F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Compartilhe

Maicon Douglas
- Iniciante -
- Iniciante -

Número de Mensagens : 6
Data de inscrição : 28/06/2016

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Maicon Douglas em Sex 01 Jul 2016, 14:20

Elielson Ribeiro

Boa tarde. Obrigado pela tua resposta. Mas acho que fiquei com dúvidas quanto a esta definição.

Elielson Ribeiro escreveu:irmão eu entendo assim, Deus o Pai é o Espirito, e o Espirito Santo não é um ser aparte do Pai, é a mesma pessoa

Eu pesquisando em fontes religiosas encontrei esses textos:

1  Reis 22:21 " Então, saiu um espírito, e se apresentou diante do SENHOR, e disse: Eu o enganarei. Perguntou-lhe o SENHOR: Com quê?" João Ferreira ARA

Salmos 104:4 "Faz dos seus anjos espíritos, dos seus ministros um fogo abrasador." João Ferreira ACRF

Mateus 12:43 " "Jesus continuou: - Quando um espírito mau sai de alguém, anda por lugares sem água, procurando onde descansar, mas não encontra." " NTLH

João 4:24 "Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade." João Ferreira ARA

1 Coríntios 15:45 " Pois assim está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente. O último Adão, porém, é espírito vivificante." João Ferreira ARA

Portanto, pelo que li nas Escrituras Sagradas, nessas passagens vemos que Deus, o Pai, é espírito, assim como os anjos obedientes, anjos desobedientes ( demônios) e Jesus Cristo são também espíritos. Então, quaisquer seres sobre-humanos, invisíveis e poderosos são chamados corretamente de espíritos.

Sobre o espírito santo encontrei outras fontes bíblicas, pois sou muito curioso sobre isso, e encontrei o seguinte:

Lucas 9:26 "Porque qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do Homem, quando vier na sua glória e na do Pai e dos santos anjos. João Ferreira ARA

Salmos 89:18 "Pois a Jeová pertence o nosso escudo, e, ao Santo de Israel, o nosso rei." Tradução Brasileira ( TB10)

Atos 3:14 "Vocês negaram publicamente o Santo e Justo e pediram que lhes fosse libertado um assassino. " NVI

Então, consegui ver que: Deus, o Pai; Jesus Cristo, o Filho, e os anjos, filhos angélicos, todos eles, são espíritos e santos. Portanto, os seres espirituais obedientes a Deus, e inclusive o próprio Deus, o Pai, são chamados coerentemente de espíritos santos.

Eis então a minha dúvida: Porque o espírito santo, seria uma pessoa espiritual, se os filhos angélicos de Deus, o Pai, são chamados como tais? O que o distingue como tendo uma personalidade própria?

O espírito santo, é santo, pois procede de Deus. Assim como os anjos, enquanto fiéis ao seu Pai e Deus, são santos. Bem como Cristo, pela sua obediência e fidelidade a seu Pai e Deus, também é santo. Todos, espíritos santos.

Para muitos religiosos, o espírito santo habita neles, ou mora, quando estes são obedientes e tementes a Deus, o Pai. Realmente, vi isso na Bíblia.

1 Coríntios 3:16  "Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós? "

O fato do espírito santo habitar nos cristãos fiéis e sinceros, não nos torna literalmente parte dele.

Fiquei pensando sobre o texto que você mencionou. Achei bem interessante.

Elielson Ribeiro escreveu:mas ele é o próprio santuário de Deus, e quando você mim pergunta se existe uma unidade de pensamentos entre Cristo e Deus, eu digo, existe Mais que isto, Deus casou com Cristo, isto é, tornaram-se um, (Espirito e corpo), ou seja, quem quiser ver a Deus deve olhar para Jesus, pois Deus está em Jesus, corporalmente, em nós Deus não está corporalmente, mas pela Fé, mas nós seremos possuídos por Deus e nos tornaremos a imagem de Cristo.  


Então, eu gostaria de saber também, o que significa Jesus e Deus, o Pai, tornarem-se parte do mesmo Espírito e mesmo corpo. Em que sentido em Jesus Cristo habita corporalmente a plenitude da divindade? Quais bases bíblicas corroboram esta concepção?


Desculpe pelas minhas perguntas, é que amo a Palavra de Deus, mas estou indignado em como as religiões a distorcem. Gostaria de saber como e do porquê o senhor entende desta maneira, para edificação mútua e uma busca do correto entendimento da Palavra de Deus.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 1678
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Jefté em Sab 02 Jul 2016, 08:44

Olá irmãos

Acaso não exitiriam provas de que o Espírito Santo seja uma pessoa, com vontade e personalidade própria ?
Eis algumas:


Ele se entristece:
Efésios 4.30
"E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção."

Ele glorifica a Cristo e há de receber do que é de Cristo:
"Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar." (Jo. 16:14)

Ele é um [outro] Consolador (não é o Pai), pois o próprio Pai é quem O enviaria:
João 14.16
"E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;"

É também o próprio Cristo quem O enviaria:
"Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei." João 16.7

Ele é que reparte os dons, particularmente a cada um como quer:
-I Coríntios 12.11
"Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer."

Embora os dons Ele repartisse particularmente, mas só nos diria tudo o que tiver ouvido, não falando de si mesmo:
"Mas, quando vier aquele, o Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir." (Jo. 16:13)

E Ele mesmo é o que intercede por nós, a Deus, e o faz com gemidos inexprimíveis:
"E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis." (Rom. 8:26)

Tem intenção própria: E Deus, que examina os corações, sabe qual é a INTENÇÃO do Espírito ao vê-Lo interceder por nós:
"E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos." (Rom. 8:27)

Ora, além do Espírito Santo entristecer-se... e distribuir particularmente dons como quer; e de ouvir tudo para no-lo dizer; e até rogar por nós a Deus...
Também Cristo, que está a direita de Deus, também INTERCEDE POR NÓS A DEUS!
"Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e TAMBÉM intercede por nós." (Rom. 8:34)

Selá
avatar
Gilcimar
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2166
Idade : 36
Cidade/Estado : Cariacica , ES
Religião : Cristianismo
Igreja : Adventista do Sétimo Dia?
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 136
Pontos de participação : 5715
Data de inscrição : 10/03/2014

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Gilcimar em Sab 02 Jul 2016, 10:36

Elielson Ribeiro,

Por que os inimigos de Jesus achava que ele se fazia igual a Deus ao dizer que Deus era seu Pai?

Veja este texto:

João 5:18 Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus.


Os próprios acusadores de Jesus também faziam a mesma afirmação que Jesus fazia sobre Deus ser seu Pai....

Vejam:

João 8:41 Disse Jesus: "Se vocês fossem filhos de Abraão, fariam as obras que Abraão fez.
Vocês estão fazendo as obras do pai de vocês".
Protestaram eles: "Nós não somos filhos ilegítimos. O único Pai que temos é Deus".



Quando Jesus diz que Deus era seu Pai ele foi acusado de se fazer igual a Deus mas os mesmos que o acusaram diz que Deus é pai deles..

Como entender isso?

Abraços!

avatar
Elielson Ribeiro
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 446
Idade : 25
Cidade/Estado : Maracanaú/CE
Religião : evangelica
Igreja : Pentecostal Honrai a Palavra de Deus
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -9
Pontos de participação : 724
Data de inscrição : 20/05/2014

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Elielson Ribeiro em Sab 02 Jul 2016, 14:30

a paz do senhor irmão Maicon Douglas.



pelo que li nas Escrituras Sagradas, nessas passagens vemos que Deus, o Pai, é espírito, assim como os anjos obedientes, anjos desobedientes ( demônios) e Jesus Cristo são também espíritos. Então, quaisquer seres sobre-humanos, invisíveis e poderosos são chamados corretamente de espíritos.

Pelo que entendo todos de fato são espíritos, mas diz Deus: com que mim compararei vós?

Todos são espíritos, esta é a maneira que entendemos o que não entendemos, mas por Deus no mesmo nível das Criaturas creio que este não seja o caminho, veja que Salomão diz que os céus dos céus não o pode conter, e Isaias disse que ele está assentado sobre o globo da terra, então eu mim pergunto, quem esta certo? Foi quando entendi que todas as figuras foram expostas para tenta nos fazer entender que ele é incompreensível, mas para nós ele se comunica por meio de enigmas, figuras, pois não somos capazes de o entende-lo por completo, o apostolo Paulo diz que vivemos nele e nos movemos nele, então para mim Deus não se iguala as suas Criaturas, nós nem entendemos suas Criaturas como toda a sua Criação imagine entender Deus o Pai, eu não posso ti dizer como é Deus em sua plenitude, mas em sua plenitude em Cristo podemos entende, pois isto está manifesto nos evangelhos, então como você disse todos os seres que não são matérias, físico nesta realidade pode sim ser chamado de espirito, como também nós somos espíritos, pois o que nasce da carne é carne, mas o que nasce do espirito é espirito, e em Cristo tivemos um novo nascimento (1Cor 15:39-50) mas este é um outo assunto.


Então, consegui ver que: Deus, o Pai; Jesus Cristo, o Filho, e os anjos, filhos angélicos, todos eles, são espíritos e santos. Portanto, os seres espirituais obedientes a Deus, e inclusive o próprio Deus, o Pai, são chamados coerentemente de espíritos santos.

De fato, não temos como se opor a verdade, mas quando se fala de “Espirito Santo” leva os nossos sentidos a Deus e não a anjos, todas as referencia que Jesus fala do Espirito santo, vemos ele se referir ao Pai, eu e o Pai somos um, o Pai é quem faz as obras, quando ele fala sobre blasfêmia ele fala sobre o Espirito, ele não diz: aquele que blasfema contra o Pai não terá perdão, mas diz: Portanto, eu vos digo: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens.
E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro.
Mateus 12:31,32
ele porventura estava nos dando o entender que podemos blasfemar contro pai? é clara que não!
porque Jesus não falou do Pai? Porque o Espirito Santo é o Pai.


Eis então a minha dúvida: Porque o espírito santo, seria uma pessoa espiritual, se os filhos angélicos de Deus, o Pai, são chamados como tais? O que o distingue como tendo uma personalidade própria?


Para está pergunta, tenho a mesma resposta, o Espirito Santo é o único Deus que existe, não existe outro.


O fato do espírito santo habitar nos cristãos fiéis e sinceros, não nos torna literalmente parte dele.


Pedro diz o seguinte: Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina 2 Pedro 1:4
Paulo também diz: Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa; O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória.
Efésios 1:13,14

Segundo Pedro e paulo, pelo fato de estamos unidos a Cristo passamos a participar da natureza divina, e a garantia disto é o fato de ele está em nós, pela Fé.

Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus.
E por isso também gememos, desejando ser revestidos da nossa habitação, que é do céu;
Se, todavia, estando vestidos, não formos achados nus.
Porque também nós, os que estamos neste tabernáculo, gememos carregados; não porque queremos ser despidos, mas revestidos, para que o mortal seja absorvido pela vida.
Ora, quem para isto mesmo nos preparou foi Deus, o qual nos deu também o penhor do Espírito.
Por isso estamos sempre de bom ânimo, sabendo que, enquanto estamos no corpo, vivemos ausentes do Senhor
(Porque andamos por fé, e não por vista).
Mas temos confiança e desejamos antes deixar este corpo, para habitar com o Senhor.
2 Coríntios 5:1-8

Então, eu gostaria de saber também, o que significa Jesus e Deus, o Pai, tornarem-se parte do mesmo Espírito e mesmo corpo. Em que sentido em Jesus Cristo habita corporalmente a plenitude da divindade? Quais bases bíblicas corroboram esta concepção?

Todo o texto que citei na mensagem 656 e 658 corrobora estas afirmações, pois não os trato como algo literal, como os judeus faziam, mas como disse Paulo, elas são espirituais, e que não são de particular interpretação como Pedro nos disse.

Porque Paulo disse que somos casa de Deus? Sendo que os textos que ele usou não dizem que somos casa de Deus?
veja:
Vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.
2 Coríntios 6:16
Porei o meu tabernáculo no meio de vós, e a minha alma de vós não se enfadará.
E andarei no meio de vós, e eu vos serei por Deus, e vós me sereis por povo.
Levítico 26:11,12
Aqui diz que Deus colocaria seu tabernáculo entre o povo, eu já afirmei que este tabernáculo é Cristo, mas o que Paulo diz: vos sois o templo de Deus, ele poderia esta mim contrariando em minha maneira de pensa?
Mas ele também diz: já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus;
Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;
No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor.
No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito.
Efésios 2:19-22
Nós estamos sendo edificados em Cristo para ser morada de Deus em espirito, mas para isto devemos está liga a cabeça, pois somos perfeitos nele(Col2:10) e Deus assim propôs que todos fossem unificados em Cristo, todos os seres estão congregados em Cristo (Ef1:9-10; 2:13-16)

Vou usar como exemplo os templos onde nós nos reunimos, supondo que aquele templo seja Cristo, e nós adentra Cristo e dentro somos um com a casa, Deus mesmo disse que nesta casa ele colocaria seu trono e nela firmaria seus pés (Ez43:7) poderíamos dizer que ele estaria falando de um templo que seria construído pelo povo judeu da época, mas o que ele diz: eu não habito em templos feitos por mão humanas (Is66:1) também diz: mostra à casa de Israel esta casa, para que se envergonhe das suas maldades; sirva-lhe ela de modelo...(43:10-12) vemos tudo isto sendo manifesto em Cristo, ele nós serve de modelo e nele somos edificados como um edifício, Pedro diz que ele é a pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo. (1Ped :4-5)
Vemos todas as analogias e arquétipos e figuras que só podem ser explicadas em Cristo, Cristo é o templo, a pedra angula, a pedra de esquina, tudo isto são figuras que nos mostra algo maior, mostra que o proposito de Deus é nos reunir em Cristo em um mesmo corpo em um mesmo espirito
avatar
Elielson Ribeiro
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 446
Idade : 25
Cidade/Estado : Maracanaú/CE
Religião : evangelica
Igreja : Pentecostal Honrai a Palavra de Deus
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -9
Pontos de participação : 724
Data de inscrição : 20/05/2014

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Elielson Ribeiro em Sab 02 Jul 2016, 14:48

Gilcimar escreveu:Elielson Ribeiro,

Por que os inimigos de Jesus achava que ele se fazia igual a Deus ao dizer que Deus era seu Pai?

Veja este texto:

João 5:18 Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus.


Os próprios acusadores de Jesus também faziam a mesma afirmação que Jesus fazia sobre Deus ser seu Pai....

Vejam:

João 8:41 Disse Jesus: "Se vocês fossem filhos de Abraão, fariam as obras que Abraão fez.
Vocês estão fazendo as obras do pai de vocês".
Protestaram eles: "Nós não somos filhos ilegítimos. O único Pai que temos é Deus".



Quando Jesus diz que Deus era seu Pai ele foi acusado  de se fazer igual a Deus mas os mesmos que o acusaram diz que Deus é pai deles..

Como entender isso?

Abraços!


a paz do Senhor amado.

boa pergunta, porque eles se escandalizavam em Cristo se eles mesmo diziam a mesma coisa, eu acredito que era a maneira de Jesus fala, eu não posso afirma, mas pelo que foi escrito poderemos ler as entrelinhas, sua forma intima com Deus, sempre o chamando ele de Pai, poucas vezes vemos ele chama-lo de Deus, mas de Pai, com isto podemos ver sua forma intima de o trata-lo e tal vez seria isto o que escandalizavam os judeus.
avatar
Gilcimar
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2166
Idade : 36
Cidade/Estado : Cariacica , ES
Religião : Cristianismo
Igreja : Adventista do Sétimo Dia?
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 136
Pontos de participação : 5715
Data de inscrição : 10/03/2014

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Gilcimar em Sab 02 Jul 2016, 17:38

Obrigado Elielson Ribeiro pela boa vontade e por tua resposta mas eu ainda continuo fazendo a mesma pergunta para os outros que quiserem responder...



avatar
Elielson Ribeiro
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 446
Idade : 25
Cidade/Estado : Maracanaú/CE
Religião : evangelica
Igreja : Pentecostal Honrai a Palavra de Deus
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -9
Pontos de participação : 724
Data de inscrição : 20/05/2014

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Elielson Ribeiro em Sab 02 Jul 2016, 18:03

amém amado.... a paz do Senhor

Maicon Douglas
- Iniciante -
- Iniciante -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6
Idade : 27
Cidade/Estado : Salvador
Religião : Estudante da Bíblia
Igreja : Sem igreja
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 20
Data de inscrição : 28/06/2016

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Maicon Douglas em Qua 06 Jul 2016, 11:12

Bom dia Elielson Ribeiro e a todos, obrigado pela resposta.

Estava sem tempo para responder ao post. Só que pesquisei sobre o assunto, e, não discordo totalmente do que escrevestes. Desculpe se o post foi grande demais, é que gosto de citar traduções bíblicas diretamente da fonte. No que eu discordo:

1) Os cristão ainda não são espírito.
2) Blasfemar contra o "espírito santo" não é suficiente para torná-lo a mesma pessoa de Deus, o Pai.
3) Os cristãos participam da "natureza divina", mas só farão parte dela após receberem o pleno cumprimento das "preciosas e grandíssimas promessas", que estão reservadas nos céus.
4) Cristo ainda tem um corpo espiritual separado de Deus, o Pai, e por escolher Cristo "que morasse corporalmente a plenitude da divindade" é simplesmente no sentido de que " Filho é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do seu ser", o espelho de Deus no que se refere ás sua qualidades e propósitos, visto que mesmo que em Cristo morasse corporalmente essa plenitude, a Bíblia o descreve como : "se assentou à direita da Majestade nas alturas"


Abaixo segue os motivos:








Quanto ao fato de Deus ser incomparavelmente grandioso em todos os sentidos, eu entendo. A própria Bíblia afirma que Deus, o Pai, é o Criador de tudo e de todos. Impossível compará-lo com suas criaturas. A Bíblia declara:  "“Quando atingiu Abrão a idade de noventa e nove anos, apareceu-lhe o SENHOR e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda na minha presença e sê perfeito." Gênesis 17:1, João Ferreira ARA

De fato, concordo que o Criador é o Espírito Supremo, superior a todos os outros espíritos. Mas o que fiquei com dúvida é referente a identificação da personalidade do "Espírito Santo" como sendo a mesma Pessoa de Deus, o Pai.

Por exemplo:

Hebreus 4:2 diz "Porque também a nós foram pregadas as boas novas, assim como a eles; mas a palavra da pregação nada lhes aproveitou, porquanto não chegou a ser unida com a fé, naqueles que a ouviram." João Ferreira AA

Colossenses 2:2 diz, "Esforço-me para que eles sejam fortalecidos em seu coração, estejam unidos em amor e alcancem toda a riqueza do pleno entendimento, a fim de conhecerem plenamente o mistério de Deus, a saber, Cristo. NVI

1 Coríntios 1:10 diz, "Irmãos, peço, pela autoridade do nosso Senhor Jesus Cristo, que vocês estejam de acordo no que dizem e que não haja divisões entre vocês. Sejam completamente unidos num só pensamento e numa só intenção." NTLH

Filipenses 2:2, diz "Então peço que me dêem a grande satisfação de viverem em harmonia, tendo um mesmo amor e sendo unidos de alma e mente." NTLH

Efésios 4:4-6 diz, "um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos. " João Ferreira AA

Nesses trechos das Escrituras, observei que os cristãos tinham que serem um, na mesma fé, no mesmo corpo, alma e mente, bem como unidos em amor, em uma só esperança e unidos em um só espírito.

O que quero dizer é que o fato de Deus ser dito na Bíblia como "Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor", 1 João 4:8 , João Ferreira AA, não torna "o amor" uma personalidade, mas, sim, uma personificação do próprio Deus. Ou seja, o Pai, é a expressão e essência desta qualidade, visto que emana Dele, tal característica, podendo transferir seu amor a outros, por meio de demonstrações de afeto. Fazendo os próprios seres humanos á sua imagem e semelhança ( Tiago 3:9), referente ás suas qualidades morais, latentes no nosso DNA.

Quanto ao "nascer de novo", o chamado "novo nascimento", eu consegui entender 3 coisas:

1º} Em João 3:5 diz, "Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus." João Ferreira ARA

Então, o "nascer de novo" estava ligado ao nascimento de água e de espírito. Pensando nisso, lembrei deste texto: Mateus 3:11 "Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo." João Ferreira ARA

Portanto, sabemos o que é esse "nascer de novo". Refere-se claramente ao batismo que João Batista fizera, em água, e, depois, Jesus Cristo, batizaria a muitos com espírito santo. Esse batismo serviria para que habilitassem aos discípulos a entrar no futuro Reino de Deus.

2º} Em Atos 1:8, diz " Porque, na verdade, João batizou em água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo, dentro de poucos dias." João Ferreira AA

Em Atos 2:1;4, diz "1 Chegando o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos num só lugar. 4 Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava."  NVI

Atos 2:33, diz ""Pois Jesus foi levado para sentar-se ao lado direito de Deus, o seu Pai, o qual lhe deu o Espírito Santo, como havia prometido. E Jesus derramou sobre nós esse Espírito, conforme vocês estão vendo e ouvindo agora."  João Ferreira AA

Então, percebemos aqui, quando ocorreu o início do "nascer de novo", ou "batismo com espírito santo"; poucos dias após a ressurreição de Jesus Cristo, em Pentecostes de 33 da nossa era comum. Agora entendemos que os cristãos nascidos do espírito, ou gerado por tal espírito santo, estariam habilitados, ao morrerem, a ir para o céu, entrando assim no "Reino de Deus". Observe:

1 Pedro 1:3-4 "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, Para uma herança incorruptível, incontaminável, e que não se pode murchar, guardada nos céus para vós,"
João Ferreira ACRF

3º} Em Lucas 24:39 diz, "Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho. "João Ferreira ACRF

Vemos que Cristo Jesus, taxativamente, falou que pessoas com corpos espirituais, ou espíritos, não tem carne nem ossos. Portanto, quando ele afirmou que "o nascido de espírito, é espírito", logicamente, estava referindo-se àqueles que, por ser batizados com água e espírito santo, ou gerados por tal espírito, estariam unidos pelo espírito santo de Deus, estando habilitados a futuramente se tornarem espíritos, para então, poderem entrar no Reino de Deus, com sede nos céus. Além do mais, a Bíblia declara como se daria essa transformação miraculosa:

1 Coríntios 15:35-36, diz "Mas alguém dirá: Como ressuscitam os mortos? E em que corpo vêm?  Insensato! O que semeias não nasce, se primeiro não morrer;"  João Ferreira ARA

1 Coríntios 15:38, diz " Deus dá a essa semente o corpo que ele quer e dá a cada semente um corpo próprio." NTLH

1 Coríntios 15: 42 , diz "Assim também a ressurreição dentre os mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção. " João Ferreira ACRF

1 Coríntios 15:44, diz "Semeia-se corpo natural, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual." João Ferreira ACRF

1 Coríntios 15:49-50, diz "Assim como tivemos a imagem do homem terreno, teremos[36] também a imagem do homem celestial. Irmãos, eu lhes declaro que carne e sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem o que é perecível pode herdar o imperecível." NVI

Portanto, assim como Cristo Jesus, por meio do dedo de Deus, foi ressuscitado em corpo espiritual, dado e feito por Deus, o Pai; assim também, os cristão fiéis e batizados com espírito santo, serão transformados em espírito, por receberem, da parte de Deus, o Pai, um corpo espiritual, para poderem viver no céu.

Então, pelo que percebi nesses textos, não somos espíritos. Assim como não somos deuses em sentido literal, só por sermos nascidos de Deus, como a Bíblia afirma: "Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus." 1 João 4:7, João Ferreira ARA


Quanto á citação de Atos 17:28: "Pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos[...]" Sociedade Bíblica Britânica;
Refere-se não ao fato de vivermos literalmente nele, mas de acordo com os versículos 22-25, é por meio de Deus, o Pai, que "25 dar a todos vida, respiração e todas as coisas" é que existimos. Mesmo por que, os atenienses estavam devotados a diversos deuses falsos, e, portanto, não poderiam esta vivendo, se movendo e existindo em Deus, de maneira literal, mas, Paulo só queria dizer que, o Pai, o Deus verdadeiro, foi o causador de toda a existência humana, por intermédio de seu Filho, Cristo Jesus, João 1:10, diz "A Palavra estava no mundo, e por meio dela Deus fez o mundo, mas o mundo não a conheceu."NTLH

Com referência a Mateus 12:31-32, a Bíblia, diz "Por isso, vos declaro: todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada. Se alguém proferir alguma palavra contra o Filho do Homem, ser-lhe-á isso perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será isso perdoado, nem neste mundo nem no porvir." João Ferreira ARA


O contexto imediato declara, que "Mas os fariseus, ouvindo isto, murmuravam: Este não expele demônios senão pelo poder de Belzebu, maioral dos demônios." Mateus 12:24, João Ferreira ARA.

De fato, os fariseus estavam blasfemando contra a operação do espírito santo, por atribuir a procedência daquele milagre ao "poder de Belzebu", ou Satanás.

Foi uma grande falta de respeito deles. O interessante é que o Cristo, disse em retruca: " E, se eu expulso os demónios por Belzebu, por quem os expulsam então vossos filhos? Portanto, eles mesmos serão os vossos juízes. " Mateus 12:27 João Ferreira ACRF

Grande sabedoria do nosso Mestre. Jesus argumentou que se ele próprio usava o poder de Satanás para expulsar demônios, então, os filhos, ou discípulos farisaicos, usavam esse mesmo poder para realizar tal coisa. Visto que os fariseus não achavam que seus discípulos utilizavam o poder de Satanás, então, não teria base para sustentar uma falsa acusação de que Cristo expulsa demônios, por meio do poder diabólico.

No versículo 25, a bíblia diz que Cristo "conhecendo os seus pensamentos", mostrou que um reino dividido não pode ficar de pé, para reforçar o argumento exposto no versículo 27.
Após, no versículo 30, Cristo diz "Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha." João Ferreira ACRF

Vemos, então, que Jesus argumentou que se ele expulsava demônios por meio do Espírito santo procedente de Deus, então, opondo-se a Cristo e ás suas obras realizadas por intermédio de tal espírito, bem como por atribuir a procedência daqueles milagres ao "poder de Belzebu", seria o mesmo que blasfemar contra Deus, o Pai.

É importante notar que, ficar "contra a verdade", "contra o espírito santo", "contra o sacrifício resgatador de Cristo", pode incorrer em pecado imperdoável, pois tais blasfêmias são direcionadas a Deus, mesmo não sendo voltadas diretamente contra ele, visto que Deus é a fonte da verdade, do espírito santo e do resgate.

Observe: 2 Coríntios 13:8 "Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade." [/color]João Ferreira ACRF

Tiago 3:14, diz "Mas, se tendes amargo ciúme e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. " João Ferreira AA

1 Timóteo 1:19-20, diz "mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé. E dentre esses se contam Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para serem castigados, a fim de  não mais blasfemarem."João Ferreira ARA

Percebemos que é possível mentir contra a verdade e ficar contra ela, bem como é possível rejeitar a boa consciência e a fé. Foi justamente o que Himeneu e Alexandre fizeram, sendo necessário, ambos, serem expulsos ou removidos daquela congregação e da comunhão com aqueles cristãos fiéis.

Em 2 Timóteo 2:17-18, diz "Além disso, a linguagem deles corrói como câncer; entre os quais se incluem Himeneu e Fileto. Estes se desviaram da verdade, asseverando que a ressurreição já se realizou, e estão pervertendo a fé a alguns." João Ferreira ARA

Novamente, vemos Himeneu, dessa vez junto com Fileto, por se desviarem da verdade, dizendo que a ressurreição já havia acontecido, ficaram contra a verdade, desviando-se, mentiram para ela, e, portanto, blasfemaram, visto ser Deus, o Pai, a fonte da verdade: Salmos 31:5 "Nas tuas mãos entrego o meu espírito; resgata-me, Senhor, Deus da verdade." NVI

Lá em Hebreus 10:26-27, esclarece mais um aspecto deste assunto:  "Pois, se continuarmos a pecar de propósito, depois de conhecer a verdade, já não há mais sacrifício que possa tirar os nossos pecados. Pelo contrário, resta apenas o medo do que acontecerá: medo do Julgamento e do fogo violento que destruirá os que são contra Deus." NTLH

Portanto, ficar contra a verdade, é o mesmo que blasfemar contra Deus, pois, segundo o texto acima, pecar de propósito ou deliberadamente, é o mesmo que afrontar e desprezar a Deus, o originador de toda a verdade.

Hebreus 6: 4-6, declara : "Porque é impossível que os que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e os poderes do mundo vindouro,e depois caíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; visto que, quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao vitupério." João Ferreira AA

Vemos, que mesmo conhecendo a "boa palavra de Deus", sendo "participantes do espírito santo", bem como " provaram o dom celestial", desviaram-se da fé, e pelas suas atitudes matam novamente a Cristo Jesus, expondo-o a vitupério. Ou seja, desrespeitam a provisão de resgate da parte de Deus, o Pai, por intermédio de Cristo Jesus, por repudiar a verdade vinda de Deus, a fé, a dádiva celestial e o espírito santo. Nesse sentido, eles cometeram pecados imperdoáveis, pois será impossível restabelecer uma associação com o Deus verdadeiro, por blasfemarem contra ele, opondo-se aos Seus propósitos e sua Graça imerecida propositalmente.

Só para reforçar o assunto, no passado, houve ocasiões em que os israelitas murmuraram, ou queixaram-se de Moisés e Arão. Observe : Números 14:2 "Todos os israelitas queixaram-se contra Moisés e contra Arão, e toda a comunidade lhes disse: Quem dera tivéssemos morrido no Egito! Ou neste deserto!" NVI

Porém, veja novamente o que Deus, o Pai disse, em Números 14:27"Até quando esta comunidade ímpia se queixará contra mim? Tenho ouvido as queixas desses israelitas murmuradores."NVI

A queixa foi apresentada contra Moisés e Arão, pois eles questionaram a liderança daqueles homens, mas na realidade eles estavam desrespeitando ou blasfemando ao Deus verdadeiro, o Pai de todos. Por isso, muitos morreram naquela ocasião.

Observe também lá em Êxodo 16:2,7 : "2 E toda a congregação dos filhos de Israel murmurou contra Moisés e contra Arão no deserto[...] 7 E amanhã vereis a glória do SENHOR, porquanto ouviu as vossas murmurações contra o SENHOR. E quem somos nós, para que murmureis contra nós?" João Ferreira ACRF

Além de desrespeitar os designados por Deus, o Pai, para a liderança da Nação de Israel, desrespeitaram a provisão do resgate da terra do Egito, bem como a provisão do maná. Por causa da rebeldia, das queixas injustificáveis contra Moisés e Arão, eles estariam se opondo a Deus, blasfemando-o pelas suas atitudes. O que ocorreu?

No início do capítulo, Moisés relata o que Corá, Datã, Abirão, Om e outros 250 israelitas, maiorais ( cabeças ou líderes) de Israel, escolhido a dedo pelo povo, fizeram. Eles resmungaram contra Moisés e Arão pela maneira que estavam conduzindo a nação, menosprezando a quem Deus escolheu para liderar o povo. Resultado: Números 16:49, diz "Ora, os que morreram daquela praga foram catorze mil e setecentos, fora os que morreram por causa de Corá." João Ferreira ARA


Percebeu? Opor-se a Moisés e Arão era o mesmo que se opor a Deus, o Pai, considerado uma blasfêmia, digna de apedrejamento de acordo com a lei mosaica. A mesma coisa o é opor-se ao espírito santo de Deus, é o mesmo de opor-se a Deus, considerado assim uma blasfêmia. O espírito santo é um provisão da parte de Deus, blasfemar contra ele é o mesmo que blasfemar contra Deus, de quem emana tal espírito.


Quanto ao fato deles serem participantes da "natureza divina", só significa que eles estão habilitados a serem transformados, após a morte, na "natureza divina", por serem revestidos á imagem de Cristo, que é o espelho de Deus, o Pai, e, por sua vez, eles seriam o espelho da glória de Deus, o Pai, por intermédio de Jesus Cristo. Por exemplo, em Hebreus 3:1, diz "Portanto, santos irmãos, participantes do chamado celestial, fixem os seus pensamentos em Jesus, apóstolo e sumo sacerdote que confessamos." NVI

Romanos 8:23, diz "E não só isso, mas nós mesmos, que temos os primeiros frutos do Espírito, gememos interiormente, esperando ansiosamente nossa adoção como filhos, a redenção do nosso corpo." NVI

Romanos 8:14, diz "Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus." João Ferreira ARA

Efésios 1: 13,14 "Quando vocês ouviram e creram na palavra da verdade, o evangelho que os salvou, vocês foram selados em Cristo com o Espírito Santo da promessa, que é a garantia da nossa herança até a redenção daqueles que pertencem a Deus, para o louvor da sua glória." NVI

Então, diante destes textos, dá para entender o seguinte:
1) Somos "filhos de Deus" se deixarmos ser guiados pelo espírito santo de Deus.
2) Somos plenamente adotados como "filhos de Deus", realmente, só após a redenção do nosso corpo, que é feita por meio da morte resgatadora de Cristo, com a morte e ressurreição de um cristão batizado pelo espírito, para a vida no céu. ( veja 1 Pedro 1:3,4)
3) O espírito santo é uma garantia, penhor, primeira parcela, daquilo que virá. E aquilo que virá é a a herança adquirida efetivamente após a morte como fiel a Deus, que seja batizado com espírito santo.
4) Como a Bíblia afirma, os cristãos batizados com espírito santo, são "participantes da vocação celestial", apesar deles não terem ido para o céu até aquela época em que foi escrita as palavras de Hebreus 3:1.

Resumindo, somos filhos de Deus, efetivamente, só após a morte e ressurreição do cristão batizado com água e espírito santo, para vida no céu. O espírito santo é uma garantia, ou "primeira parcela de um pagamento" da promessa feita por Deus, de os cristãos serem modelados segundo a imagem de Cristo e irem morar eternamente nos céus. Então relativamente somos filhos de Deus, apesar de ainda não sermos efetivamente. Somos participantes da vocação celestial, mas iremos para o céu ( referente aos cristãos batizados em espírito santo) só após a morte fiel destes, participando assim efetivamente da vida celestial e da "natureza divina".

Maicon Douglas
- Iniciante -
- Iniciante -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6
Idade : 27
Cidade/Estado : Salvador
Religião : Estudante da Bíblia
Igreja : Sem igreja
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 20
Data de inscrição : 28/06/2016

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Maicon Douglas em Qua 06 Jul 2016, 13:03

Gilcimar escreveu:A expressão "Filho de Deus" aplicada a Jesus incomodavam os fariseus por causa de sua ligação com a condição de Cristo ou por outra coisa?

Fiquei com esta questão na mente e resolvi compartilhar para receber ,quem sabe, esclarecimentos!


Gilcimar boa tarde.

Estava lendo em algumas traduções da Bíblia sobre esse assunto. A resposta á sua pergunta se encontra no contexto, bem como do fundo histórico de profecias messiânicas.

A palavra "Cristo" é um termo com origem grega chamada "Khri·stós". A equivalente desta palavra no hebraico antigo, em que fora escrita originalmente as escrituras hebraico-aramaicas( conhecido como Velho Testamento), é "Ma·shí·ahh", traduzida em nosso idioma como "Messias". Ambas as palavras, são títulos, que significam "Ungido".

Os judeus sabiam da profecia as respeito do Messias ou Cristo. Mas não reconheceram Jesus como tal visto que não escutaram a Jesus Cristo. Veja:

João 10:24 "Os judeus reuniram-se ao redor dele e perguntaram: “Até quando nos deixará em suspense? Se é você o Cristo, diga-nos abertamente”." NVI

O detalhe Gilcimar é que Jesus Cristo, já havia revelado quem era ele. Observe:

João 10:25a "Respondeu-lhes Jesus: Já vo-lo tenho dito, e não o credes." João Ferreira ACRF

Percebeu Gilcimar? Eles não acreditaram em Cristo porque não queriam. Além do mais em João 8:47, Jesus declarou: "A pessoa que é de Deus escuta as palavras de Deus. Vocês não escutam as palavras de Deus porque vocês não são dele." NTLH

Ou seja, antes desta ocasião de João 10, os judeus se recusaram a escutá-lo. Além do mais, no contexto nós vemos algo a mais:

João 10:19 "Por causa dessas palavras, rompeu nova dissensão entre os judeus." João Ferreira ARA

Observou? Que palavras eram essas que causaram uma divisão entre os judeus? Veja:

João 10:17-18 "Por isso, o Pai me ama, porque eu dou a minha vida para a reassumir. Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu Pai." João Ferreira ARA

Jesus falava que ele daria sua vida a favor de suas ovelhas, e tinha autoridade para dar e receber a própria vida. O Pai amava a ele, mas Cristo disse isso, pois Deus, o Pai, havia ordenado, ou mandado ele dizer estas palavras. Portanto, apesar de Jesus receber do Pai a autoridade de dizer aquelas palavras, os judeus opositores acharam uma blasfêmia. Para eles quem pode dar vida é Deus, e é ele que a pode tirar de alguém, mas Jesus não, eles pensavam. "Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la". Para os judeus desrespeitosos, essas palavras pareciam que Jesus insinuava querer ser igual a Deus. Só que Jesus nunca disse ser Deus, ou nunca quis ocupar tal posição. Por isso ele respondeu:

João 10:36 "então, daquele a quem o Pai santificou e enviou ao mundo, dizeis: Tu blasfemas; porque declarei: sou Filho de Deus?" João Ferreira ARA

O argumento era claro: Versículo 34 e 35 diz que Jesus retrucou o que eles disseram quando insinuou que Cristo tinha em mente o que eles dizem: "te fazes Deus a ti mesmo", o nosso Mestre disse que mesmo que ele dissesse que era deus, não era para assustá-los, pois o próprio Pai, o Deus Verdadeiro, disse nas escrituras que alguns maiorais, juízes e reis eram deuses. Mas o que vemos, é que nem isso ele fez, por isso aquela pergunta foi feita "dizeis: Tu blasfemas; porque declarei: sou Filho de Deus?"

João 10: 28-30 "Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão. Aquilo que meu Pai me deu é maior do que tudo; e da mão do Pai ninguém pode arrebatar. Eu e o Pai somos um." João Ferreira ARA

Vemos, novamente, outro erro dos judeus. E, o que eu observei em diversas religiões. Muitos usam o texto de que "Eu e o Pai somos um", para dizer que Cristo é a mesma pessoa de Deus, o Pai, com manifestações diferentes. Mas, visto que sou crítico e leigo, consigo ver, com uma simples leitura de que os próprios judeus interpretaram errado. Veja:

João 17:22 "E eu lhes dei a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um;" João Ferreira ARA  .

Jesus e o Pai eram um em obras, objetivos e propósitos. Deus, o Pai, usava Cristo Jesus como intermediador das próprias obras, para cumprir os seus propósitos. Observe a conclusão dos judeus e como muitos hoje chegam á mesma conclusão.

João 10:31 "Novamente, pegaram os judeus em pedras para lhe atirar. " João Ferreira ARA

Portanto, "A expressão "Filho de Deus" aplicada a Jesus incomodavam os fariseus por causa de sua ligação com a condição de Cristo ou por outra coisa?"

A expressão" Filho de Deus" com ligação a Cristo, não era o problema, pois os judeus farisaicos chamavam a Deus de Pai. Veja João 8:41 "Vós fazeis as obras de vosso pai. Disseram-lhe, pois: Nós não somos nascidos de prostituição; temos um Pai, que é Deus."   João Ferreira ACRF

O Problema era que algumas expressões que Cristo disse, como por exemplo: "Eu e o Pai somos um", "dou a minha vida para a reassumir. Ninguém a tira de mim", "Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la", "Eu lhes dou a vida eterna", "ninguém as arrebatará", "meu Pai me deu".


Tais expressões, para os judeus, soavam como se Cristo insinuasse querer ser IGUAL a Deus. Porém, a própria Lei Mosaica que eles seguiam, estavam se cumprindo em Jesus, identificando-o como o Cristo, mas eles não quiseram reconhecer e escutar.

Portanto, o problema era a má interpretação que os fariseus faziam das palavras de Jesus, achando que Cristo queria se fazer igual a Deus.

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 474
Idade : 66
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -41
Pontos de participação : 1050
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Washington Ruiz em Qua 06 Jul 2016, 22:33

Olá, Maicon, tudo bem?

Concordo em grande parte com a vertente do seu entendimento, principalmente por você ter por Deus somente o Pai, que é também como creio. Parabéns!
=
Gostaria, no entanto, que você analisasse a interpretação que tenho sobre a blasfêmia contra o Espírito Santo, pode ser? Obrigado!
=
(Mt 12.31) Por isso, vos declaro: Todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada.

Eu interpreto que os escritos desse versículo estão se referindo aos homens que tiverem saído do pecado, tiverem deixado de pecar, quer dizer, Deus perdoará todos os que, depois de terem deixado de pecar, estiverem buscando, até o fim das suas vidas, se purificar das contaminações do mundo.

Todos os que não estiverem mais vivendo em pecado serão considerados por Deus como tendo o seu espírito santo, isto é, esses serão considerados por Deus como seres santos que já alcançaram o merecimento da guarda protetora do Pai, e será por causa dessa nova condição de obediência, condição de vida santa, que todo pecado e blasfêmia anteriormente cometidos serão perdoados aos homens.

(Lc 12.10) Todo aquele que (estiver vivendo em pecado e) proferir uma palavra contra o Filho do homem, isso lhe será perdoado (posto que todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens); mas, para o que (já tiver saído do pecado, mas voltar a pecar, será esse o que estará a)  blasfemar contra o Espírito Santo (mas não contra o Espírito Santo, mas contra o seu próprio espírito santo, contra a sua própria condição de vida santa, e para esses que pecarem nessa condição), não haverá perdão.

Até mais!
avatar
Norberto
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Status : "Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )" (Oséias 6.3)
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 4295
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : .
País : .
Mensagens Curtidas : 154
Pontos de participação : 17339
Data de inscrição : 17/11/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Norberto em Qui 07 Jul 2016, 11:21

.
Maicon Douglas,

Gostaria de agradecer pelo bom conteúdo que sua M671 trouxe ao tópico.

Eu costumo informar, sempre que tenho oportunidade, que os fariseus andavam contra Jesus, querendo, como diz um ditado, "ver pelo em ovo" apenas para o acusarem (Jesus) e que ele fosse morto por algum motivo.

Fiz uma lista das acusações infundadas dos fariseus. Listei 22 acusações.

Quem quiser conferir veja a tabela que elaborei no final da mensagem 720, do seguinte tópico:
http://www.forumevangelho.com.br/t831p705-#28272


O conteúdo dessa tabela também foi divulgada na mensagem 333 do tópico "Jesus é Deus ou Apenas um Deus?", link:

http://www.forumevangelho.com.br/t5488p330-#87149
.

Maicon Douglas
- Iniciante -
- Iniciante -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6
Idade : 27
Cidade/Estado : Salvador
Religião : Estudante da Bíblia
Igreja : Sem igreja
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 2
Pontos de participação : 20
Data de inscrição : 28/06/2016

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Maicon Douglas em Sex 08 Jul 2016, 10:35

Bom dia, a todos.
Olá, senhor Washington Ruiz.
Estou muito grato pela exposição da sua opinião. Agradeço, também, ao senhor Norberto sobre o reconhecimento do que foi exposto.

Em referência ao que foi questionado, temos que entender pelo menos 3 pilares importantes:

1º) "A Bíblia interpretará a Bíblia". Este é o pilar mais importante, pois, não podemos sobrepor nossas ideias, crenças e conceitos acima do brilho das Escrituras. ( Leia 2 Timóteo 3:16 )

2º) "Motivação correta". Assim como os bereanos, temos de ter uma motivação sincera, humilde e nobre, ao examinar com afinco as Escrituras. ( Leia Atos 17:11 )

3º) "Mudança de pensamento ou proceder". Quando nossos conceitos não se harmonizam com toda a Bíblia, temos de renunciá-los e mudar de pensamento, permitindo que as nossas crenças se adequem ás Escrituras, e não adaptar as Escrituras aos nossos pensamentos. ( Leia João 16:2, 3; 1 Timóteo 1:12, 13; Efésios 4:23-24 )





Bem, diante do exposto, vamos a análise desta possibilidade de interpretação, que tem lógica, porém, vamos ver se é corroborado pelo restante das Escrituras.

Washington Ruiz escreveu:Eu interpreto que os escritos desse versículo estão se referindo aos homens que tiverem saído do pecado, tiverem deixado de pecar, quer dizer, Deus perdoará todos os que, depois de terem deixado de pecar, estiverem buscando, até o fim das suas vidas, se purificar das contaminações do mundo.

Vamos ás citações Bíblicas:

Mateus 12:31, diz "Por isso, vos declaro: todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada." João Ferreira de ARA

Que "espírito" era esse, falado por Cristo Jesus?

Mateus 12:32b, declara "se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será isso perdoado, nem neste mundo nem no porvir." João Ferreira de ARA

Portanto, o próprio contexto informa que "espírito" é esse. É o espírito santo. Mas, Cristo falava de que tipo de "espírito santo"? A Bíblia diz:

Mateus 12:28, diz "Se, porém, eu expulso demônios pelo Espírito de Deus, certamente é chegado o reino de Deus sobre vós." João Ferreira de ARA

Destarte, Cristo Jesus não falava do "espírito santo", no sentido da "vida santa" dos que deixaram de pecar. Ele disse que o espírito santo era aquele que emana, ou vinha de Deus, o Pai. Ele simplesmente generalizou ao falar de que as blasfêmias e pecados cometidos pelos "homens" seriam perdoados, mas não a proferida contra o "espírito santo" emanado de Deus.

Lembrando, Washington , que blasfemar significa "insultar", "desprezar" ou "injuriar", justamente o que os fariseus estavam fazendo ao dizerem : Mateus 12:24 "Mas os fariseus, ouvindo isto, murmuravam: Este não expele demônios senão pelo poder de Belzebu, maioral dos demônios." João Ferreira de ARA.

Quanta blasfêmia! Atribuir aqueles milagres ao poder de Belzebu, Satanás; era o mesmo que blasfemar imperdoavelmente ao espírito santo, visto que este operava em Jesus e emanava de Deus. Reforçando que nesta passagem percebe-se um recurso linguístico chamado prosopopeia, que significa personificar algo ou alguma coisa como recebendo atribuições do seu possuidor.

Blasfemar contra o espírito santo é o mesmo que blasfemar contra o originar deste, a saber, Deus, o Pai, de onde emana tal espírito. O interessante que a Bíblia não diz que o "espírito santo" é Deus, o Pai. Mas, a Bíblia descreve o "espírito santo" como "Dedo de Deus", a energia dinâmica dele.  Observe:

Mateus 12:28, diz "Se, porém, eu expulso demônios pelo Espírito de Deus, certamente é chegado o reino de Deus sobre vós." João Ferreira de ARA

Lucas 11:20, diz " Se, porém, eu expulso os demônios pelo dedo de Deus, certamente, é chegado o reino de Deus sobre vós." João Ferreira de ARA

Leia o contexto de ambos os capítulos e verá que se trata da mesmíssima situação. De fato, falar obstinadamente contra a operação do espírito santo de Deus, é o mesmo que blasfemar contra Deus, o Pai.


Contudo, surge outra pergunta em questão: Aqueles que receberam  "espírito santo", e transformaram suas vidas em santidade, ou seja, passaram a levar uma "vida santa", deixando de praticar o pecado, mas que voltarem a praticar tal pecado e cometerem blasfêmias, serão perdoados?

Veja o que diz a Bíblia:

Tiago 3:1-2: "Pois todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, esse é homem perfeito, e capaz de refrear também todo o corpo." João Ferreira de AA

1 João 1:8-10, diz: "Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós." João Ferreira de ARA


1 João 2: 1-2, declara: "Meus filhinhos, escrevo isso a vocês para que não pequem. Porém, se alguém pecar, temos Jesus Cristo, que faz o que é correto; ele nos defende diante do Pai. É por meio do próprio Jesus Cristo que os nossos pecados são perdoados. E não somente os nossos, mas também os pecados do mundo inteiro." NTLH

1 João 1:7, diz "Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado."  João Ferreira de ARA

Portanto, Washington Ruiz, resumidamente, o que podemos entender do que foi exposto nesses versículos?

1º) Blasfemar contra o "espírito santo", é o mesmo que blasfemar contra Deus, o Pai, de onde emana tal espírito
2º) É possível cometermos pecados, mesmo que aquela pessoa tivesse sido batizada pelo espírito santo e água, se esforçando para levar uma "Vida Santa".
3º) As religiões que dizem que não temos mais pecado, ou vivendo em pecado, porque estamos batizados com espírito santo, só por estarmos em união com Cristo, aqui na terra, esta mentindo descaradamente; a Bíblia diz claramente "Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos" e, também, "Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso".
4º) Independentemente de cometermos pecado sem querer, ou tropeçarmos em palavras ou ações, mesmo depois de sermos cristãos dedicados e batizados, continuamos a pecar diversas vezes, continuamos imperfeitos; mas é o "sangue de Cristo" que nos purifica do pecado. Mas isso só ocorre quando "Se confessarmos os nossos pecados" a Deus, é que podemos ser perdoados e tornados "limpos" daquele pecado, por intermédio de Cristo Jesus.



Enfim, senhor Ruiz, espero ter ajudado.

Washington Ruiz
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 474
Idade : 66
Cidade/Estado : Manaus/Amazonas
Religião : Cristã
Igreja : Igreja do CRENTE
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -41
Pontos de participação : 1050
Data de inscrição : 15/10/2014

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Washington Ruiz em Sex 08 Jul 2016, 15:15

Olá, Maicon,

Concordo plenamente que quem deve julgar uma interpretação que tivermos de algum escrito bíblico sejam os escritos contidos nas Escrituras (Antigo Testamento) e no Evangelho de Jesus.

Ah, eu interpreto que o Evangelho de Jesus não faz parte das Escrituras, posto que são testamentos distintos um do outro, apesar de ambos terem vindo de Deus, o que é somente o Pai.

Observe, irmão, que toda vez que o termo Escritura(s) aparece escrito sempre está se referindo ao Antigo Testamento e nunca ao Novo, por isso, eu considero que não há base literal escrita para que nós incluamos o Evangelho de Jesus às Escrituras.

Eu, quando jovem, achava que o Evangelho fazia parte das Escrituras, porém, quando compreendi que o termo Escritura, de 2Tm 3.16, não está se referindo a nenhum escrito do Evangelho de Cristo (nem poderia estar), mas exclusivamente à Lei de Moisés, passei a me opor a essa interpretação que você ainda está considerando como correta, pois, sempre concordei, como você mesmo disse que: não podemos sobrepor nossas ideias, crenças e conceitos acima do brilho do ensino que está escrito.
=
Li tudo o que você postou e agradeço pela atenção dedicada e tempo dispendido, porém, ao me opor aos seus aconselhamentos não estou me colocando acima de você nem tampouco dizendo que eu não possa aceitar nenhum ensino seu, não é isso, afinal estamos apenas nos conhecendo, por isso, não me julgue mal por causa disso, ok?
=
Eu interpreto que a blasfêmia contra o Espírito Santo seja o pecado imperdoável, o pecado que é para a morte, por isso lhe pergunto: quem, a seu ver, cometeu o primeiro pecado para a morte?
=
Se um homem, por alguma desventura, passar a falar mal e ofender a Deus, mesmo com a pior das ofensas, mas estando em pecado, sem ter e nunca ter tido o seu espírito santo, sem estar e nunca ter estado em comunhão com Deus, tal ofensa, Maicom, tem de ser por Deus perdoada, pois está escrito que todo pecado e blasfêmia serão perdoados aos homens.

Se, porém, um homem que já tenha começado a se comportar como Jesus nos ensinou a nos comportarmos, nos espelhando nele, agindo com santidade e comprometimento total a Deus, isto é,

Se um homem depois de ter compreendido o sentido da boa palavra de Deus; se um homem já tiver passado pelo segundo nascimento, que é a condição imprescindível para podermos ver o reino de Deus ou,

Se tal homem já tiver sido iluminado ou provado algum dom celestial, implica, então, que tal homem já tenha começado a percorrer o caminho da santidade que nos levará ao Pai; implica que tal homem já tenha o seu espírito santo; implica que tal homem já tenha sido considerado digno de poder participar dos poderes do mundo vindouro; implica que tal homem já agiu como Deus quer, age e pensa.

Enfim, se um homem já tiver passado e vivido algumas dessas situações, mas voltar viver como vivia antes disso, voltar a preferir as coisas materiais, terá tal homem cometido o pecado que é para a morte, que é a blasfêmia contra o Espírito Santo, quer dizer, contra o seu espírito santo.

(Hb 6.4) É impossível, pois, que aqueles que uma vez foram iluminados e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo
(Hb 6.5) e provaram a boa palavra de Deus e os poderes do mundo vindouro,
(Hb 6.6) e CAÍRAM, sim, É IMPOSSÍVEL outra vez renová-los para arrependimento, visto que, de novo, estão crucificando para si mesmos o Filho de Deus e expondo-o à ignomínia.

Até mais!
avatar
Gilcimar
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2166
Idade : 36
Cidade/Estado : Cariacica , ES
Religião : Cristianismo
Igreja : Adventista do Sétimo Dia?
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 136
Pontos de participação : 5715
Data de inscrição : 10/03/2014

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Gilcimar em Ter 23 Ago 2016, 15:46

Minha situação neste assunto é assim:

Eu não compreendo o Deus trinitariano e nem o Cristo Unitarista  e não tenho nenhuma condição de ser Unicista por isso....

Eu escolheria ser Trinitariano  porque com toda sinceridade vejo o Cristo Unitarista mais dificil de ser compreendido do que o Deus Trinitariano....

Esta situação é  minha situação e  é algo fruto de muita sinceridade e honestidade pois eu não tenho paixão nenhuma  para ficar defendendo crenças sem sentido e por não querer enxergar imparcialmente as coisas

Abraços!!!!
avatar
Norberto
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Status : "Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )" (Oséias 6.3)
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 4295
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : .
País : .
Mensagens Curtidas : 154
Pontos de participação : 17339
Data de inscrição : 17/11/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Norberto em Ter 23 Ago 2016, 16:46

.
Boa reflexão Gilcimar.

Sem pretender mudar de assunto creio no livre arbítrio pois vejo a predestinação como algo mais difícil de ser compreendido.

No entanto, devo reconhecer que há defesas bíblicas para ambos (livre arbítrio e predestinação).

No caso da Trindade, já não vejo muita defesa bíblica, pois quando não defendida por versículos com problemas na tradução é defendida por inferências do tipo:

- Jesus é Salvavor, Deus Pai é Salvador, então Jesus é Deus.

- Jesus é Senhor, Deus Pai é Senhor, então Jesus é Deus.

Não estou dizendo que você utiliza desses argumentos, mas noto muitos que defendem a Trindade utilizarem até hoje.

Por fim, se resolvermos a questão de má tradução dos poucos versículos que supostamente defendem a deidade de Jesus, não sobra nenhum texto bíblico para tal.

E olha que nem estou falando de texto bíblico que defende a Trindade num todo, pois isso não existe um versículo ou texto se quer bíblico que a defende claramente.

Já nos primeiros séculos podemos ver isto: Trindade não era cogitada nem aceita, muito menos firmada como crença da igreja.

Igreja primitiva até Concílio de Nicéia no ano 325, não tinha estabelecido a crença na Trindade.

Isso porquê, no Concílio de Nicéia não se discutiu a pessoa do Espírito Santo, mas sim a de Jesus.

Décadas depois é que a Igreja Católica inseriu o Espírito Santo formando o que chamamos hoje de Trindade.

Mas isso já era sabe que ano? Século V, ano 460 aproximadamente. Foi quando surgiu o Credo de Atanásio. Veja:

---- O Credo de Atanásio, a origem da crença da trindade.----


Pode ver também:

> Por que no Concilio de NICEIA não foi estabelecido o dogma da Trindade?

.
avatar
Gilcimar
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 2166
Idade : 36
Cidade/Estado : Cariacica , ES
Religião : Cristianismo
Igreja : Adventista do Sétimo Dia?
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 136
Pontos de participação : 5715
Data de inscrição : 10/03/2014

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Gilcimar em Ter 23 Ago 2016, 16:59

Se eu não entendesse dentro de minha sinceridade e consciência que o Unitarismo é mais complicado para que eu entenda , talvez o Trinitarismo já não me faria sentido algum....

Com respeito a história eu um dia me perguntei assim:

Será que existe alguém que crer em tudo que os Pais da igreja creram?

Eu não encontrei ninguém logo eu entendi que ficaria muito fragil e sem sentido usar falas de algum Pai para querer  fundamentar alguma coisa quando talvez eu não concordo com tudo que este pai falou em seu conjunto de crenças. Por que só aquilo que se relaciona com o que eu creio faria sentido ou serviria como base?

Por isso os pais da igreja não são regra 100% segura para tudo que podemos resolver biblicamente pois até entre eles haviam talvez as mesmas divergências que temos hoje

Abraços amigo!
avatar
Norberto
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Status : "Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )" (Oséias 6.3)
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 4295
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : .
País : .
Mensagens Curtidas : 154
Pontos de participação : 17339
Data de inscrição : 17/11/2008

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Norberto em Ter 23 Ago 2016, 17:29

.
Gilcimar, você pergunta:

"Será que existe alguém que crer em tudo que os Pais da igreja creram?"

Não digo que tenha alguém que creia em tudo, mas há aqueles que pegam um entendimento que lhe favorece (os católicos geralmente fazem isso) e coloca aquilo como valor e verdade absoluta.

E muitas escritos desses pais da igreja, são citados e interpretados com conclusão fora do contexto. Com isso, vejo a sede que alguns têm para defender sua fé.

Mas uma coisa devemos considerar verdadeira: a Trindade não poderia ficar oculta por parte daqueles que receberam o Evangelho diretamente do nosso Senhor Jesus.

O apóstolo Paulo, sempre separa: Deus é o Pai. Jesus é o Filho, é o Senhor etc, mas jamais declalrou como sendo o Deus Filho.

Os pais da igreja posso desprezar, mas os escritos dos apóstolos que nada ensinam sobre a Trindade, já não ignoro.
.

Conteúdo patrocinado

Re: Trindade, Unicismo ou Unitarismo - se eu erradamente crer em um, afeta minha salvação?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Seg 26 Jun 2017, 07:38