F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Obediência exclusiva e justificação

Compartilhe

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 474
Idade : 66
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -41
Pontos de participação : 1050
Data de inscrição : 15/10/2014

Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Washington Ruiz em Sex 11 Set 2015, 22:15

RESPOSTA À MENSAGEM: http://forumevangelho.com.br/t331p900-batismo-com-o-espirito-santo-e-falar-novas-linguas#91272





Olá, Ernesto,

É verdade, irmão, nenhum católico ou evangélico obedece ao que está escrito, posto que Jesus nos ensinou que ele tem um Deus e Pai, porém, nenhum católico (e a grande maioria dos evangélicos) aceita que Jesus tenha um Deus ou que o Deus de Jesus seja seu Pai, pois todos esses irmãos acham que Jesus não foi criado, apesar disso estar escrito.
=
Sobre a fé exclusiva:

Observe que Deus nos deu 2 testamentos, por isso, a OBEDIÊNCIA CORRETA pode ser:

1) EXCLUSIVA à LEI (como estão os judeus que mataram Jesus, e que até hoje não aceitam que os escritos do Evangelho sejam de Deus; para esses SÓ MOISÉS SALVA);

2) EXCLUSIVA ao EVANGELHO (como estamos eu e meus irmãos de fé, os verdadeiros CRENTESCRistãos Exclusivos do Novo TEStamento; para nós SÓ CRISTO SALVA; só a obediência EXCLUSIVA ao Evangelho salva);

3) SIMULTÂNEA ao EVANGELHO e à LEI (como estão os católicos e os evangélicos, unidos num só propósito: Só Cristo salva..., mas Moisés também), e;

4) ALHEIA ao EVANGELHO e à LEI (como estão os muçulmanos e todos os que não creem que Jesus seja o Messias profetizado nas Escrituras).

Somente um desses quatro PERFIS DE OBEDIÊNCIA pode estar correto, porém, como na igreja de Cristo o Evangelho tem de estar sendo pregado, então, POR ELIMINAÇÃO, temos de considerar como obediência INCORRETA (por ignorarem Jesus) a dos irmãos judeus (1) e a dos irmãos muçulmanos (4).

Eu e meus irmãos de fé defendemos que a OBEDIÊNCIA CORRETA seja a EXCLUSIVA ao Evangelho, enquanto que os católicos e os evangélicos defendem que a obediência correta seja a simultânea aos dois testamentos, porém, só uma obediência dessas pode ser a correta, posto que só um caminho nos levará ao Pai.

As divergências de interpretações acontecem porque os nossos perfis de obediência são diferentes, meu irmão, isto é, eu vejo os escritos de Deus de um ângulo e você de outro, e isso faz uma grande diferença.

O caso é que se os católicos da SIMULTANEIDADE estiverem certos, eu, que defendo a EXCLUSIVIDADE de obediência ao Evangelho, estarei errado..., ou vice-versa.

O direito à justificação é um prêmio individual e intransferível, por isso, irmão, reflita sobre o seu.

Até mais!
avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1075
Idade : 87
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 162
Pontos de participação : 2951
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Ernesto em Seg 14 Set 2015, 19:50

Washington Ruiz diz:

Eu e meus irmãos de fé defendemos que a OBEDIÊNCIA CORRETA seja a EXCLUSIVA ao Evangelho, enquanto que os católicos e os evangélicos defendem que a obediência correta seja a simultânea aos dois testamentos, porém, só uma obediência dessas pode ser a correta, posto que só um caminho nos levará ao Pai.

Erneso responde:

Meu irmão; Eu confesso que não sei o que queres dizer com ¨obediência correta¨, nem entre exclusiva e simultanea aos dois testamentos.
A minha obediência é o fruto da salvação. Eu não obedeço para ser salvo, mas, porque já sou salvo por Cristo Jesus. Assim como Saulo perguntou a Jesus dizendo: Senhor Que queres que eu faça? Foi Somente Depois que Jesus o chamou.
Ele foi mandado ir á Damasco, ali lhe foi dito o que devia fazer.
Jesus disse a mulher adultera; Eu não te condeno, mas, vai e não peques mais. Agora vem a pergunta: O que é pecado? Em I João 3:3-4, diz: Qualquer que tem nele esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro, o verso 4, todo aquele que pratica pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei.
Veja; Cristo nos chama sendo nós ainda pecadores, a sua graça é estendida a todos, mas, só serão beneficiados com a graciosa graça aquele que ouve e atende o chamado de Jesus. Por isso diz: Muitos são chamados, mas poucos os escolhidos.
Eu vejo a graça que salva no antigo testamento assim como no novo testamento, com uma diferença; No antigo testamento eles olhavam para o Salvador que viria, e os do novo testamento olham para o Salvador que já veio.
Os do antigo testamento se relacionavam com Deus através de cerimônias, e os do novo testamento se comunicam através da oração. Os do antigo se justificavam pelas obras, e os do novo testamento pela fé, mas, a fé não anula a santificação, para alcançar-mos a santificação presisamos aceitar a graciosa graça, que é a companhia constante do Espirito Santo que nos ajuda vencer as nossas fraquezas e nos orienta no caminho que devemos seguir. Rom.8: 26,

Washington diz.

As divergências de interpretações acontecem porque os nossos perfis de obediência são diferentes, meu irmão, isto é, eu vejo os escritos de Deus de um ângulo e você de outro, e isso faz uma grande diferença.

Ernesto responde:

Em parte eu concordo com o irmão, como vc. diz: os nossos perfis de obediencia são diferentes.
Mas, porque são diferentes? Não são todos assistidos por um mesmo Espirito? Aqui está o x.da questão; muitos querem a graça, mas não a santificação; Segui a santificação sem a qual ninguem verá a Deus. A graça justifica o pecador arrependido, mas, se o agraciado com a graça de Cristo continuar com a vida que ele viveu antes de conhecer a Jesus então a graça deixa de realizar a obra de santificação, Heb.10:26, Porque se pecarmos voluntariamente depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrificios pelos pecados.
Por isso eu reflito pelo que me pode acontecer se eu rejeitar a graça regeneradora, e a placa indicativa que nos adverte sobre o pecado é a Lei de Deus. Dou graças a Deus que me dá a vitoria por nosso Senhor Jesus Cristo. Amem.

Abraços Ernesto


Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 474
Idade : 66
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -41
Pontos de participação : 1050
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Washington Ruiz em Sex 18 Set 2015, 11:49

Olá, Ernesto,

Quem quiser ser justificado tem de estar em obediência EXCLUSIVA aos ensinos do Novo Testamento, isto é, se quisermos estar em obediência a Deus, precisamos deixar de obedecer aos ensinos do Antigo Testamento.

A nossa DISCIPULARIDADE a Cristo tem de ser EXCLUSIVA, senão Deus não nos poderá justificar.

Lembre-se, irmão, que os discípulos da obediência exclusiva aos ensinos do Antigo Testamento (que foram os homens que nasceram de Moisés até Cristo) formaram o corpo espiritual da noiva de Moisés, cujos noivos (Moisés e a sua igreja, quer dizer, congregação) já se casaram, no entanto, nós, os que nascemos depois de Cristo, estamos formando o corpo espiritual da noiva de Jesus, cujos noivos ainda não se casaram, pois o corpo espiritual da noiva de Jesus ainda está em formação.

Qual seria o ensino com VALOR DE JUSTIFICAÇÃO da Lei de Moisés (Antigo Testamento) que você não abre mão de obedecer e que esteja faltando na Lei de Cristo (Novo Testamento)? Nenhum, irmão!

Se não APOSTATARMOS os ensinos da Lei de Moisés da nossa obediência, se não nos libertarmos da obediência à Lei de Moisés, se não quisermos ser discípulos EXCLUSIVOS de Jesus, de maneira nenhuma poderemos ser justificados.
=
A obediência SIMULTÂNEA aos ensinos do Velho e do Novo Testamento, que é a obediência dos irmãos católicos e evangélicos, é o comportamento de obediência que caracteriza a prostituição espiritual, irmão, que você ainda não percebeu.

Até mais!
avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1075
Idade : 87
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 162
Pontos de participação : 2951
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Ernesto em Sab 19 Set 2015, 17:06

Washington diz:

Olá, Ernesto,

Quem quiser ser justificado tem de estar em obediência EXCLUSIVA aos ensinos do Novo Testamento, isto é, se quisermos estar em obediência a Deus, precisamos deixar de obedecer aos ensinos do Antigo Testamento.
A nossa DISCIPULARIDADE a Cristo tem de ser EXCLUSIVA, senão Deus não nos poderá justificar.

Ernesto responde

Olá meu irmão!
Eu vejo novamente uma incoerencia na tua interpretação da justificação.
Leia Romanos 5: 8, Mas, Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda PECADORES.
Deus não espera a nossa obedência EXCLUSIVA, ele já nos recebe sendo nós ainda pecadores. Um exemplo; A mulher adúltera não deixou de adulterar para depois ser recebida como filha de Deus. Jesus disse: Eu não te condeno, vai e não peques mais. Jesus a justificou pele fé que ela possuía nele. Só depois de ela ser justificada Jesus ordenou que não pecasse mais.

Washington diz:

Lembre-se, irmão, que os discípulos da obediência exclusiva aos ensinos do Antigo Testamento (que foram os homens que nasceram de Moisés até Cristo) formaram o corpo espiritual da noiva de Moisés, cujos noivos (Moisés e a sua igreja, quer dizer, congregação)

Ernesto responde

Eu não entendo a sua colocação; Ninguem, e nunca Moisés teve uma noiva (igreja).Moisés foi apenas um servo como os discípulos também. A lei, que permanece até hoje foi dada por Deus, que a escreveu com seu proprio dedo, com uma diferença; Deus escreveu a lei em tabuas de pedras, e Jesus escreveu a mesma lei nas tabuas do nosso coração Heb. 10:15-16. O grande problema foi que os judeus olhavam para a lei como o meio de salvação, eles queriam se salvar pela obediencia á lei, e dessa maneira eles deixaram de olhar á Cristo como seu Salvador. No novo testamento permanece a mesma lei que fora escrita em tabuas de pedra e dada ao servo Moisés.
Mas, então para que serve a lei? Ela não salva ninguem, ela apenas aponta o pecado, Exemplo; Na obediencia exclusiva ( segundo tu dizes) vc. Póde matar? Não? Porque não? É porque a lei diz que não se deve matar não é? Mas, que lei? É uma lei do novo testamento? Não matar, é uma novidade trazida por Jesus? De maneira nenhuma , Ela ja existia na lei do antigo testamento. Então esta lei não é nova, ela só é repetida no novo testamento. Então qual a diferença da obediencia do antigo testamento e a obediencia do novo testamento? A desobediencia da lei no antigo testamento, o pecador sentia as consequencias imediatas pela transgressão, e no novo testamento o pecador tem tempo e a oportunidade de se arrepender.
Então vem a pergunta: Os antigos não tinham oportunidade de se arrepender? Tinham sim, mas a maioria olhava para a lei como uma tabua de salvação, e depois de transgredir eles se esforçavam para não transgredir mais, e, caíam novamente no pecado porque a carne é fraca. Rom 7: 18-20, Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e, com efeito, o querer está em mim, mas, não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas, o mal que não quero, esse eu faço. Ora,, se eu faço o que não quero, já não o faço eu, mas, o pecado que habita em mim.
O que a lei condena no antigo, também condena no novo testamento.Com a diferença é que temos o privilégio de podermos ir direto ao trono da graça por meio da oração e todo pecado arrependido é graciosamente perdoado.

Washington diz:

Qual seria o ensino com VALOR DE JUSTIFICAÇÃO da Lei de Moisés (Antigo Testamento) que você não abre mão de obedecer e que esteja faltando na Lei de Cristo (Novo Testamento)? Nenhum, irmão!

Ernesto diz:

Outro engano seu; a lei não justifica ninguém, ela só cumpre com a missão que lhe foi outorgada, É apontar o caminho da justiça, Veja as placas da beira das rodovias, elas apontam o rumo a seguir, mas, se alguém não quiser se basear por ela, toma um rumo errado, Eu procuro me orientar por elas, O erro do pecador não é da placa, é do motorista que não deu valor a indicação da placa.

Washington diz:

Se não APOSTATARMOS os ensinos da Lei de Moisés da nossa obediência, se não nos libertarmos da obediência à Lei de Moisés, se não quisermos ser discípulos EXCLUSIVOS de Jesus, de maneira nenhuma poderemos ser justificados.
=
A obediência SIMULTÂNEA aos ensinos do Velho e do Novo Testamento, que é a obediência dos irmãos católicos e evangélicos, é o comportamento de obediência que caracteriza a prostituição espiritual, irmão, que você ainda não percebeu.

Ernesto responde:

Meu irmão! Deus haverá de ter paciência e certamente usará da graça para os que defendem uma doutrina tão desencontrada como a vossa.
Leia Marcos 7;9-10, Jesus disse: Bem invalidais o mandamento DE DEUS para guardardes a vossa tradição. Porque MOISÉS DISSE: Honra teu pai e tua mãe, Quem mal disser ou o pai ou a mãe deve ser punido com a morte. Eu te pergunto: Moisés disse: mas, o mandamento é de Deus.Vc. vai deixar de obedecer o quinto mandamento da lei de Deus só porque ele foi apresentado por Moisés? Assim acontece com todos os dez mandamentos.Moisés apresentou a lei mas, o autor desta lei é Deus.
Mat.5:27-28, Jesus disse: Ouvistes o que foi dito aos antigos; Não cometerás adultério; Eu porém vos digo, que, qualquer que atentar a uma mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela.
Novamente te pergunto: Jesus trouxe um mandamento novo, ou é o antigo que Moisés já havia dado ao povo? Jesus não trouxe o mandamento, ele apresentou o mandamento que Moisés ensinou, com uma diferença; ele ampliou o mandamento, ele deixou a lei mais rígida do que Moisés.

Abraços Ernesto

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 474
Idade : 66
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -41
Pontos de participação : 1050
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Washington Ruiz em Sab 19 Set 2015, 21:14

Olá, Ernesto,

Esperava que você me respondesse sobre a PROSTITUIÇÃO ESPIRITUAL, que eu acho que você, com todo o respeito, irmão, acho que não sabe o que é.
=
Assim como nós, os da obediência EXCLUSIVA ao Evangelho de Jesus, estamos formando o corpo da NOIVA de Cristo, os judeus que viveram durante o tempo de vigência da lei, que foi de Moisés até João (Lc 16.16 A lei e os profetas vigoraram até João), formaram o corpo da NOIVA de Moisés, noiva essa que já se casou com o seu noivo Moisés, porém, Jesus ainda não se casou com a sua noiva.

Em Jr 2.2 (Vai, e clama aos ouvidos de Jerusalém, dizendo: Assim diz o SENHOR: Lembro-me de ti, da piedade da tua mocidade, e do amor do teu NOIVADO, quando me seguias no deserto, numa terra que não se semeava) está escrito que os 600 mil judeus, discípulos de Moisés, que atravessaram o deserto (que é a terra que não se semeava) estavam começando a formar o corpo da NOIVA DE MOISÉS, noivado esse que perdurou até o tempo em que o Evangelho de Jesus começou a ser pregado (Lc 16.16), que foi quando houve a cerimônia de casamento desses noivos.

A obediência à lei, hoje, não salva mais ninguém, porém, já salvou.

Assim como todos os homens que pecaram durante o tempo de vigência da lei (de Moisés até João) serão julgados e condenados mediante a lei, todos os que não pecaram durante esse mesmo tempo também serão julgados, mas justificados por essa mesma lei (Rm 2.12 todos os que com lei pecaram MEDIANTE LEI serão julgados).

Assim como o povo judeu que viveu durante o tempo de vigência da lei tinha de ter Moisés como o seu único MEDIADOR e MESTRE, assim também nós que nascemos durante o tempo de vigência eterna do Evangelho temos de considerar Jesus como nosso único MEDIADOR (1Tm 2.5) e único MESTRE (Mt 23.Cool.

Está escrito, irmão, que quem quiser estar em obediência à Lei de Moisés de maneira nenhuma poderá ser justificado (Gl 5.2 Eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar (se alguém quiser estar em obediência à Lei de Moisés), Cristo de nada vos aproveitará).
=
Quem não mata, ou não adultera, ou não furta, por obediência ao que está escrito na Lei de Moisés, isso é nada para Deus, porém, quem não mata, ou não adultera, ou não furta, por obediência ao amai-vos uns aos outros, que é o que está escrito na Lei de Cristo, esse sim, terá tudo com Deus.

Até mais!

Edison
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1995
Idade : 65
Cidade/Estado : Curitiba
Religião : Cristão
Igreja : www.apalavraoriginal.com.br
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 17
Pontos de participação : 5036
Data de inscrição : 29/11/2008

Re: Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Edison em Dom 20 Set 2015, 09:35

A Lei foi um aio. O aio é importante por tempo de terminado. Após a adoção, depois que o aio devolve o filho ao seu pai, o aio não tem mais interferência na vida daquele filho, o tempo do aio se foi.
"De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados.
Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio"
(Gal. 3:24-25).

Mas o nosso assunto aqui neste tópico é "Batismo com Espírito Santo e falar novas línguas", que aliás, é um ensino que o aio não contemplou. Este assunto não pertencia ao aio e sim ao pai que tratou disto após o aio ter entregado o filho para a adoção.

"Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,
Para remir os que estavam debaixo da lei
(AIO), a fim de recebermos a adoção de filhos.
E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai"
(Gal. 4:4-6).


avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1075
Idade : 87
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 162
Pontos de participação : 2951
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Ernesto em Dom 20 Set 2015, 16:28

Washington diz:

Olá Ernesto

Esperava que você me respondesse sobre a PROSTITUIÇÃO ESPIRITUAL, que eu acho que você, com todo o respeito, irmão acho que não sabe o que é.

Ernesto responde

Olá, Washington; o irmão está bem? Eu vejo que estás trocando as bolas.
Desde quando estamos falando sobre PROSTITUIÇÃO ESPIRITUAL? Não subestime o meu conhecimento bíblico, Tu ainda não eras nascido, e eu já sabia o que vem a ser; PROSTITUIÇÃO ESPIRITUAL, Estou há mais de 70 anos assentado aos pés de Jesus. A bíblia é a minha meditação de cabeceira da cama.. Mas, deixe isso pra lá.

Washington diz:

Assim como nós, os da obediência EXCLUSIVA ao Evangelho de Jesus, estamos formando o corpo da NOIVA de Cristo, os judeus que viveram durante o tempo de vigência da lei, que foi de Moisés até João (Lc 16.16 A lei e os profetas vigoraram até João), formaram o corpo da NOIVA de Moisés, noiva essa que já se casou com o seu noivo Moisés, porém, Jesus ainda não se casou com a sua noiva.

Ernesto responde:

Estás te condenando com tuas próprias palavras; dizes: Assim como nós, os da obediência EXCLUSIVA ao Evangelho de Jesus.
Vc. se considera um obediente?, Nós só podemos colocar em pratica a Obediência se houver uma lei para obedecer, seja a lei do antigo ou a lei do novo testamento,, sempre é uma lei.
Mas, só vou continuar com este dialogo depois que o irmão me mostrar na bíblia a igreja que formou o corpo da noiva de Moisés.

Washington diz:

Em Jr 2.2 (Vai, e clama aos ouvidos de Jerusalém, dizendo: Assim diz o SENHOR: Lembro-me de ti, da piedade da tua mocidade, e do amor do teu NOIVADO, quando me seguias no deserto, numa terra que não se semeava)

Ernesto responde:
Perdoe a minha sinceridade, o irmão precisa meditar no que lê; Esta passagem diz com todas as letras que o noivado dos Israelitas no deserto era com Deus e não com Moisés.

Washington diz:

A obediência à lei, hoje, não salva mais ninguém, porém, já salvou.

Ernesto responde:

Em tempo nenhum que a lei tivesse salvado alguém, é com diz o irmão Edison aí em baixo; A lei só nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo.Fora de Cristo não existe Salvação.

Washington diz:


(Rm 2.12 todos os que com lei pecaram MEDIANTE LEI serão julgados).

Ernesto responde:

Seja sincero meu irmão! Porque deixaste a outra parte do mesmo verso? E todos os que sob a lei pecaram pela lei serão julgados. O v;13,Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas, os que praticam a LEI hão de ser justificados.

Washington diz:

Está escrito, irmão, que quem quiser estar em obediência à Lei de Moisés de maneira nenhuma poderá ser justificado (Gl 5.2 Eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar (se alguém quiser estar em obediência à Lei de Moisés), Cristo de nada vos aproveitará).

Ernesto responde;

O irmão mesmo confessa; Que Paulo aponta a lei da circuncisão, ora a circuncisão nunca fez parte da lei de Deus dos dez mandamentos.

Washington diz:

Quem não mata, ou não adultera, ou não furta, por obediência ao que está escrito na Lei de Moisés, isso é nada para Deus, porém, quem não mata, ou não adultera, ou não furta, por obediência ao amai-vos uns aos outros, que é o que está escrito na Lei de Cristo, esse sim, terá tudo com Deus.

Ernesto responde:

Peça a Deus que te envie mais luz através do Espirito Santo, Até aqui vai muito mal.

Abraços Ernesto


Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 474
Idade : 66
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -41
Pontos de participação : 1050
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Washington Ruiz em Seg 21 Set 2015, 20:09

Olá, Ernesto,

Nunca duvidei da sua dedicação ao ensino, nem estou subestimando o seu conhecimento, irmão, pelo contrário. Duvidei, no entanto, da interpretação que você pode ter sobre a PROSTITUIÇÃO ESPIRITUAL, que poucos sabem. Tudo bem. É melhor deixar isso pra lá, mesmo.
=
É óbvio que me considero em obediência, Ernesto. Acaso, você não? A sua fé se fundamenta em obedecer aos escritos dos dois testamentos de Deus, porém, a minha, e de meus irmãos de mesma fé, se fundamenta em obedecer somente aos escritos do testamento nos trazido por Jesus, na Lei de Cristo.
=
Eu já lhe disse que quando Moisés libertou os judeus do domínio egípcio, o CORPO ESPIRITUAL da sua noiva (formado pelos discípulos da obediência exclusiva à Lei de Moisés) começou a ser formado, conforme rezam os escritos de Jr 2.2, cujo noivo desse noivado você diz ser Deus e não Moisés, porém, irmão, essa sua interpretação (Deus ser o noivo do povo judeu) é que contraria o que está escrito.

Está escrito que são os seres MATERIAIS que têm de ser dados em casamento, posto que os ESPIRITUAIS não se dão em casamento, e Deus é um ser espiritual, por isso, os escritos de Jr 2.2 estão se referindo não ao noivado entre Deus e o povo judeu, mas ao noivado entre Moisés, o mediador da Lei, e o povo da obediência à Lei, da relação mestre/discípulos, da relação formada por seres materiais.

Sim, irmão, HOJE é só em Cristo que há a salvação, porém, essa verdade só começou depois de Cristo nos ter trazido e implantado a sua lei (o Evangelho), porém, antes da vinda de Cristo, quando só a Lei de Moisés vigia, a OBEDIÊNCIA, a DISCIPULARIDADE e a JUSTIFICAÇÃO do povo judeu não era devida a Jesus, mas à Lei e a Moisés, que era o mediador da Lei, isto é, no tempo de vigência da Lei de Moisés (de Moisés até João) a obediência aos escritos da lei era o que justificava aqueles homens.

Os escritos de Rm 2.12 devem ser assim interpretados:

Assim, pois, todos os que PECARAM SEM LEI (todos os que viveram e pecaram antes do surgimento da Lei de Moisés) SEM LEI PERECERÃO (serão julgados e condenados sem se levar em conta os escritos da Lei de Moisés); e todos os que COM LEI PECARAM (todos os que viveram e pecaram durante o surgimento do tempo de vigência da Lei de Moisés, que foi de Moisés até João) mediante lei serão julgados (serão julgados e condenados levando-se em conta os escritos da Lei de Moisés).

Nesse versículo acima, vê-se claramente a ação condenatória dos ditames da Lei de Moisés, por isso, assim como a lei pode condenar, por que não pode justificar?

Veja como os escritos de Rm 2.13 devem ser entendidos:

Porque os simples ouvidores da lei não são justos diante de Deus (os simples ouvidores são os que ouviram a pregação da lei, no tempo da sua vigência, mas NÃO A OBEDECERAM), mas os que praticam a lei hão de ser justificados (os que praticam a lei são os que ouviram E OBEDECERAM à pregação da lei, sendo esses os que, por ocasião do julgamento de justificação, serão justificados por terem obedecido os ditames da Lei de Moisés).

Até mais!
avatar
Ernesto
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1075
Idade : 87
Cidade/Estado : Limeira. SP
Religião : crista
Igreja : evangelica
País : brasil
Mensagens Curtidas : 162
Pontos de participação : 2951
Data de inscrição : 26/11/2014

Re: Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Ernesto em Qui 24 Set 2015, 19:38




Washington Ruiz diz;


Olá, Ernesto,

É óbvio que me considero em obediência, Ernesto. Acaso, você não? A sua fé se fundamenta em obedecer aos escritos dos dois testamentos de Deus, porém, a minha, e de meus irmãos de mesma fé, se fundamenta em obedecer somente aos escritos do testamento nos trazido por Jesus, na Lei de Cristo.

Ernesto responde;

Eu falo com toda a sinceridade e humildade á vc.

O papista já lhe disse que o irmão não tem muito conhecimento bíblico,
No tempo dos Apostolos eles só possuíam o antigo testamento, e as cartas que eles escreviam sempre se baseavam no antigo testamento .Queres ver? Mat.1;22, Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta que diz; Eis que a virgem conceberá etc. Eu te pergunto; Não foi Isaias que profetizou? Outra, Mat.4:14, Para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta Isaias, que diz: ETC.
O próprio Jesus usou muitas vezes o antigo testamento, só mais um exemplo João 5:39, Examinais as escrituras porque vós cuidais terem nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam. Eu pergunto? No tempo de Jesus já havia o novo testamento? Não? Então; é o antigo testamento que testifica de Jesus. E quem somos nós para jogar essas verdades do antigo testamento no lixo?
Mais outro ponto; Os discípulos somente começaram a escrever as suas cartas depois que as igrejas já existiam, isso prova que as primeiras apareceram no minimo 20 anos depois da morte de Cristo. Elas eram levadas de mão em mão, e de igreja á igreja, muitos faziam copias para eles terem as mensagens das cartas em suas igrejas. Então pergunto: Onde eles encontraram as profecias referentes a vinda do messias? Veja Felipe que pregou ao Eunuco Atos. 8:30, E correndo Felipe, ouviu que lia o profeta Isaias, o verso 35, Então Felipe abrindo a boca e começando NESTA ESCRITURA, lhe anunciou á Jesus.
Somente no segundo e terceiro seculo é que as 27 partes foram reunidas. Os apostolos já eram mortos há muito tempo.

Washington diz:


Está escrito que são os seres MATERIAIS que têm de ser dados em casamento, posto que os ESPIRITUAIS não se dão em casamento, e Deus é um ser espiritual, por isso, os escritos de Jr 2.2 estão se referindo não ao noivado entre Deus e o povo judeu, mas ao noivado entre Moisés, o mediador da Lei, e o povo da obediência à Lei, da relação mestre/discípulos, da relação formada por seres materiais.

Ernesto responde:

Meu irmão! vc. está se pondo ao ridiculo,Vamos ver o verso na íntegra e verás que a sua interpretação não tem condições nenhuma para ser aceito.
Vai e clama aos ouvidos de Jerusalém; dizendo: Assim diz o Senhor: Lembro-me de ti, da tua afeição quando era jovem e do teu amor, quando noiva, E DE COMO ME SEGUIAS NO DESERTO, numa terra em que se não semeia.

Meu caro Washington ; O SENHOR disse em outras palavras que; Israel, logo que saíu do Egito era jovem, considerado uma noiva por Deus; Israel o amava, e o seguia pelo deserto, no qual não viam futuro nenhum, mas, pelo amor que alimentavam por ele confiavam nele.
Aqui não diz nadinha de noiva de Moisés, suas interpretações são infundadas.

Washington diz:

Os escritos de Rm 2.12 devem ser assim interpretados:
Assim, pois, todos os que PECARAM SEM LEI (todos os que viveram e pecaram antes do surgimento da Lei de Moisés) SEM LEI PERECERÃO (serão julgados e condenados sem se levar em conta os escritos da Lei de Moisés); e todos os que COM LEI PECARAM (todos os que viveram e pecaram durante o surgimento do tempo de vigência da Lei de Moisés, que foi de Moisés até João) mediante lei serão julgados (serão julgados e condenados levando-se em conta os escritos da Lei de Moisés).

Ernesto responde:

O que eu te posso dizer é que o livro foi escrito para os ROMANOS, O verso diz que; aqueles, que, nos dias de hoje não respeitam a lei serão condenados sem passar pelo crivo do juizo, e, os que pecarem ¨hoje¨ conhecendo a lei, serão julgados por essa lei que eles conheciam. Não é o irmão que afirma que o novo testamento foi escrito para nós?
Para te renovar a memoria vamos ler Apoc.14;12, Aqui esta a perseverança dos santos aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus.

Abraços Ernesto
avatar
Gleison Elias
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Bíblia NV: goo.gl/7gC7Ih
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 3108
Idade : 21
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : Corpo de Cristo
País : .
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 9583
Data de inscrição : 24/11/2012

Re: Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Gleison Elias em Sex 25 Set 2015, 09:37

--

Se todos que sem lei pecaram, sem lei perecerão, logo, a lei que me era para a morte é para a vida.

Mas.... esse não é o assunto do tópico.

Vou estar bloqueando para criar um novo.

Conteúdo patrocinado

Re: Obediência exclusiva e justificação

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sex 23 Jun 2017, 19:26