F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


"Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Compartilhe

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 1683
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Jefté em Qua 26 Nov 2014, 10:25

Olá Fernando Pinheiro
Paz!


Pude notar que seus argumentos nesse assunto são bem influenciados pelos fundamentalistas batistas do "solascriptura". Falo porque já li muitos artigos de lá concordando de uns discordando de outros).
Irmão
Na verdade não é que eu seja influenciado p/ fundamentalismo de batistas da Solascriptura!
Eu também sou um fundamentalista cristão! Sou tradicionalista, creio piamente na Palavra de Deus; não acredito jamais no desamparo do Senhor p/ com a sua palavra e conheço-a, amo, leio, estudo, tenho afinidade c/ o texto bíblico e não comungo nem acredito nas teses criadas pelos críticos: algumas delas: 

"o texto mais antigo é o mais próximo ao original"
ou 
"a leitura mais curta e difícil é a verdadeira"
ou ainda:
"é mais fácil o copista acrescentar palavras ao texto do que omiti-las".

Essa última tese deveras 
é enganosa ao extremo; parece-me que a pessoa que a formulou, jamais tenha feito alguma copia dum ditado na escola; ou talvez nunca tenha copiado uma página sequer de algum livro, para se notar que omitir palavras ao copiar um texto (tanto a mão quanto datilografando) é infinitamente mais provável e comum ocorrer n omissões de palavras do texto, do que acrescentá-las ao fazer-se a cópia - imagina só, o Texto Crítico possui (só nos 4 evangelhos) ± 3 mil omissões em comparação ao Texto Recebido ) - em outras palavras, o Texto Receptus (Texto Majoritário) contém ± 3 mil palavras a mais, que se supõe-se foram acrescentadas (somente nos 4 evangelhos, em todo o Novo Testamento seriam ±5 mil entre acréscimos e divergências).


Segundo esta tese, o copista então ao compor o Texto Majoritário (que é o resultado do Texto Receptus, partindo de uma base do Texto Crítico - que é o mais verdadeiro e fiel p/ os críticos) necessitou o copista, portanto realizar durante a sua cópia manuscrita "apenas" ± 5 mil pausas durante a cópia (dos 27 livros neotestamentários), refletindo (em cada uma delas) p/ poder adequar os 5 mil acréscimos/divergências ao texto que ele compunha (porque no Novo Testamento há ± 5 mil omissões/alterações).
Ou seja, uma enfadonha e fabulosa empreitada, meu Deus! (fabulosa de fábula).
Agora, pensemos: Além de ser extremamente dificultoso copiar um livro a mão (o NT tem 27 livros), o copista que teceu o Texto Majoritários além de copiar a mão os 27 livros lendo em outras cópias a mão; ainda ele necessitou realizar 5 mil PAUSAS durante a leitura e cópia dos 27 livros neotestamentários para inserir os ± 5 mil acréscimos (segundo a "brilhante" teoria da crítica), e isso em couro ou papiro, pois, na verdade somente o primeiro copista bizantinho é que teria que arcar c/ essa fabulosa empreitada.

Mas, digo, os parâmetros e fundamentos desta tal crítica textual estão totalmente errados!
É bem ao contrário: É MUITO MAIS FÁCIL O COPISTA COMETER OMISSÕES NO TEXTO, do que inserir acréscimos.
Eu já copiei n versículos e até capítulos bíblicos p/ memorização, e realizei diversos saltos em palavras e expressões nas minhas cópias manuscritas (pensando estarem muito bem copiadas, quando na verdade, ela estava c/ falhas; e só me dava conta que havia omissão de palavras depois de memorizado o versículo ou capítulo, quando confrontava os verso perante os irmãos
Então os críticos afirmam: é muito mais fácil fazer acréscimos ao texto copiado, do que omitir palavras ao copiá-lo.

Em suma:
Então, o copista que tecera o texto bizantino do Novo Testamento (copiando-o do Texto Crítico, fez aproximadamente 5000 pausas p/ acrescentar esse mesmo número de palavras no teor do texto neotestamentário. 
Que loucura!!!

 
O argumento da crítica da CONFLAÇÃO:

Essa teoria da CONFLAÇÃO, segundo a qual, dizem: o Texto Bizantino seria formado pela soma de duas ou mais variantes dos textos Alexandrino e/ou Ocidental.
Essa tese chega a ser ainda mais absurda; conforme os críticos textuais, o Texto Bizantinho (só lembrar que no passado não existiu qualquer menção, designação e separação dos textos neotestamentário em famílias) isso só veio a ocorrer no século XIX.
Mas, segundo os críticos, que localizaram algumas amostras da tal conflação, acho que umas 10; nessa tese, os copistas bizantinos (que precisariam conhecer o Texto Neotestamentário como a palma da mão) ao copiarem o Texto Bizantino extraindo-o de duas ou mais matrizes (alexandrinhas e/ou ocidentais), entre as quais se teriam de encontrar estas variantes (que proporcionaram a conflação) em poucas passagens do todo o Novo Testamento; mas olha o que seria necessário nesta fabulosa empreitada: Para se fazerem esta conflação, se necessitariam pelo menos 3 matrizes diferentes (2 alexandrinas discordantes e 1 ocidental) e 2 ou 3 pessoas lendo cada versículo do Novo Testamento, para confrontar versículo c/ versículo (nas 3 versões) para conseguir fazer a tal CONFLAÇÃO; então, era um copista a copiar, e mas 3 pessoas c/ cada respectiva cópia lendo-a para realizar esta façanha; meu Deus, quanta fantasia; quanto delírio. 
Na verdade, na verdade, como é tão comum omitir palavras nalgum ditado, e nalguma cópia manuscrita por exemplo do livro inteiro de Mateus; um só copista ao copiar um texto cometeria tantas quantas omissões ao texto por ele copiado, dependendo apenas da sua condição e atenção e habilidade e concentração na escrita de sua cópia; e ele, por si só poderia omitir várias palavras no texto gerando os textos omissos, tanto do lado alexandrino quanto do lado ocidental dos textos neotestamentários.
Já, para o lado contrário, ou seja, os textos fidedignos serem os alexandrinos ou os ocidentais: pergunto: Se as palavras nos textos Alexandrinos eram as fidedignas, por que existem na própria familia de textos alexandrinos várias variáveis entre um só versículo ???
Acaso o copista as criou do nada ???
E as variáveis dos textos Ocidentais (lembrando que tanto um quanto o outro) existem poucas cópias representantes dos mesmos.
Ora, dum só texto, a saber, do Texto Majoritário, se pode um só copista pela desatenção "criar" sem mesmo saber ou dar-se contas; todos os outros derivados de textos neotestamentários, a saber: os Alexandrinos, os Ocidentais e os Cesarenses - e isso somente devido a desatenção, falta de habilidade e de concentração ao copiar o texto.
Em contrapartida: para se criarem os Textos Alexandrinos, e Ocidentais, e Cesarenses e também os Bizantinhos c/ suas alterações propositais e acréscimos ou divergências próprias; se necessitaria vários fatores p/ que os mesmos viessem a ocorrer.
Para se conceberem os textos bizantinos a partir da somatória dos outros textos se necessitariam de várias pessoas c/ suas cópias comparando-as, lendo-as ou um supercomputador p/ se constatarem os mínimos detalhes e divergências em seus milhares de versículos.
Pra se conceber os outros textos (Alexandrino, Ocidental e Cesarense) a partir do Texto Bizantino (que seria o completo) precisa-se somente ter o copista a copiar; e pelo nível de desatenção e habilidade e concentração do copista facilmente se geraria (sem se dar contas) os outros textos que se omitem várias e várias palavras do Texto Bizantino.
Essa sim, é provavelmente e mais do que certa, a verdadeira versão da história manuscrita do Novo Testamento.
Ou seja, a falha ao se copiar, a desatenção, a não compreensão daquilo que se está a copiar, e a fadiga na realização do trabalho.

Os críticos simplesmente ignoram que, para se omitir palavras basta-se apenas se por a copiá-las num texto longo... e mais: sequer se dará contas (aquele que copia longo texto) quando ele omitiu alguma palavra.
E mais, quando copiamos um texto a mão, várias vezes ao ler a frase para copiá-la; muitas vezes as soletramos e tivemos a impressão de as tê-las copiado devido a estar na nossa memória; mas nem sempre as copiamos; simplesmente eles fazem parte na nossa memória, mas falhamos em tê-las escrito; ou seja, na nossa mente nós a gravamos e as escrevemos, mas na verdade, somente as gravamos p/ escrevê-las, mas isso não ocorreu; só houve a memória do que se deveria escrever; mas não escrevemos tudo que o se estava na memória. 
Isso são coisas facilmente ocorridas num processo de copiar tanto a mão quanto datilografando algum texto ainda mais se for longo. 

Mas, como disse Jesus: Deixai-os...

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 1683
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Jefté em Qua 26 Nov 2014, 11:18

Olá Fernando Pinheiro
Paz, irmão! 
Estive por um tempo envolvido com grupos de tradução (das Escrituras) para línguas indígenas, (meu ex professor de linguística, por sinal, trabalha com isso até hoje), e o que me foi passado é que é muito comum haver interpolações ou explicações acrescentadas para o entendimento, por se tratar de outra cultura, porém é feito notas de rodapé ou sinalizações de que tal acréscimo não consta nos textos. Esse é o entendimento é atual, sobre diferenciar o acréscimo do texto original, naquele tempo os copistas não tinham tal costume ou normas padronizadas.
Isso também é apenas uma opinião de homens, e não uma regra infalível em se cumprir.
Também deve se levar em conta que quem copiava o texto grego p/ a mesma língua grega (como é o caso dos textos bizantinhos, alexandrinos em questão) não tinham tal preocupação de se adequar a escrita a outra cultura qualquer.
Por que será que os judeus sempre copiaram as Escrituras e não a obedeceram???
Será que é por que eles criam se tratar da palavra de Deus ???
E o que dizer dos cristãos. Acaso eles não criam ser a mesma palavra de Deus a copiar?
Ora, eu não sei mais os que observar quanto a opinião e fundamentação dos críticos; porque parece que os copistas hora eram apenas copistas, hora eram "ensinadores" que se dispunham na alteração dos textos bíblicos como melhor lhes convinha.
Mas... se esta regra é verdadeira p/ os do passado, deveria também ser verdadeira p/ os de hoje; por que será que os críticos de hoje pensam ser bem melhores a ponto de não cumprirem a mesma regra por eles bolada e criada e crida (mas não seguida ?).
Ou seja, eles hoje são extremamente confiáveis, fieis, não só na sua cópia manuscrita mas também em estabelecer regras e julgamentos p/ os outros; enquanto julgam os outros cristãos do passado como extremamente tendenciosos e desrespeitosos, quebrantando o próprio ofício de se copiar a Palavra de Deus!!!! 
Se julgam (os de hoje) e se prometem como o máximo em confiáveis e fieis!!!!! ?????
Ou seja, a regra só é válida aplicando-se a outros, neles nem se comenta! é o ser humano sempre a se promover....

Eu não creio nesta argumentação e regra; não creio nestes conceitos humanos !!!!!!!!!

Aliás, diz assim um texto bíblico: 
Bendito o homem que confia no Senhor. E diz também: Maldito o homem que confia no homem.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1683
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4048
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Jefté em Qua 26 Nov 2014, 11:56

Fernando Pinheiro escreveu:
Jefté escreveu:
Paulo várias vezes exorta nas epístolas que o viver/andar segundo a carne pelo cristão não agradará a Deus tampouco o fará herdar o Seu reino. Isso mostra deveras que o Texto Receptus fornece sempre as informações completas e fiéis, ao ensinamento e é fidedigno; enquanto o Texto Crítico em várias passagens passa apenas certas ideias; isso é comum nele.
Nesse quesito, concordo com o Ir. Valdomiro, pois há possibilidades do cipista ter acrescentado, não só nessa passagem, mas em diversas outras.
São hipóteses que não podem ser descartadas, sejamos honestos, do mesmo modo de textos terem sido subtraídos por acidente, nesse caso não penso em versos inteiros, mas talvez linhas e palavras, o que é comum no exaustivo trabalho de copista.
No caso de Romanos 8:1, quando metade do parágrafo é omitido no texto crítico.
Devemos lembrar que no passado todas as cópias eram feitas a mão, a partir de outras copia a mão; e não existiam separação em capítulos e versículos. E também não se sabe avaliar qual era o estado e condição do documento que estava a ser copiado, como avaliar a perícia, atenção/desatenção e habilidade do copista.
Quanto a questão do copista - por conhecimento no teor dos escritos de Paulo - acrescentar em Romanos 8:1: "os que não andam segundo a carne, mas segundo o espírito" - esta hipótese, que é bem aceita por muitos, por que ela não ocorre nem uma vez nos textos de Marcos e Mateus quando pormenorizam a crucificação e ninguém insere o arrependimento de um dos malfeitores ao lado de Cristo, pelo conhecimento e ciência do fato ????
Esta questão de Romanos 8 não é tão evidente na sua formulação quanto o arrependimento do malfeitor; na verdade, em Romanos 8 é apresentada uma ideia captada pela somatória de textos escritos por Paulo, mas não são uma afirmação, um verso pronto; fato que Lucas apresenta pronto quando descreve a crucificação por ele descrita citando o arrependimento do malfeitor.
avatar
Fernando_Pinheiro
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 98
Idade : 36
Cidade/Estado : Belo Horizonte
Religião : Protestante
Igreja : .
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 9
Pontos de participação : 165
Data de inscrição : 06/11/2014

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Fernando_Pinheiro em Qua 26 Nov 2014, 14:57

Jefté escreveu:
Essa última tese deveras é enganosa ao extremo; parece-me que a pessoa que a formulou, jamais tenha feito alguma copia dum ditado na escola; ou talvez nunca tenha copiado uma página sequer de algum livro, para se notar que omitir palavras ao copiar um texto (tanto a mão quanto datilografando) é infinitamente mais provável e comum ocorrer n omissões de palavras do texto, do que acrescentá-las ao fazer-se a cópia - imagina só, o Texto Crítico possui (só nos 4 evangelhos) ± 3 mil omissões em comparação ao Texto Recebido ) - em outras palavras, o Texto Receptus (Texto Majoritário) contém ± 3 mil palavras a mais, que se supõe-se foram acrescentadas (somente nos 4 evangelhos, [/size]em todo o Novo Testamento seriam [size=13]±5 mil entre acréscimos e divergências

E essa sua afirmação, não é também humana?!

O que vejo é nem um lado nem o outro pode se comprovar como fatos e verdades, pois tudo está no campo da suposição!

Cópia de ditado?! Os primeiros copistas não era somente isso, eram envolvidos com a igreja e na comunhão, pois eram quem tinham acesso a tais manuscritos. Detalhe, você está se esquecendo de que no mundo da época por mais que se havia o Grego como linguagem comum, haviam diversas culturas sim, logo a forma e modo de entender as coisas, como expressões e dizeres eram diversos e não universais (uma vez que os textos do NT não foram escritos em linguagem elitizada, embora os escritos de Paulo fossem mais complexos que dos demais apóstolos, mas isso a nível doutrinário!).

A regra para acréscimo que você enfatizou é válida também para o outro lado!!! Pense bem, que copista (e foram vários) que ao copiar os textos errariam omitindo 3 mil vezes só nos evangelhos?!! Detalhe: estamos falando de manuscritos Gregos e mais antigos que os Bizantinos! Manuscritos de uma localização onde a cultura escrita era muito bem valorizada!

Desculpe, mas tanto um quanto outro argumento se tornam algo completamente hipotético! São hipóteses! Pode ter acontecido tanto como uma coisa como outra (acréscimos e subtrações) e mais: as duas simultaneamente em variados manuscritos!!
Vira uma questão de fé, se agarrar em um e seguir em frente! (o que entendo sua postura!)

Enfim, eu disse a princípio não ter adotado nenhuma postura sobre os dois lados, mas oro para que ocorram novas descobertas arqueológicas que possam ajudar nesse mistério!

Lehitraót!

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1683
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4048
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Jefté em Qui 27 Nov 2014, 12:13

Olá irmão Fernando Pinheiro

Que diz assim:
O que vejo é nem um lado nem o outro pode se comprovar como fatos e verdades, pois tudo está no campo da suposição!
e
Desculpe, mas tanto um quanto outro argumento se tornam algo completamente hipotético! São hipóteses! Pode ter acontecido tanto como uma coisa como outra (acréscimos e subtrações) e mais: as duas simultaneamente em variados manuscritos!!
Vira uma questão de fé, se agarrar em um e seguir em frente! (o que entendo sua postura!)
Realmente estamos entrando mais uma vez no campo verdadeiro, do qual o cristão, principalmente ele é convidado e convocado a andar: a fé.
E, deveras, não há como, nem o que se esperar (para por fé) se andar; por que desde quando se diz haver necessidade ter de ver, para que por , se possa crer????
- Nunca!

A fé é fé, e como diz São Paulo: se esperamos o que não vemos, com paciência esperamos...
Da mesma forma, se cremos aquilo que vemos, não o cremos, vemos, e assim nem é fé, porque se o que se espera, vendo, não é esperança; imagina então o que se espera ver, p/ depois o crer; isso jamais seja fé; aliás, esta já seria a maior quebra p/ o próprio significado da palavra, ou termo: fé.
Porque segundo a palavra de Deus que é fiel e verdadeira; a verdade pura e total, a fé é a PROVA daquilo que NÃO SE VÊ, e a CERTEZA DOS FATOS QUE NÃO SE VÊM. 
Logicamente que se ficarmos por cima do muro para podermos tomarmos tal decisão, correremos o risco de nada se vê, porquanto ela (a fé) se não nos virá pelo lado visual, material, da vista.
E São Paulo muito bem nos define, dizendo:

"PORTANTO nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus." (Heb. 12:1-2)

"ORA, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. 
Porque por ela os antigos alcançaram testemunho." 

Em suma: é pela fé que os antigos alcançaram testemunho, portanto o maior testemunho é da fé! 
Paz!
avatar
Fernando_Pinheiro
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 98
Idade : 36
Cidade/Estado : Belo Horizonte
Religião : Protestante
Igreja : .
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 9
Pontos de participação : 165
Data de inscrição : 06/11/2014

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Fernando_Pinheiro em Qui 27 Nov 2014, 14:52

Ehehehe só você mesmo ir. Jefté!!!!

Enxergo como algo positivo essa sua disposição em escrever tamanho discurso sobre "fé", mesmo que não seja a questão direta do tópico.

Tenho sim fé no Cristo vivo, o Filho de Deus (ressurreto em carne ao terceiro dia)...
Entendo que fé simplesmente é! Entretanto, acreditar em algo que não seja verdadeiro não é fé, mas ilusão!
Penso que fé, só pode ser considerada fé verdadeira, (e isso não podemos saber) quando se acredita em algo que não se vê, mas que seja real! (Lembrando que para quem diz ter fé, para o indivíduo o objeto da mesma lhe é real).

Logo, digamos que alguém acredite piamente que o texto Receptus seja o texto correto, e suponhamos que não o seja, logo isso não é fé, mas engano! E vice versa, no quesito do texto Crítico, caso o mesmo também não seja o texto correto!

O que estou tentando dizer é que não tem como mensurar isso, mas crer ou se enganar (cara ou coroa), já que há controvérsias em meio a estudiosos conceituados no meio cristão de ambos os lados, pessoas sérias de ambos os lados!

Sendo assim, caímos no ponto de questionar se a Bíblia é ou não a Palavra de Deus! Pois se somente uma compilação é a correta, logo, a outra apenas "contém"! Sei que para os fundamentalistas, dizer que a Bíblia "contém" a Palavra de Deus é uma blasfêmia (talvez por essa razão se apegam ao tradicional texto e crucificam o outro de forma agressiva como se vê nos blogs por aí), mas em geral, muitos que afirmam tal coisa, o fazem sem mesmo conhecer a existência argumentativa do que já foi mencionado aqui.

Será que isso realmente importa?


Um grande abraço!

Lehitraót!
avatar
Samuel
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : Aguardando a Volta do meu Senhor!
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 65
Idade : 23
Cidade/Estado : Araçatuba/São Paulo
Religião : Cristão
Igreja : Igreja Bíblica
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 112
Data de inscrição : 11/04/2014

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Samuel em Qui 27 Nov 2014, 17:11


Numa visão fundamentalista a Palavra de Deus está nos originais (os autógrafos). Infelizmente todos os autógrafos da Bíblia estão perdidos... O que temos é um imenso número de cópias e nelas há erros. Pequenos erros que podem ser sanados com uma boa compreensão da cultura, língua, contexto, propósito, oração e fé.
avatar
Fernando_Pinheiro
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 98
Idade : 36
Cidade/Estado : Belo Horizonte
Religião : Protestante
Igreja : .
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 9
Pontos de participação : 165
Data de inscrição : 06/11/2014

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Fernando_Pinheiro em Qui 27 Nov 2014, 17:58

Samuel escreveu:
Numa visão fundamentalista a Palavra de Deus está nos originais (os autógrafos).

Prezado irmão, Shallom!

Pelo que entendo de "fundamentalismo", são adeptos da inerrância da Bíblia como Palavra de Deus e se baseiam no Textus Receptus como tal, pois acreditam na intervenção divina em manter cópias fieis aos originais.
avatar
Samuel
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : Aguardando a Volta do meu Senhor!
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 65
Idade : 23
Cidade/Estado : Araçatuba/São Paulo
Religião : Cristão
Igreja : Igreja Bíblica
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 112
Data de inscrição : 11/04/2014

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Samuel em Qui 27 Nov 2014, 19:23


Fernando_Pinheiro,

Sim companheiro, estás certo.

Quando comentei sobre "erros" nas cópias, estava me referindo a erros gramaticais. Erros gramaticais até o TR possui. Vou citar um exemplo:

Mt 27.9
"τοτε επληρωθη το ρηθεν δια ιερεμιου του προφητου"


A Doutrina da inerrância não abrange a gramática.
___

Mas em resposta ao tópico, entre TR e TC prefiro TR. Está mais próximo dos manuscritos. Apesar dos - também - pequenos acréscimos feito por copistas, inclusive aceita por Erasmo.
avatar
Fernando_Pinheiro
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 98
Idade : 36
Cidade/Estado : Belo Horizonte
Religião : Protestante
Igreja : .
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 9
Pontos de participação : 165
Data de inscrição : 06/11/2014

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Fernando_Pinheiro em Sex 28 Nov 2014, 10:55

Samuel escreveu:
Mas em resposta ao tópico, entre TR e TC prefiro TR. Está mais próximo dos manuscritos.

Prezado Samuel, não entendi muito essa resposta, aliás, em sua afirmação você diz ter preferência ao TR por estar mais próximo dos "manuscritos"... você está se referindo aos "Autógrafos"? Pois, se a resposta for sim, pergunto por que tanta certeza, já que os textos que o compilam, além de bizantinos, são mais recentes que os textos alexandrinos que são mais antigos?


Lehitraót!
avatar
Fernando_Pinheiro
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 98
Idade : 36
Cidade/Estado : Belo Horizonte
Religião : Protestante
Igreja : .
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 9
Pontos de participação : 165
Data de inscrição : 06/11/2014

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Fernando_Pinheiro em Sex 28 Nov 2014, 11:31

Prezados, meu objetivo com esse tópico não é gerar confusão e nem constrangimentos, mas partir de um pressuposto de que nem o TR ou TC são 100% em suas compilações! Tenho muitas dúvidas ainda e esse foi o principal item que me levou a participar de fóruns de debate.

Isso não me faz perder a fé nas Escrituras, que, em minha fé, são Sagradas (creio nisso!), mas vou contra a bibliolatria, e o "endeusamento" do livro que foi canonizado em um concílio católico!

Talvez alguns vão dizer mostrando por "a" + "b" que alguns livros são mencionado por Jesus e apóstolos etc e tal... sim, verdade! Mas se utilizarmos esses critérios para definir a autenticidade, temos que considerar outros livros mencionados também, que são considerados apócrifos por muitos cristãos (um exemplo o livro de "Enoque" mencionado por Judas)!

E o fato do livro de Apocalipse não ter sido aceito pela maioria dos cristãos do segundo e terceiro século?

Enfim, creio que esse é assunto muito delicado, pois pode "atrapalhar" a fé de alguns.

Desculpem, mas não creio numa "vida real" somente no "crer naquilo que está escrito..." mas que o que está escrito, sendo verdade, se faz realidade para nós e em nós!

Jesus disse: "...aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele."

Isso é um salto do que está escrito para a realidade presente...

É difícil expressar algo do campo empírico em um sítio onde se debatem idéias, mas, (creio que todo nascido de novo esteja entendendo o que estou dizendo), a manifestação Real fora da teoria escrita e teológica, é verdadeira! Vai muito além do que a escolha de uma religião ou ideal a ser seguido e praticado!

E é por essa razão que creio nas Escrituras, pois elas que me trazem noção e explicação da vida que recebi por meio da fé em Jesus!

Não sei se consegui ser claro... talvez quando deixar esse meu texto esfriar um pouco, ao reler o mesmo tenha que acrescentar algo mais...

Digo que acreditar nas Escrituras não é suficiente! Um exemplo, quando Jesus andou sobre as águas e os discípulos ficaram aterrorizados..., me pergunto se eles criam nas Escrituras (penso que sim). Será que acreditavam que o maná veio do céu ao povo no deserto? os judeus eram ensinados desde a infância a acreditar em histórias como essa, ou seja, a Torá era aceita como verdade! No entanto vemos eles duvidando da multiplicação dos pães e de diversas outras coisas!

Imagino, alguns cristãos atuais, falando a um Hindu ou muçulmano: "Você precisa entregar a sua vida para Jesus!" e eles perguntarem: "quem disse isso?"; "está escrito aqui, na minha bíblia sagrada", espere um pouco que vou lhe mostrar o versículo..."...

Enfim, não vou me prolongar mais... espero que estejam entendendo o que estou tentando transmitir...

Lehitraót!
avatar
Samuel
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : Aguardando a Volta do meu Senhor!
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 65
Idade : 23
Cidade/Estado : Araçatuba/São Paulo
Religião : Cristão
Igreja : Igreja Bíblica
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 112
Data de inscrição : 11/04/2014

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Samuel em Sex 28 Nov 2014, 16:25

Irmão Fernando,

Com a frase "mais próximo dos manuscritos" quis dizer que o TR concorda mais com a sua base do que o TC que possui mais variáveis. Sendo assim, o TR é mais próximo de sua própria base.

Eu prefiro a TR, pois gosto da KJV e da ACF, e ambas estão em cima da TR.
***

"nem o TR ou TC são 100% em suas compilações" Isto é um fato, e foi exatamente o que eu quis dizer na msg 22 e 24. Todo fundamentalista sabe disso, porém todo e qualquer pequeno "erro" pode ser sanado pelo estudo das línguas originais, do contexto, da cultura, do propósito do texto...
***

Fernando disse
Digo que acreditar nas Escrituras não é suficiente!


Para mim, acreditar nas Escrituras é suficiente. É isto que significa dizer Sola Scriptura e este é o entendimento fundamentalista e reformado:

A Bíblia é a única regra de fé e prática
***

Não importa os pequenos erros aparantes do TR ou TC... são coisas pontuais como o caso de Mt 27.9. A essência e a mensagem está preservada por Deus, assim como praticamente todo o conteúdo dos escritos.

Mas no fim o que sobra é a fé. Sem ela é impossível ser fundamentalista ou qualquer outra coisa.
avatar
Fernando_Pinheiro
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 98
Idade : 36
Cidade/Estado : Belo Horizonte
Religião : Protestante
Igreja : .
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 9
Pontos de participação : 165
Data de inscrição : 06/11/2014

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Fernando_Pinheiro em Sex 28 Nov 2014, 18:08

Samuel escreveu:
Fernando disse
"Digo que acreditar nas Escrituras não é suficiente"!

Para mim, acreditar nas Escrituras é suficiente. É isto que significa dizer Sola Scriptura e este é o entendimento fundamentalista e reformado:

A Bíblia é a única regra de fé e prática
***

Creio que pegou meu texto isoladamente! trazendo assim uma falsa interpretação do que eu quis dizer (peço, por gentileza que leia novamente)

Pois se eu fizer o mesmo com o seu texto, vou distorcer também. Quer um exemplo? Você disse acima: "Para mim, acreditar nas Escrituras é suficiente." Ok -  para mim não é, pois até o diabo acredita!

Mas entendi o que você quis dizer, pois completou sobre regra de fé e prática! Mas será que entendeu o que eu realmente quis dizer que crer nas Escrituras não me é suficiente??!!! (percebo que não!)

Lehitraót!

Conteúdo patrocinado

Re: "Texto Crítico" ou "Receptus"? (Onde está a Palavra de Deus?)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Sab 19 Ago 2017, 15:46