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2012
Idade : 65
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5084
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Edison em Sex 14 Abr 2017, 13:54

ODEBRECHT PEDIU A PASTOR EVERALDO PARA AJUDAR AÉCIO EM DEBATE DE 2014






O executivo Fernando Reis afirmou em depoimento de delação premiada que a empreiteira Odebrecht orientou em 2014 o então candidato a presidente Pastor Everaldo (PSC) a ajudar o candidato do PSDB, Aécio Neves, em um debate entre os presidenciáveis realizado durante a campanha.

Reis não informa qual foi o debate nem se Aécio tinha conhecimento do pedido. Segundo ele, o objetivo da empresa com a manobra foi “dar mais visibilidade” para o candidato tucano durante o debate e ajudá-lo a garantir vaga no segundo turno para disputar com a então presidente Dilma Rousseff, que concorria à reeleição.

Em nota enviada nesta sexta-feira (14), o Pastor Everaldo afirma que sua campanha "foi bastante modesta, com gastos de R$ 1,4 milhão" e que as doações "obedeceram a legislação vigente". "A campanha deixou dívidas que estão sendo pagas até hoje", diz o texto.

A nota afirma ainda: "A atuação política do Pastor Everaldo sempre foi pautada pela defesa do Estado mínimo e da família. É absolutamente fantasiosa a afirmação de que as bandeiras da campanha de 2014, ou a participação do Pastor, em qualquer debate, tenham sido influenciadas por uma empresa."


Valor

Fernando Reis afirmou que a Odebrecht repassou R$ 6 milhões para a campanha de Pastor Everaldo, a quem disse ter sido apresentado pelo ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

De acordo com o delator, após a morte de Eduardo Campos, candidato a presidente pelo PSB, os votos da comunidade evangélica migraram para Marina Silva, que o sucedeu como candidata. "Aí, ele [Everaldo] praticamente desapareceu nas pesquisas", disse.

Segundo Reis, Pastor Everaldo “tinha uma rixa com o PT”, partido de Dilma Rousseff, e “a ideia” da Odebrecht com o pedido de ajuda foi “ajudar Aécio a chegar num segundo turno”.

"Como a gente se sentia credor por ter contribuído tanto para a campanha dele, nós sugerimos a ele que usasse o debate sempre para perguntar ao candidato Aécio porque aí daria mais tempo ao Aécio. E analisando a transcrição do debate do primeiro turno se nota que ele fez perguntas absolutamente simples e inócuas para que o candidato Aécio pudesse ter tempo na televisão", afirmou.


Reis disse que a Odebrecht não tinha um candidato de preferência, "mas existia a intenção de ajudar aos dois [Dilma e Aécio] e eu acho que a ideia nesse momento era ajudar o Aécio a chegar ao segundo turno".

O delator afirma que a empresa concluiu depois que a contribuição à campanha de Everaldo foi “muito grande para quem tem muito pouco para dar”.

“A gente achou que ele poderia ter uma grande quantidade de votos. Mas foi uma avaliação completamente errada”, disse.


Em nota, o senador Aécio Neves afirmou que participou de todos os debates, respondendo todas as perguntas de candidatos. Ressaltou que não tinha informações sobre doações feitas pela Odebrecht a outras campanhas.

"Registramos ainda que, em suas delações, Marcelo Odebrecht e Benedicto Júnior afirmaram que o candidato do PSDB não recebeu uma contribuição da empresa no valor de R$ 15 milhões porque se recusou a receber recursos no exterior.

Na delação, Marcelo declarou também que doações eleitorais feitas ao senador Aécio Neves não tiveram qualquer tipo de contrapartida", informou a assessoria do senador.


http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/odebrecht-pediu-ajuda-de-pastor-everardo-a-aecio-durante-debate-de-2014-diz-delator.ghtml

Chico Costa
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1570
Idade : 50
Cidade/Estado : Gravataí/RS
Religião : Sem Religião
Igreja : Sem Igreja
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 55
Pontos de participação : 3108
Data de inscrição : 02/01/2012

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Chico Costa em Seg 17 Abr 2017, 09:05

Adauto escreveu:Dilma é a reserva moral? A situação então, é complicadíssima.

O PT se resume a figura do Lula. Acabou o Lula, acabou o PT.

Conteúdo patrocinado

Re: IMPEACHMENT da Presidente DILMA Vana Rousseff - Relatório da Comissão e demais fases do julgamento

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sex 21 Jul 2017, 11:30