F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


CRISTO abolindo O SÁBADO...

Compartilhe

Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 1140
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Ernesto em Sex 20 Nov 2015, 11:08


Maria diz:

Para o Ernesto, Cristo "aboliu" apenas a parte da lei de sacrifícios. Para o Ernesto, com relação a lei, Cristo representou e foi APENAS, o "Cordeiro expiatório do pecado". Nada mais, nada menos. Portanto, isso que você falou: "Quem cumpre um preceito da lei está obrigado a guardar todos", para o Ernesto, não faz sentido - pois - repetindo...para ele...Cristo foi apenas "o bode" expiatório; que na lei morria para expiar pecados. Ora....o que ele não entende, é que, se ele julga assim, então ele crê que o homem pode pecar e depois usar "o bode" para EXPIAR o pecado dele - LOGO - ele não crê num "novo nascimento" com uma "nova natureza" em Cristo ressuscitado, ressuscitando o homem antigo de sua natureza carnal.

Ernesto responde.

Olá Maria! tudo bem com vc.?

Eu te pergunto: Acusar os outros é fruto de uma nova criatura?

Ernesto







Maria Madalena
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 1777
Data de inscrição : 06/03/2009

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Maria Madalena em Sex 20 Nov 2015, 14:08

Ernesto

Resposta: Não

Maria
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

LEI 'PRA GENTE RUIM'/LEI PRA BOA GENTE. . .

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sex 20 Nov 2015, 14:14


Vejo que estão fazendo alguma confusão em torno das palavras de Tiago em 2:10. Alguns entendem às avessas o que o Apóstolo quer dizer e pensam que a coisa é mais ou menos assim--já que cumprir TODA a lei plenamente é impossível, então podemos dispensar dela o que não nos parece conveniente. . . Claro que nesse caso o “inconveniente” mandamento do sábado é sempre um dos “eleitos”. . .

Mas Tiago não iria contradizer o que Jesus disse--“Sede vós perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus” (Mat. 5:48'). E ao tempo em que ele escreveu sua epístola já sabia que a parte cerimonial da lei havia cessado. Então, Tiago não está dizendo que quem respeita o princípio de honrar pai e mãe, por exemplo, com isso tem que observar 613 regras legais de Israel, como o Dângelo sugeriu. Ele pensa só no sábado nesse sentido, por que será? Quando Paulo recomendou esse “primeiro mandamento com promessa” aos crentes de Éfeso (Efé. 6:1-3), com isso aqueles crentes ficaram obrigados a cumprir 613 regras do judaísmo? Senão, por que não? Aguardemos para ver o que o Dângelo tem a nos dizer a respeito. E que pena que ele não deu UM PIO sobre o que ensinam obras da maior autoridade de sua própria denominação, como citamos.

E o Tzaruch alega que os mandamentos do Decálogo são uma espécie de “lei pra gente ruim”. Será mesmo? Mas Jesus recomendou mandamentos dessa lei para uma pessoa boa--o jovem rico que até queria segui-Lo (Mat. 19:17). E as santas mulheres que certamente não eram “gente ruim”, ao prepararem unguentos para embalsamar o corpo de Cristo, “no sábado descansaram segundo o mandamento” (Luc. 23:56).

Mas para não alegarem que isso não vale, pois é da “dispensação da lei”, que tal lembrar a Paulo novamente? E a recomendação citada que ele fez aos efésios não me parece que era só “pra gente ruim”, mas para todo e qualquer crente ali. Como também ao referir-se à “lei de Deus” que diz buscar seguir (apesar de acossado pela “lei do pecado e da morte”--que é a forma retórica em que se refere ao pecado como uma “lei” concorrente) ele a identifica com o preceito “não cobiçarás” (Rom. 7:25, cf. vs. 7 e 8'). E ainda insiste, utilizando o tempo verbal presente, que essa “lei de Deus” É (não diz ‘era’) santa, justa, boa, espiritual, prazenteira (vs. 12, 14, 22).

Então, se essa lei dos 10 Mandamentos não serve aos cristãos “gente boa”, que lei fica valendo para esse grupo? Oh, dirão muitos--a Lei de Cristo, 1 Cor. 9:21. É verdade, Paulo fala retoricamente que segue é a “lei de Cristo”, mas que lei é essa? Ele não a define nesse texto. Então, temos que pesquisar mais de seus escritos para descobrir o que ele tem em mente. Daí encontramos Gál. 6:2--“levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo”.

Pronto, está resolvido! A “lei de Cristo” não é outra senão a que Cristo mesmo referiu--“amar o próximo como a si mesmo” (Mat. 22:36-40). Mas ela tem outro elemento que nesse caso Paulo não lembrou: a parte de “amar a Deus de todo o coração”. E esse aspecto da “regra áurea” é até PRIORITÁRIA! Pois não é que Jesus mesmo afirmou que quem ama mais pai, mãe, filho, filha do que a Ele, não é digno Dele (Mat. 10:37)? E João acrescenta que para se amar legitimamente o próximo, tem-se que primeiro amar a Deus (1 João 5:2)?

Então, voltamos à questão básica do tópico--Jesus e o sábado. Notem que se Jesus tivesse dito que “destes dois mandamentos” (da “regra áurea”) dependem TODA A LEI, menos o preceito do sábado, os anti-sabatistas estariam cobertos de razão. Mas não foi o que Ele disse. Logo, o sábado é preceito DO AMOR para todos os efeitos, já que faz parte dessa TODA A LEI!

Aliás, é no preceito do sábado que maior número de expressões de amor se encontra, como já destacamos aqui e ninguém refutou:

a) de Deus para com o homem, concedendo-lhe esse tempo de descanso para benefício físico, mental, espiritual, familiar, social;

b) amor de Deus para com os animais de carga (“nem o teu boi, nem o teu jumento” deviam ser postos a trabalhar no sábado);

c) amor do homem para com Deus, respeitando-O como Criador de todas as coisas ao dedicar-lhe o “memorial da Criação”, que é o sábado -- Êxo. 20:11; cf. Sal. 111:2-4;

d) amor do homem para com o seu semelhante respeitando o seu direito do descanso físico, mental, e demais benefícios espirituais, sociais, familiares nesse dia (“nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva . .”).

E temos duas perguntas fundamentais para aprofundamento do assunto:

* Podem apontar-me qualquer outro mandamento do Decálogo que reúna tantas demonstrações de AMOR?

* Por que, sob o Novo Concerto, nossa expressão de amor a Deus de todo o coração deve reduzir-se de 4 para 3 preceitos?


Aliás, vejam como o famoso e veterano evangelista Billy Graham se refere a Tiago 2:10 no contexto de definir o que é ‘pecado’ (outro fato relevante) no tempo de 2’ 44” de sua mensagem evangelística em sermão transmitido pela TV brasileira uns anos atrás da série “Minha Esperança Brasil”:


 
.
.

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 474
Idade : 67
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -41
Pontos de participação : 1050
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Washington Ruiz em Sex 20 Nov 2015, 16:40

Olá, irmãos,

No tempo terreno de Jesus, um dos comportamentos que distinguia um judeu de um gentio era a guarda do sábado semanal.

Aos olhos dos homens era judeu quem guardava o sábado, e não-judeu quem não guardava, porém, a guarda do sábado só era imposta e devida a quem fosse declaradamente discípulo de Moisés, só a quem se subordinasse a ter de cumprir todas as ordenanças da Lei de Moisés.

A obediência ao sábado era uma questão de discipularidade declarada a Moisés.

A expressão: Por aquele tempo, em dia de sábado, de Mt 12.1, faz referência ao tempo em que a Lei de Moisés ainda estava em vigência para os judeus, em vigência para os discípulos de Moisés, em vigência para quem vivia debaixo da lei, em vigência para quem se subordinava a cumprir integralmente os preceitos da Lei de Moisés.

Quem, porém, não era discípulo de Moisés, quem dedicava discipularidade declarada a outro Mestre, a Jesus, por exemplo, quem não se subordinava a cumprir a Lei de Moisés, mas à Lei de Cristo, não tinha (nem tem) a obrigatoriedade de guardar o sábado como os judeus guardavam.

Os discípulos de Moisés censuraram Jesus pelo fato dele e de seus discípulos, colhendo espigas, estarem desobedecendo ao mandamento da guarda de não se fazer nada durante o dia semanal do sábado.

Porém, Jesus disse aos discípulos de Moisés (Mt 12.3-6) que se eles consideravam errada a atitude dos discípulos de Jesus de colher espigas no sábado, deles poderem fazer, sim, qualquer trabalho em dia de sábado, contrariando o mandamento, também teriam de considerar errada a atitude dos sacerdotes da lei, pois eles, que não estavam acima da lei, também violavam o sábado exercendo trabalhos sacerdotais no templo.

Violar a guarda do sábado, hoje, no tempo de vigência EXCLUSIVA da Lei de Cristo, isto é, não cumprir o disposto na Lei de Moisés, não implica em desobediência nenhuma perante Deus, pelo contrário, tal atitude se caracteriza em declarada obediência ao único ser que devemos ter por Mestre.

Enfim, a não-guarda do sábado é uma atitude de declarada obediência e subordinação exclusiva a Jesus, que, de maneira nenhuma, de acordo com esses ensinos, jamais ensinou a seus discípulos que eles teriam de guardar o sábado semanal como uma questão de correta obediência, pelo contrário, quem guarda o sábado não está se declarando discípulo de Jesus, mas discípulo de Moisés.

Até mais!
avatar
Maria Madalena
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Feminino
Número de Mensagens : 1777
Idade : 54
Cidade/Estado : Sorocaba/SP
Religião : Cristã
Igreja : Congregação Cristã no Brasil
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 8
Pontos de participação : 7079
Data de inscrição : 06/03/2009

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Maria Madalena em Sex 20 Nov 2015, 17:12

Washington Ruiz

Concordo. Quem é discípulo de Jesus tem de renunciar aos ensinos de Moisés. Dois maridos é adultério

maria
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sex 20 Nov 2015, 17:18


Primeiro, que o nosso amigo não percebeu um trecho significativo do que discutimos no quadro 63. Vou repeti-lo:

Então, se essa lei dos 10 Mandamentos não serve aos cristãos “gente boa”, que lei fica valendo para esse grupo? Oh, dirão muitos--a Lei de Cristo, 1 Cor. 9:21. É verdade, Paulo fala retoricamente que segue é a “lei de Cristo”, mas que lei é essa? Ele não a define nesse texto. Então, temos que pesquisar mais de seus escritos para descobrir o que ele tem em mente. Daí encontramos Gál. 6:2--”levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo”.

Pronto, está resolvido! A “lei de Cristo” não é outra senão a que Cristo mesmo referiu--“amar o próximo como a si mesmo” (Mat. 22:36-40). Mas ela tem outro elemento que nesse caso Paulo não lembrou: a parte de “amar a Deus de todo o coração”. E esse aspecto da “regra áurea” é até PRIORITÁRIA! Pois não é que Jesus mesmo afirmou que quem ama mais pai, mãe, filho, filha do que a Ele, não é digno Dele (Mat. 10:37)? E João acrescenta que para se amar legitimamente o próximo, tem-se que primeiro amar a Deus (1 João 5:2)?

Segundo, que não estamos tratando aqui de “lei de Moisés” nenhuma, e sim da LEI DE DEUS, como também é explicado no mesmo quadro. Pena que há esse lamentável hábito de pessoas, dado o preconceito, não observarem atentamente ponderações de outros quando já têm gravado com letras de fogo na mente certos conceitos contrários e não querem ser perturbados com qualquer ideia que os contradigam. Assim, ignoram ostensivamente o que foi dito para repetirem incansavelmente seus chavões de sempre.

Assim realmente não se avança. A “lei de Cristo” e a “lei de Deus” são uma só e a mesma. É simples assim. . .

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 474
Idade : 67
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -41
Pontos de participação : 1050
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Washington Ruiz em Sex 20 Nov 2015, 18:47

Olá, Azenilto, como vai?

Não podemos ser discípulos de dois mestres, irmão. Isso não é coerente.

Ou escolhemos ter Jesus como nosso único Mestre ou Moisés, isto é, ou escolhemos obedecer à Lei de Cristo ou à Lei de Moisés, pois é a escolha do instrumento de obediência nos deixado por Deus, a Lei de Cristo ou a Lei de Moisés, que irá caracterizar a nossa fé diante de Deus.

Está escrito, porém, em Mt 23.8, que devemos ter somente Jesus como nosso Mestre, porém, vocês, discípulos de Moisés, desprezam deliberadamente esses escritos, não é?

Todo aquele que hoje teima ainda em ser discípulo de Moisés, todo aquele que não aceita sair de debaixo da lei, vivendo no tempo da obediência exclusiva ao Evangelho, está sendo considerado por Deus como os que se declaram judeus não sendo judeus (Ap 2.9 Conheço a tua tribulação, a tua pobreza (mas tu és rico) e a blasfêmia dos que a si mesmos se declaram judeus e não são, sendo, antes, sinagoga de Satanás), isto é, segundo esses escritos de Deus, quem não aceita se desligar da obediência à Lei de Moisés, está pertencendo à igreja de Satanás.

Até mais!

CrisMacabeus
- Iniciante -
- Iniciante -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Feminino
Número de Mensagens : 20
Idade : 37
Cidade/Estado : Osasco - SP
Religião : Adventista
Igreja : adventista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -8
Pontos de participação : 53
Data de inscrição : 16/11/2015

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por CrisMacabeus em Sex 20 Nov 2015, 20:45

Esse pessoal ai da Cristã querem cantar de galo mas eu pergunto pra eles: Qual dia da semana vocês dedicam para culto como dia especial ou dia do senhor? Claro que é domingo! Voces seguem o romanismo e suas heresias. Falam de Jesus e de seus discípulos como se os mesmos fossem pagãos como vcs! Jesus e seus discípulos eram judeus e portanto seguiam e praticavam os ensinos do AT. A cultura deles era diferente dessa cultura podre e idolatra que vem do catolicismo idolatra! Vão querer comparar Jesus, Paulo, Pedro, João e os demais apóstolos de Jesus com um bando de pagãos que fundou uma igreja ai no século 19? Quem em sã consciência vai afirmar que Jesus transgrediu o sábado? Somente uma pessoa sem nenhum conhecimento bíblico! No próprio NT falando acerca das mulheres que seguiam Jesus, após sua morte, é dito que no sábado repousaram segundo o mandamento. Ora, é estranho que se Jesus havia lhes ensinado que o sábado não tinha nenhum valor, porque elas o observaram depois da sua morte? O erro das pessoas é querem ler o NT sem levar em conta o aspecto cultural daquela época e também a raça do povo em questão: JUDEUS! Ou acham que os primeiros discípulos eram beija gesso como vcs?

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 474
Idade : 67
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -41
Pontos de participação : 1050
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Washington Ruiz em Sex 20 Nov 2015, 21:09

Olá, Macabeus,

Você me parece nervosa, sabia?
=
Acho que você, não aceitando o que escrevi, deveria apresentar alguma contestação, porém, acho que você não vai fazer isso, não é? que pena!

Até mais!
avatar
Tzaruch
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Na Paz.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 5272
Idade : 45
Cidade/Estado : Ilha
Religião : DEUS
Igreja : As 7 Igrejas
País : Na Terra.
Mensagens Curtidas : 123
Pontos de participação : 11233
Data de inscrição : 04/11/2014

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Tzaruch em Sab 21 Nov 2015, 00:46

.
Resposta à Mensagem Nº60

Olá Maria.

Maria escreveu:Mas essas coisas ele não tem de aprender através do exemplo de ninguém, 

Tem sim de aprender através do exemplo de alguém, neste caso de JESUS CRISTO,
e todo aquele que diz seguir a CRISTO só o faz na verdade se for o SEU exemplo.

Maria escreveu:e muito menos no meu - que sou pessoa má - 

Nesse caso e se afirma que é uma pessoa má, você não tem essa nova natureza.

Maria escreveu:pois a Escritura fala de uma nova natureza.

Pois fala, e onde estão os ouvidos para ouvir aquilo que a Escritura diz ? 

Você prega uma nova natureza e não consegue ser exemplo ?

Maria escreveu:Basta que ele creia na Escritura, que fala dessa nova natureza.

E que importa "ALGUÉM" dizer que crê na Escritura que fala dessa nova natureza,
se depois as suas ações e atitudes não refletirem essa nova natureza ?

Neste caso não falando do Ernesto, mas sim de você, pois prega que tem uma
nova natureza, e depois diz que não é exemplo porque é uma pessoa má.


SEDE meus imitadores, 
como também eu de Cristo.  
1 Coríntios 11:1

Os Apóstolos não eram somente pregadores de CRISTO, eram também
imitadores e bom exemplo para quem os ouvia. 


Em tudo te dá por exemplo de boas obras; 
na doutrina mostra incorrupção, gravidade, sinceridade,  
Tito 2:7

A mesma Escritura diz para você ser exemplo, pois como pode o pregador
ser acreditado se ele mesmo não fizer como anda a pregar ?


Isso é que leva muitos descrentes a falarem com razão, porque muitos são os que pregam,
mas poucos são os que fazem aquilo que andam a pregar.

.
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sab 21 Nov 2015, 01:40

CrisMacabeus escreveu:
Esse pessoal ai da Cristã querem cantar de galo mas eu pergunto pra eles: Qual dia da semana vocês dedicam para culto como dia especial ou dia do senhor? Claro que é domingo! Voces seguem o romanismo e suas heresias.
 

Olá, CrisMacabeus, você se equivoca num ponto: Esse pessoal combate o quanto podem o sábado, mas também “não morrem de amores” pelo domingo não. Querem mesmo é o mais confortável DIANENHUMISMO, que é um conceito novidadeiro nos meios cristãos--nada de obrigação de dedicar ao Senhor todo um dia completo por semana, contrariando o que clássica e historicamente a cristandade protestante sempre ensinou.

Em teoria até defendem o domingo, como a obra dos assembleianos Bíblia de Estudo e Aplicação Pessoal. Pois na pág. 112 diz o seguinte:

Com a ressurreição do Senhor Jesus no primeiro dia da semana, os cristãos passaram a dedicar esse dia como o seu período regular de adoração (Mateus 28.1; Atos 20.7; 1 Coríntios 16.2). Por conseguinte, dediquemos este primeiro dia da semana, que é o domingo, conhecido também como Dia do Senhor, para dedicarmos inteiramente ao culto divino. Não deixemos que o ativismo, ou ânsia de ganhar dinheiro, privem-nos deste período regular de adoração. Não nos esquecendo, é claro, as outras atividades da Igreja Local durante a semana. Op. Cit., pág. 112 (destaques de sublinhado e negrito meus).

Dizem isso, mas na prática ensinam que podem até trabalhar no domingo, se o patrão lhe pedir. Assim, o “dia do Senhor” vira o dia do empregador do crente. Estranho isso, não ?! Pois um pastor assembleiano do interior de Minas disse esse absurdo num programa de TV em que dedica várias oportunidades de ali falar para tentar denegrir a imagem dos observadores do sábado. Essa “gema” teológica foi ensinada por ele! E ainda diz que o crente trabalhar no domingo para sustentar a família é uma forma também de honrar a Deus. Pelo que uma mulher que está desempregada, e resolver prostituir-se para sustentar os filhos, também estaria honrando a Deus!!!

Como disse alguém, é cada uma que se vê e ouve nos meios ditos cristãos. . .

Claro que a alegação de que o domingo passou a ser a “lei” dos cristãos por causa da Ressurreição não tem o mínimo respaldo bíblico, e as passagem bíblicas citadas como prova disso não tratam nem de longe de tal hipótese. Mas, seja como for, deviam, então, coerentemente dedicar mesmo esse dia a Deus. Só que transformaram o princípio do dia de descanso um “domingão do crentão”, quando apenas se vai à Igreja por algumas horinhas, depois se tem o tempo livre para o que se queira fazer--comprar, vender, ver o esporte no estádio ou na TV. . .



Última edição por Prof. Azenilto G. Brito em Sab 21 Nov 2015, 02:02, editado 1 vez(es)
avatar
Prof. Azenilto G. Brito
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 652
Idade : 72
Cidade/Estado : Kaunakakai, Molokai, Havaí
Religião : Adventista do 7o. Dia
Igreja : Adventista do 7o. Dia
País : EUA
Mensagens Curtidas : 6
Pontos de participação : 1800
Data de inscrição : 20/01/2014

LEI DE DEUS/LEI DE CRISTO, UMA SÓ E A MESMA

Mensagem por Prof. Azenilto G. Brito em Sab 21 Nov 2015, 01:49

Washington Ruiz escreveu:Olá, Azenilto, como vai?

Não podemos ser discípulos de dois mestres, irmão. Isso não é coerente.

Ou escolhemos ter Jesus como nosso único Mestre ou Moisés, isto é, ou escolhemos obedecer à Lei de Cristo ou à Lei de Moisés, pois é a escolha do instrumento de obediência nos deixado por Deus, a Lei de Cristo ou a Lei de Moisés, que irá caracterizar a nossa fé diante de Deus.

Até mais!

Interessante como LOGO EM SEGUIDA se confirma o que eu disse exatamente no meu quadro acima, ao qual certamente não atentou. Vou repetir:

. . . não estamos tratando aqui de “lei de Moisés” nenhuma, e sim da LEI DE DEUS, como também é explicado no mesmo quadro. Pena que há esse lamentável hábito de pessoas, dado o preconceito, não observarem atentamente ponderações de outros quando já têm gravado com letras de fogo na mente certos conceitos contrários e não querem ser perturbados com qualquer ideia que os contradigam. Assim, ignoram ostensivamente o que foi dito para repetirem incansavelmente seus chavões de sempre.

Assim realmente não se avança. A “lei de Cristo” e a “lei de Deus” são uma só e a mesma. É simples assim. . .


Mas eis 12 razões por que digo e afirmo que a “lei de Cristo” e a “lei de Deus” são uma só e a mesma:

* 1 - Porque não há qualquer evidência bíblica de que haja uma “lei de Cristo” que tenha tomado o lugar da “lei de Deus” e os que fazem essa interpretação apenas partem de inferências e hipóteses indemonstráveis.

- Obs.: Uma interpretação popular e comum é de que agora o cristão seria regido por uma “lei de amor”, segundo Cristo teria ensinado, com “novos mandamentos” (Mat. 22:36-40). Mas basta comparar tais textos com Deu. 6:5 Lev. 19:18 para ver que Ele apenas reitera o que Moisés havia dito. Claro, as leis de Deus SEMPRE tiveram por base o duplo princípio de “amor a Deus” e “amor ao próximo”.

* 2 - Porque Paulo se refere à “lei de Deus” de forma normal, dizendo que a conserva na mente desejoso de obedecê-la, a despeito do pecado que o assedia, e que a “inclinação da carne” não está sujeita à lei de Deus, etc. (Rom. 7:22, 25; 8:7 e 8'). Ele ainda fala em “lei de Deus”, “mandamentos de Deus”, coisas que teriam sido ultrapassadas na interpretação antinomista e neoantinomista, e emprega o tempo verbal presente o tempo todo nas passagens citadas.

- Obs.: Paulo diz que “a lei [de Deus] É (não diz 'era') santa, justa e boa”, além de prazenteira e de conservá-la na mente (Rom. 7:12, 14, 22). Pela tortuosa interpretação dos antinomistas e dos neoantinomistas da teologia novidadeira do dispensacionalismo, ele devia concentrar-se em falar somente em “lei de Cristo” daí em diante, e ao falar em “lei de Deus” devia indicar isso pelo uso do pretérito, não do tempo verbal presente.

* 3 - Porque Paulo enumera normalmente os mandamentos do Decálogo (“lei de Deus”) indicando-os aos cristãos de Roma para serem obedecidos segundo o princípio do “amor”, em vez de falar em mandamentos da “lei de Cristo” (Rom. 13:8-10). No vs. 9  ele toma a parte pelo todo ao dizer que “se houver qualquer outro mandamento. . .” Ele sabia haver não “outro”, mas “outros”.

- Obs.: Paulo decerto não julgou necessário citar um por um dos mandamentos, pois o seu objetivo nessa passagem não é “revalidar” mandamentos, tornando-os vigentes aos cristãos.

* 4 - Porque Paulo lembra aos crentes de Éfeso mandamentos do Decálogo (citando especificamente o 5o., 8o., 9o. e 10o. mandamentos--Efé. 6:1-3; 4:25-31) como sendo ainda válidos e vigentes.

- Obs.: Ele devia apelar-lhes para respeitarem os mesmos princípios segundo um código diferente, que seria a “lei de Cristo”, caso as interpretações erradas referidas tivessem fundamento.

* 5 - Porque Paulo fala que importa agora obedecer os “mandamentos de Deus”, e não “os mandamentos de Cristo” (1 Cor. 7:19).

- Obs.: Para ver o que os contemporâneos de Paulo entendiam com esta linguagem de “mandamentos de Deus” basta ler Rom. 7:7-13 e claramente se percebe que são os mandamentos do Decálogo. Claro que isso ainda inclui outros deveres, como “pregar o evangelho a todo o mundo”.

* 6 - Porque Paulo diz retoricamente estar agora sob a “lei de Cristo” (1 Cor. 9:21), sendo que em Gál. 6:2 a define como sendo “levai as cargas uns dos outros”, o que é mera reiteração de uma parte da “regra áurea” que o próprio Cristo expressou em Mat. 22:36-40--amar ao próximo como a si mesmo.

- Obs.: A outra parte dessa “regra áurea” é o mandamento SEMELHANTE, de “amar a Deus sobre todas as coisas”, sendo que de ambos esses mandamentos “dependem toda a lei e os profetas”.

* 7 - Porque João no Apocalipse diz claramente que os fiéis filhos de Deus se caracterizam como aqueles que “guardam os mandamentos de Deus e têm a fé de Jesus” (Apo. 14:12), em vez de falar dos que  “guardam os mandamentos de Cristo”.

- Obs.: Claro, são os mesmos, não havendo essa dicotomia artificial que se quer criar entre “mandamentos de Cristo” e “mandamentos de Deus” (ou “lei de Cristo/lei de Deus”).

* 8 - Porque em Hebreus 8:6-10, ao falar da mudança do Velho para o Novo Concerto, esta importante passagem trata das “Minhas leis” (de Deus), que são escritas nos corações e mentes dos que aceitam esse Novo Concerto [Novo Testamento], e não “leis de Cristo”.

- Obs.: Este tópico é importantíssimo: mostra como no Novo Testamento o cristão terá a “lei de Deus” escrita nos seus corações e mentes, e é aquela que Paulo mesmo ilustrou como estando nos corações de carne dos que são de Cristo (2a. Cor. 3:2-6). Ele usa a mesma ilustração de Pro. 7:2, 3 e Eze. 36:26, 27, e certamente ao tratar de “tábuas de pedra/tábuas de carne” tinha em mente o CONTEÚDO TODO das tábuas de pedra transferido para as tábuas de carne dos corações. Do contrário, nem faria sentido ele usar a mesma metáfora de Ezequiel que, certamente, tinha em mente 10 preceitos das tábuas de pedra, não somente 9.

* 9 - Porque Tiago menciona os mandamentos do Decálogo (que seria a “lei de Deus”) como normativos aos cristãos, em vez de concentrar-se em falar em “lei de Cristo” (Tia. 2:10-12).

- Obs.: Alguns entendem às avessas as palavras de Tiago, pensando que ele está dizendo que já que ninguém obedece plenamente os mandamentos, pois se tropeça num, falhou em todos, então ficamos dispensados dos mesmos. É exatamente o contrário, pois o que Tiago diz é reflexo do que Cristo disse em Mat. 5:48: “Sede vós perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus”. E lembremo-nos que quando Tiago escreveu sua epístola, ele e seus leitores primários sabiam que a parte cerimonial da lei já não mais valia.

* 10 - Porque João fala da “lei de Deus” e da “lei de Cristo” intercambiavelmente em suas várias epístolas (ver 1 João 2:7; 3:21-24; 4:7-12, 21).

- Obs.: Ele não deixa a mínima pista de que haja qualquer contraste entre ambas.

* 11 - Porque João, no contexto em que fala de “lei de Deus” e “lei de Cristo” intercambiavelmente, ao definir o pecado diz que é “transgressão da lei” (1 João 3:4), não especificando falar em “lei de Cristo”.

- Obs.: Esta definição bíblica de pecado é curiosamente evitada pelos da linha neoantinomista dispensacionalista. Parece que não gostam nem um pouco do texto como aparece em inúmeras versões internacionais, definindo pecado como “transgressão da lei”. De que lei seria pecado uma transgressão? Da lei da oferta e da procura? Da lei do menor esforço? Da lei da gravidade? Quem souber responder estas perguntas saberá o que está mesmo sendo dito pelo Apóstolo de Cristo.

* 12 - Por que faz parte da mais legítima tradição cristã que os primeiros 4 mandamentos do Decálogo tratam de nossos deveres para com Deus, e os 6 últimos, idem quanto ao próximo, o que é mera síntese (não substituto) da mesma “lei de Cristo”, ou Sua conhecida “regra áurea” de Mat. 22:36-40.

- Obs.: Luteranos, presbiterianos, batistas e anglicanos dizem exatamente isso em suas confissões de fé de séculos, e sendo que “os 4 primeiros mandamentos” referem-se a nossos deveres para com Deus, isso inescapavelmente inclui o 4o. Mandamento do Decálogo--o do sábado (ainda que esses cristãos tentem reinterpretá-lo para legitimar o injustificável domingo). Antes da Reforma Protestante isso já era assim basicamente ensinado por católicos e ortodoxos.

avatar
Tzaruch
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Na Paz.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 5272
Idade : 45
Cidade/Estado : Ilha
Religião : DEUS
Igreja : As 7 Igrejas
País : Na Terra.
Mensagens Curtidas : 123
Pontos de participação : 11233
Data de inscrição : 04/11/2014

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Tzaruch em Sab 21 Nov 2015, 02:28

.
Resposta à Mensagem Nº63


Olá Azenilto.


Azenilto escreveu:
Tzaruch-
Azenilto, com certeza essa lei foi feita para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores.


Azenilto-
E o Tzaruch alega que os mandamentos do Decálogo são uma espécie de “lei pra gente ruim”. Será mesmo?

ERRO SEU Azenilto,,, o Tzaruch não alegou nada,, simplesmente citou parte de um versículo 

que aparentemente você desconhece.


Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo
mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores
para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas,  
1 Timóteo 1:9

Está ai bem escrito e explicito para quem é a Lei,,, e é claro que se fossem justos não iriam
precisar que tal Lei fosse escrita e aplicada.


Portanto os 10 mandamentos é uma lei feita para "gente RUIM" e não gente justa.



___citação Tzaruch Msn Nº54____

Azenilto, com certeza essa lei foi feita para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores.

.....
.........
..................

Não matarás.

Não adulterarás.

Não furtarás.

Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.

Não cobiçarás a casa do teu próximo, 
não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, 
nem a sua serva, nem o seu boi, 
nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.

Êxodo 20:3-17

Portanto, a lei foi feita para os injustos, os que matam, roubam, cobiçam, tem outros deuses etc etc.

Com qual dos 10 mandamentos que você mais se identifica ?,,,, todos ?????


______________Fim da citação______________


Você não respondeu à pergunta,, será que se identifica com todos os 10 mandamentos ?


.
avatar
Maria Madalena
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Feminino
Número de Mensagens : 1777
Idade : 54
Cidade/Estado : Sorocaba/SP
Religião : Cristã
Igreja : Congregação Cristã no Brasil
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 8
Pontos de participação : 7079
Data de inscrição : 06/03/2009

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Maria Madalena em Sab 21 Nov 2015, 10:34

Tzaruch

Concordo com tudo quanto escreveu. A lei foi feita para patricidas, matricidas, homicidas, ou seja, o mandamento "não matarás", "honrar pai e mãe" e todos os demais é para os injustos, que não poupam nem pessoas de seu próprio sangue, ou seja: gente ruim mesmo.

Tzaruch escreveu:Com qual dos 10 mandamentos que você mais se identifica ?,,,, todos ?????
Uau...quero ler esse resposta!!!! Very Happy Very Happy Very Happy

Maria

Nakadomari
- Iniciante -
- Iniciante -

Status : Sede e fome de justiça
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 20
Idade : 32
Cidade/Estado : Londrina - PR
Religião : Cristão
Igreja : N/D
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 8
Pontos de participação : 43
Data de inscrição : 15/04/2015

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Nakadomari em Sab 21 Nov 2015, 12:24

Concordo com Tzaruch,

A lei é para o injusto, pois o justo foi justificado por Cristo mediante a fé (não por obras da lei). Aquele que não aceita Cristo está sujeito a lei, se quiser se justificar diante de Deus deve cumpri-la (por isso "a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente" I Timóteo 1:8) assim como Cristo o fez, o que é impossível para nós. Por isso Cristo é o único caminho. Mas os que estão em Cristo estão libertos da lei, e a lei não tem mais poder de julgar estes.


Romanos 3
21 Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas;
22 Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença.


28 Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei.

Romanos 7
6 Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.

Romanos 10
4 Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê.

Gálatas 5
4 Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído.

I Timoteo 1
5 Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida.

Acredito que o que cria grande confusão é o fato de que do amor seja a intersecção entre as duas alianças. Porém existe uma diferença, antes como uma lei e agora na nova aliança como um dom ("O supremo dom da caridade" I Corintios 13). O amor é o mandamento de Cristo, e é um dom espiritual, por isso na atual aliança devemos andar em Espirito, em novidade de vida.

Mas Cristo não aboliu nem lei, nem cerimonia alguma. Ele cumpriu toda a lei e está ligado ao Pai ("não crês que estou no Pai e o Pai em mim?" João 14:10). Não podemos nos ligar diretamente ao Pai, porque não somos capazes de cumprir a lei. Nós devemos cumprir o mandamento de Cristo e estar ligados a Ele. É assim que Ele intercede. Existe distinção entre o mandamento de Cristo e o mandamento de Deus Pai, e isso não significa que em Cristo passamos por cima dos mandamentos de Deus, mas Cristo é caminho criado por Deus para salvação dos homens, antes condenados a morte, sendo escravos da lei. Veja as citações:

João 15
10 Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.

João 13
34 Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.
35 Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. (Os discípulos de Cristo são reconhecidos por amar o semelhante, e não por guardar o sábado, ou por estilo de roupa...)

Veja o Mandamento de Deus Pai para esta nova aliança:

I João 3
23 E o seu mandamento é este: que creiamos no nome de seu Filho Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, segundo o seu mandamento.

E o mandamento de Cristo é o amor:

João 15
12 O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.

17 Isto vos mando: Que vos ameis uns aos outros.

Romanos 13
8 A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.
9 Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
10 O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.


Gálatas 5
14 Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.

I Coríntios 13
"O supremo dom da caridade"

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 474
Idade : 67
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -41
Pontos de participação : 1050
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Washington Ruiz em Sab 21 Nov 2015, 13:50

Olá, Azenilto,

Eu já sabia, irmão (acho que você está pegando muito sol e onda aí, sabia?) que você, como sempre, desde o tempo do Orkut, continuaria a fugir do FOCO do debate, isto é, você está evitando me responder que não é coerente termos mais de um mestre (ou será que para você é?) porque prefere continuar sendo discípulo de Moisés do que passar a ser discípulo exclusivo de Jesus, não é? Caramba, que sabedoria há nessa escolha?
=
É tanta a NEGRIDÃO do seu entendimento, que você está zombando da Lei de Cristo, destratando o Evangelho, fazendo pouco e procurando desvirtuar a sublimidade do instrumento de Deus também chamado de graça, que é onde estão contidas as verdades nos trazidas pelo seu próprio Filho, Jesus Cristo.

Tanto a Lei de Moisés foi chamada de Lei de Deus ou de Lei do Senhor quanto a Lei de Cristo, que é o Evangelho, porém, são duas LEIS diferentes, duas ALIANÇAS diferentes, dadas aos homens por dois MINISTÉRIOS diferentes, sendo que a primeira foi chamada de LEI IMPERFEITA pelo próprio Deus, mas a segunda de LEI PERFEITA, que é a Lei de Cristo, o Evangelho de Jesus, por isso, toda vez que os escritos de Deus estiverem se referindo à lei perfeita, com certeza tais escritos não estarão se referindo à Lei de Moisés, mas à Lei de Cristo.

Você disse: não estamos tratando aqui de “lei de Moisés” nenhuma, e sim da LEI DE DEUS, insinuando que a Lei de Moisés é uma coisa e a Lei de Deus é outra. Caramba!!!

Ora, meu ensolarado irmãozinho, será que você não sabe que a primeira Lei de Deus foi dada aos judeus pelo ministério de Moisés, e que, por isso, por tal lei ter sido dada pela mão do servo e não do Filho, foi essa lei chamada de Lei de Moisés (NE 10.29 Firmemente aderiram a seus irmãos os mais nobres dentre eles, e convieram num anátema e num juramento, de que andariam na LEI DE DEUS, que foi dada pelo MINISTÉRIO DE MOISÉS, servo de Deus; e de que guardariam e cumpririam todos os mandamentos do SENHOR nosso Senhor, e os seus juízos e os seus estatutos)?

Você, com certeza não sabe, mas o contido em Sl 19.7 (A lei do SENHOR É PERFEITA, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices) não está se referindo à Lei de Moisés, mas à Lei de Cristo. Duvida? Quer que eu lhe ensine NOVAMENTE o por quê?

Até mais!

CrisMacabeus
- Iniciante -
- Iniciante -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Feminino
Número de Mensagens : 20
Idade : 37
Cidade/Estado : Osasco - SP
Religião : Adventista
Igreja : adventista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -8
Pontos de participação : 53
Data de inscrição : 16/11/2015

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por CrisMacabeus em Sab 21 Nov 2015, 15:29

A realidade dos fatos é que a LEI não está ou foi abolida no NT, pelo menos a lei dos 10 mandamentos. Ao lermos o NT encontramos dezenas de vezes a expressão PECADO, ora se no NT o pecado continuava e existir é evidente que existia uma LEI! Caso contrario o camarada poderia roubar, adulterar, cobiçar a mulher do próximo ( essa aqui Jesus até estreitou mais ao afirmar que ao menos olhar com intenção já pecava!), fornicação e assim vai aumentando a lista onde fala de praticas pecaminosas! Ora, muitos falam em amor ao próximo como ati mesmo, mas nas igrejas vemos é o contrario: Pastores roubando os fiéis com seus dízimos e ofertas, cometendo adultérios, pedofilia ( e olha que tem vídeos ai na web que denunciam essas praticas hediondas). São tantas abominações praticadas entre os atuais crentes que a moral deles esta mais suja que pau de galinheiro! Hoje o que o povo evangélico vive é o evangelho da libertinagem! Esse povo caiu no descredito total pois são maus pagadores, não honram com a palavra, cometendo adultério, roubando e praticando toda sorte de abominação. Sabe porque? Porque vivem na graça (desgraça)
!

Conteúdo patrocinado

Re: CRISTO abolindo O SÁBADO...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Seg 16 Out 2017, 19:55