F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Compartilhe

Devaney
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Número de Mensagens : 710
Data de inscrição : 27/11/2008

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Devaney em Sex 17 Maio 2013, 08:44

Eu tenho um exemplo do que a Maria Madalena quis se referir. A pessoa é PAULO.

E Paulo, ficando ainda ali muitos dias, despediu-se dos irmãos, e dali navegou para a Síria, e com ele Priscila e Áqüila, tendo rapado a cabeça em Cencréia, porque tinha voto. Atos 18:18

Esse voto de rapar a cabeça é o NAZIREADO, estabelecido na Lei de Moisés:

Então o nazireu à porta da tenda da congregação rapará a cabeça do seu nazireado, e tomará o cabelo da cabeça do seu nazireado, e o porá sobre o fogo que está debaixo do sacrifício pacífico. Números 6:18

Mas eu entendo que o fato de raspar a cabeça era uma ESTRATÉGIA para parecer que ainda estava sob a Lei, mesmo não estando mais debaixo dela, aproximando-se dos judeus zelosos e mostrar-lhes Cristo. Reparem que mais à frente em Atos, isso fica mais evidente:


E já acerca de ti foram informados de que ensinas todos os judeus que estão entre os gentios a apartarem-se de Moisés, dizendo que não devem circuncidar seus filhos, nem andar segundo o costume da lei. Que faremos pois? em todo o caso é necessário que a multidão se ajunte; porque terão ouvido que já és vindo. Faze, pois, isto que te dizemos: Temos quatro homens que fizeram voto. Toma estes contigo, e santifica-te com eles, e faze por eles os gastos para que rapem a cabeça, e todos ficarão sabendo que nada há daquilo de que foram informados acerca de ti, mas que também tu mesmo andas guardando a lei. Todavia, quanto aos que crêem dos gentios, já nós havemos escrito, e achado por bem, que nada disto observem; mas que só se guardem do que se sacrifica aos ídolos, e do sangue, e do sufocado e da prostituição. Então Paulo, tomando consigo aqueles homens, entrou no dia seguinte no templo, já santificado com eles, anunciando serem já cumpridos os dias da purificação; e ficou ali até se oferecer por cada um deles a oferta. Atos 21:21-26

Outro exemplo foi o fato de circuncidar Timóteo, mas encaixa-se na estratégia acima:

Paulo quis que este fosse com ele; e tomando-o, o circuncidou, por causa dos judeus que estavam naqueles lugares; porque todos sabiam que seu pai era grego. Atos 16:3

Seria isso que vc perguntou, MM ?

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 1678
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Jefté em Sex 17 Maio 2013, 09:18

Olá irmãos

Eu creio que a irmã está a falar das práticas em Jerusalém após a morte de Cristo que continuaram a ser exercidas, como por exemplo o dia de Pentecostes (quando os apóstolos e irmãos todos reunidos (em Jerusalém conforme a ordem do Senhor) receberam o dom do Espírito Santo.
E também vemos no livro de Atos outras vezes mencionadas as festas dos pães ázimos, pentecostes, e o próprio sacrifício contínuo dos judeus e o zelo pelo templo e por cousas da lei - que se viam até mesmo nos cristãos judeus sendo exercidas em Jerusalém.
Por exemplo, em Atos 21 - Paulo ao subir a Jerusalém foi constrangido pelos anciãos da igreja em casa de Tiago a entrar no templo e se santificar c/ outros quatro homens - quase por sete dias, quando os judeus da Ásia ao chegarem viram-no e o quizeram matar, devido a saberem que Ele pregava a Cristo (e não mais o judaísmo), sendo necessário que um centurião romano intervisse em socorro p/ que não matassem a Paulo.

Mas irmã, isso é devido a ISRAEL não ter crido, nem aceitado, nem ouvido nem conhecido o tempo de sua visitação por para do Senhor e também nem atentado ao próprio profeta da lei - o último - João Batista, e por isso mesmo, como disse o Senhor a respeito de Israel, que sua casa ficaria deserta.
Ou seja, não mais teriam os profetas a lhe guiarem...
E assim ficariam a sua própria sorte e na sua própria escuridão...

Por essa razão é que os irmãos todos devem estudar as Escrituras, porque elas ficam sendo utilizadas por nós e nos servem de faca de dois gumes, pois vários irmãos adeptos da lei e do judaísmo se utilizam das práticas ainda "obedecidas" por alguns irmãos no decorrer de Atos para apoiarem a guarda da lei - embora, pela história, depois da morte e ressurreição de Cristo não havia como os apóstolos e irmãos (todos judeus) se transformarem de judeus a cristãos, da noite p/ o dia, pois os apóstolos e irmãos foram-se libertando do judaísmo a medida que conheciam mais a Cristo e ao evangelho, e isso gradativamente e a medida que compreendiam mais ao Senhor, e iam sendo libertos.


Márcio
MODERADOR
MODERADOR

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1142
Idade : 44
Cidade/Estado : Porto Alegre - RS
Religião : Cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 51
Pontos de participação : 2808
Data de inscrição : 17/04/2010

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Márcio em Sex 17 Maio 2013, 11:44

Jefté,

Sobre sua colocação


Acontece que da mesma foram que Jerusalém era considerada durante as primeiras 7 semanas mais 62 semanas até o Messias - da mesma forma ela é considerada pela profecia na 70 semana, a qual há de se iniciar, conforme diz o verso de Daniel 9:27 - a saber: e ele firmará um CONCERTO com muitos por 1 semana...
e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares, e sobre a asa das abominações virá o ASSOLADOR (demonstrando haver nesta 70ª semana o santuário - pois o sacrifício e a oferta de manjares só se oferecem (depois de Davi) no templo.

Se o sacerdócio levítico teve fim em Cristo, qual a importância e/ou santidade sobre o templo e seus utensílios/liturgia em tempos posteriores a morte de Cristo?

Márcio

Salomão
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 170
Idade : 36
Cidade/Estado : Cariacica , Espirito santo
Religião : cristianismo
Igreja : IASD
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 1
Pontos de participação : 911
Data de inscrição : 18/03/2013

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Salomão em Sex 17 Maio 2013, 12:13

Se o sacerdócio levítico teve fim em Cristo, qual a importância e/ou santidade sobre o templo e seus utensílios/liturgia em tempos posteriores a morte de Cristo?

Márcio

Então na sua opinião , quando teve fim o sacerdócio levítico ?
avatar
Devaney
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 710
Idade : 51
Cidade/Estado : Taubaté
Religião : Evangélico
Igreja : Assembléia de Deus
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 26
Pontos de participação : 1124
Data de inscrição : 27/11/2008

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Devaney em Sex 17 Maio 2013, 13:41

Se o sacerdócio levítico teve fim em Cristo, qual a importância e/ou santidade sobre o templo e seus utensílios/liturgia em tempos posteriores a morte de Cristo?

Márcio

A resposta final será do Jefté, mas eu, como dispensacionalista, diria o seguinte: O MESMO VALOR DE SOMBRA DAS COISAS QUE AINDA ESTAVAM POR VIR - ou seja, sem valor algum para salvação ou remissão dos pecados sem Cristo, mas sim necessários ÀQUELE POVO para reconstruir a atmosfera de anseio dos judeus a retornarem às práticas bíblicas que foram paralisadas na destruição de Jerusalém pelo general romano Tito.

**************************************************************************

Eu vou compartilhar com os irmãos uma experiência pessoal. Por ocasião do casamento de uma pessoa conhecida de minha família, há muitos anos atrás, fui a São Paulo num evento tipicamente judaico. Esse casamento foi celebrado no que acredito seja uma sinagoga, um salão de eventos unicamente judaicos, e quem realizou o casamento inclusive foi o famoso rabino Henry Sobel. Foi uma reunião boa de se ver. Casamento respeitoso, muito tradicional, repleto de momentos de tradições hebraicas, inclusive no momento que os noivos quebraram as taças com a bebida cerimonial, e então todos começaram a se parabenizar e a dançar músicas muito alegres.

Mas eu confesso que saí triste do evento por outro motivo. Eu conversei após o casamento com alguns judeus presentes e esperava ouvir deles que ainda respeitavam a Torah e aos os preceitos dali, mas o que ouvia deles dava-me a impressão de estar diante de um povo descompromissado, que em nada lembrava a descendência de Abraão. O respeito à religião entre eles passou a ser uma tradição, mas não envolvia o coração deles de uma forma apaixonada, sobrenatural, que é como nós sentimos e vemos nos cultos de adoração evangélicos (falo como pentecostal). Sentia neles muito orgulho da sua religião, mas ao perguntar sobre as práticas levíticas, eles disseram que isso tinha acabado no ano 70 d.C. e não viam necessidade alguma do retorno a elas, pois eles "evoluíram" nesse sentido. Havia entre eles até um "judeu" que dizia acreditar em reencarnação. Evidentemente os outros comentaram que isso não fazia parte do credo judaico, mas se aquele homem queria pensar assim, estava livre para o fazer.

Não sei explicar direito o que senti. Eu só sei que saí chorando do evento.

Era uma decepção de ordem espiritual, uma tristeza de ver como o nome de Deus havia "esmorecido" na vida do povo descendente de Abraão. Notei claramente que se não houver um novo "chacoalhão" nesse povo, uma tribulação por exemplo, eles não vão estar sequer desejosos da vinda do Messias predito nas suas Escrituras.

Algo tem que acontecer para que Israel "se ligue" novamente e anseie a vinda do Messias.

Isso é a visão dispensacionalista, mas em nenhum momento, mesmo que eles retornem a querer aplicar a Lei de Moisés, vai ter valor porque o Messias já veio. Mas NÓS, GENTIOS DA ERA DA GRAÇA, sabemos disso. E eles ainda não.
avatar
Juliano Toledo
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 124
Idade : 67
Cidade/Estado : toledo parana
Religião : abhodha
Igreja : de Cristo
País : brasil
Mensagens Curtidas : -14
Pontos de participação : 611
Data de inscrição : 18/04/2013

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Juliano Toledo em Sex 17 Maio 2013, 14:19

Algo tem que acontecer para que Israel "se ligue" novamente e anseie a vinda do Messias.

não é só para Israel meu amigo que precisa acontecer algo, a tristeza não é só da sua parte, mas acredito que da parte de muitos.

não são só eles que se acomodaram, eles desistiram de brigar pela verdade assim como muitos que estão se formatando ao mundo, no meio deles, os que não são céticos as promessas de YHWH, estão envolvidos na kabala e ocultismo, muitos até fazem comparações entre YHWH e enlil antigo deus sumerio, poucos sãos os que ainda guardam as tradições e leis.

Embora eu não acredite que haja diferença dos judeus que conheço hoje para os que viviam no tempo de Cristo segundo o que vemos de Deus em relação a eles, seu interesse é sua nação, que foi sempre subjugada por outros povos, agora que estão retornando a sua casa então, desconsideram ainda mais as suas leis e tradições.

são independentes de novo, e são uma nação forte novamente, por que estar atento ao YHWH.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Jefté em Sex 17 Maio 2013, 22:40

Olá irmãos

Márcio, sobre a sua pergunta:
Se o sacerdócio levítico teve fim em Cristo, qual a importância e/ou santidade sobre o templo e seus utensílios/liturgia em tempos posteriores a morte de Cristo?
Deixa ver se consigo explicar:
A lei c/ toda a sua justiça e preceitos vigorou tal como fora dada até a vinda do Messias - creio ser esse entendimento consumado entre nós.

Também na lei, Deus havia de escolher numa das tribos de Israel, uma cidade p/ fazer habitar o Seu Nome, e um local p/ lhe edificarem um santuário:
"Então haverá um lugar que escolherá o SENHOR vosso Deus para ali fazer habitar o seu nome; ali trareis tudo o que vos ordeno; os vossos holocaustos, e os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos, e a oferta alçada da vossa mão, e toda a escolha dos vossos votos que fizerdes ao SENHOR." (Deut. 12:11)
"Guarda-te, que não ofereças os teus holocaustos em todo o lugar que vires; Mas no lugar que o SENHOR escolher numa das tuas tribos ali oferecerás os teus holocaustos, e ali farás tudo o que te ordeno." (Deut. 12:13-14)
"E me farão um santuário, e habitarei no meio deles." (Ex. 25:8 )

E Deus escolheu Jerusalém:
"Porém ele terá uma tribo, por amor de Davi, meu servo, e por amor de Jerusalém, a cidade que escolhi de todas as tribos de Israel." (I Reis 11:32,36)
E também o local do templo:
"Então o anjo do SENHOR ordenou a Gade que dissesse a Davi para subir e levantar um altar ao SENHOR na eira de Ornã, o jebuseu." (I Cron. 21:18 - II Cron. 3:1)

Porém, devido às inúmeras transgressões e desprezo dos judeus p/ com o Senhor, Ele os expulsou de sua terra (não sem muito protestar-lhes pelos profetas).
E primeiramente Ele expulsou a Israel de sua presença (porque o reino estava dividido):
"Até que o SENHOR tirou a Israel de diante da sua presença, como falara pelo ministério de todos os seus servos, os profetas; assim foi Israel expulso da sua terra à Assíria até ao dia de hoje." (II Reis 17:23)

Também Judá foi rejeitado, e Jerusalém, cidade que escolhera, foi REJEITADA e destruída a mando do Senhor - como também o Templo - que o Senhor havia dito que faria habitar ALI o seu nome:
"E disse o SENHOR: Também a Judá hei de tirar de diante da minha face, como tirei a Israel, e rejeitarei esta cidade de Jerusalém que escolhi, como também a casa de que disse: Estará ali o meu nome." (II Reis 23:27)

Então, sendo Jerusalém rejeitada e estando destruída; tendo o Senhor determinado que o cativeiro (dos judeus) em Babilônia seria de 70 anos - e, estando Daniel orando, exatamente no término dos 70 anos - Deus lhe dirige uma mensagem profética dizendo:
70 semanas estão determinadas sobre o teu povo e sobre a tua santa cidade...
Então, isso é o que sucede: Jerusalém estava destruída e rejeitada, e nessa condição e situação é que Deus determinou-lhe 70 semanas de anos sobre a cidade santa.
Assim sendo, durante todo o período de existência destas 70 semanas determinadas sobre Jerusalém (como cidade santa) todos os preceitos da lei, do templo e do sacerdócio levita prevalecem e vigora sobre Jerusalém e os judeus no respectivo período.

Ainda mais que elas foram determinadas a se cumprirem assim:
7 semanas + 62 semanas até o Messias, o Príncipe; sendo que o Messias é cortado após as 62 semanas; e a cidade e santuário são destruídos pelo povo do príncipe que há de vir (fatos ocorridos na crucificação, e na destruição de Jerusalém pelos romanos em 70 d.C. (versos 25 e 26 de Daniel 9)
Acontece que diz assim o verso subsequente - Daniel 9:27
"E ele firmará aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador."

Então irmão, é como se Deus determinasse que a lei p/ Jerusalém e os judeus vigorassem até 7 anos a mais à crucificação do Messias - pois é isso que a profecia diz: ela diz: 70 semanas estão determinadas sobre teu povo e sobre tua santa cidade. Ora, só existe Jerusalém como cidade santa na lei. Pois na graça não existe lugar algum santo, e hoje adoramos a Deus em espírito e em verdade pois assim diz o Novo Testamento.
Porém o Senhor assim determinou sobre Jerusalém e os judeus.
E na verdade, a 70ª semana só começa com um PACTO.


Só que as 70 semanas se cumprem sobre eventos pré-determinados:
Por exemplo:
Saída da ordem inicia a primeira (das 7 semanas); o Messias sendo cortado termina a última (das 62 semanas) e a cidade e santuários são destruídos.
E passaram-se quase dois mil anos E NADA ACONTECEU - e o império romano já acabou-se, levantou-se outro império dividido (comunismo e capitalismo) e hoje Jerusalém está novamente de pé, e os judeus de posse dela;
Agora então só falta cumprir o PACTO determinado em Daniel 9:27 - para que tudo o que estava em VALIA durante as primeiras (7 semanas + 62 semanas) também volte a estar na 70ª semana.
E este PACTO provavelmente é concernete àquilo que fará c/ que Jerusalém seja idêntica a época de outrora, a saber: O TEMPLO.
Pois é a única coisa a faltar aos judeus, e a Israel e a Jerusalém, e também é a única coisa que falta da lei p/ se estabelecer!

Após isso, então se inicia a ultima semana de anos sobre Jerusalém e os judeus.
E o verso de Daniel 9:27 diz:
"e na metada da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares..."
(Justamente aquilo que os judeus estão por 1900 anos sem fazer devido a não mais terem o templo."

Por isso é que Jesus diz em Mateus 24:15
Quando pois virdes que a abominação da desolação de que falou o profeta Daniel estiver no LUGAR SANTO, quem lê atenda...
Lugar santo\;
"E tomarás o carneiro das consagrações e cozerás a sua carne no LUGAR SANTO;" (Ex. 29:21)
"E, no dia em que ele entrar no LUGAR SANTO, no átrio interior, para ministrar no LUGAR SANTO, oferecerá a sua expiação pelo pecado, diz o Senhor DEUS." (Ezequiel. 44:27)

E digo: isso é devido as profecias - mas não diminui nem afeta EM NADA ao EVANGELHO DE CRISTO NEM AO NOVO TESTAMENTO NO SANGUE DO SENHOR.
São apenas as profecias... que tem que cumprir
Lembrando ainda que a profecia (da cidade santa) é principalmente aos judeus e por causa dos judeus....
porque a nação de Israel ESTÁ SURDA, não aceitou, não ouviu nem viu nada da vinda do Filho de Deus.
E Jesus diz:
"Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha os seus pintos debaixo das asas, e não quiseste? Eis que a vossa casa se vos deixará deserta. E em verdade vos digo que não me vereis até que venha o tempo em que digais: Bendito aquele que vem em nome do Senhor." (Luc. 13:34-35)

Aí que entra uma coisa que o irmão Devaney comentou:
Só quando eles forem escandalizados na sua própria prática da lei, e no Templo, lugar que eles mais prezam, e pelo anticristo em pessoa - que eles receberão - é que eles se darão contas de que O SENHOR JÁ VEIO!

Espero que dê p/ entender...
paz.


Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Jefté em Sab 18 Maio 2013, 10:01

Gostaria de poder dizer somente mais uma coisa:

Jesus dizia aos judeus:
"Eu vim em nome de meu Pai, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis." (Jo. 5:43)

Em suma: os judeus receberão o anticristo; e lhe prezarão com sendo o MESSIAS, principalmente porque ele lhes proporcionará aquilo que eles anseiam por muito tempo, o templo.

E ele há de ser edificado - embora sua edificação possa parecer impossível - mas, mais impossível era a libertação de Israel da dura escravidão do Egito, mas p/ o Senhor não representou problema algum, nem tampouco o mar vermelho se abrir, tampouco o deserto por 40 anos c/ mais de um milhão de judeus sobrevivendo nele, de maneira que caia pão do céu, e havia uma coluna de fogo durante a noite (lembrando que no deserto à noite é extremo o frio) quanto também de dia (o calor é mortal) mas havia uma coluna de nuvens p/ os proteger.

Diante de tudo isso, a construção do templo hoje com os palestinos e árabes se opondo, nada é; e o templo há de ser edificado, e os judeus retornarão as práticas antigas, chamado sacrifício contínuo ou holocausto contínuo.
Acontece que tais práticas (a edificação do templo e os sacrifícios no mesmo) só perdurarão até metade de 7 anos, ou seja, por 3 anos e meio.
Pois exatamente na metade do pacto de 7 anos, acontecerá o que profetizara o apóstolo Paulo aos tessalonicenses 2:4 que diz:

"O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus."

Ou seja, o iníquo, o homem do pecado, o filho da perdição, o qual, os judeus amplamente receberão (pois estão totalmente cegos por rejeitarem e não crerem a Cristo) então ele, o assolador (determinado a vir na 2ª metade da 70ª semana profética - Daniel 9:27) esse assolador, que será muito bem recebido pelos judeus e pela nação israelita em peso - ele adentrará ao santuário exatamente na metade dos 7 anos da 70ª semana da profecia, e fará cessar o sacrifício contínuo e se PROCLAMARÁ AO MUNDO COMO SEU DEUS!

É aí, que chegará o tempo que o Senhor diz: Jerusalém, Jerusalém, quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos como a galinha ajunta os seus pintos e não o quisestes, eis que a vossa casa se vos ficará deserta, porque em verdade vos digo que NÃO ME VEREIS MAIS ATÉ QUE VENHA O TEMPO EM QUE DIGAIS: Bendito o que veio em nome do Senhor!

Esse será o tempo.
E nesta época Jerusalém será pisada por 42 meses. (Apc. 11:2)
E haverá grande aperto na terra e ira sobre este povo (judeus) Luc. 21:23
E para todas as nações serão levados cativos e Jerusalém será pisada pelos gentios até que os tempos dos gentios se completem...
O Senhor volta após esses 42 meses:

22 Porque dias de vingança são estes, para que se cumpram todas as coisas que estão escritas.
23 Mas ai das grávidas, e das que criarem naqueles dias! porque haverá grande aperto na terra, e ira sobre este povo.
24 E cairão ao fio da espada, e para todas as nações serão levados cativos; e Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos dos gentios se completem.
25 E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas.
26 Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto as virtudes do céu serão abaladas.
27 E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória.
)Luc. 21:22-27)

avatar
Maria Madalena
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Feminino
Número de Mensagens : 1769
Idade : 54
Cidade/Estado : Sorocaba/SP
Religião : Cristã
Igreja : Congregação Cristã no Brasil
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 8
Pontos de participação : 7041
Data de inscrição : 06/03/2009

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Maria Madalena em Seg 20 Maio 2013, 06:13

I.Norberto
a Paz de Deus

O I.Devaney mencionou as práticas que encontro relatadas no livro de Atos ainda sendo praticadas, coisas que pertenciam ao Sacerdócio Antigo. Talvez tenha tido continuidade como 'costume' por algum tempo, uma vez que A Igreja de Cristo não pregava, não ensinada mais NADA a respeito do Sacerdócio Levitico, exceto para fornecer exemplos para conhecimento de como e o porque o povo judeu esteve sob esse regime de lei

Madalena

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Jefté em Seg 20 Maio 2013, 08:29

Olá irmãos

Procurando explorar um pouco mais o tema do sacerdócio levita e sua valia durante o ministério de Cristo:
Quando o Senhor, após limpar um leproso em Mateus 8:2-4 e recomenda-o a mostrar-se ao sacerdote:
"Disse-lhe então Jesus: Olha, não o digas a alguém, mas vai, mostra-te ao sacerdote, e apresenta a oferta que Moisés determinou, para lhes servir de testemunho.

A oferta que o leproso deveria oferecer pela sua purificação - além de mostrar-se ao sacerdote, a oferta era: duas aves vivas e limpas, e pau de cedro, e carmesim, e hissopo.
E o sacerdote degolaria uma, e soltaria a outra no campo... (Lev. 14:2-9)

E no 8º dia deveria apresentar 2 cordeiros de um ano e 1 cordeira... que seriam oferecidos em holocaustos e o leproso seria limpo (conforme a lei)... (Lev. 14:10-20)
E isso em pleno ministério de Cristo.

Isso é só pra evidenciar a valência do sacerdócio levita durante a vida inteira do Senhor - e lembrar também que, isso em nada afeta ou diminui o Poder e Graça do Senhor no seu Ministério e do Novo Testamento tampouco fere Sua Majestade.
Pois um lugar santo na terra não agride ao Senhor - desde que, isso seja a lei - pois era a lei.
Aliás, o Senhor expulsa os cambiadores do Templo devido ao mesmo ser recinto sagrado desde a sua edificação na lei - e o Senhor os repreende prezando por isso mesmo.

E também para lembrar que na 70ª semana da profecia das 70 semanas, o mesmo se sucederá, em que ambos os sacerdócios estarão vigentes; mas em nada isso prevalece sobre o Novo Testamento e o ministério de Cristo - pois no Novo Testamento, desde a Sua Manifestação - Ele e tudo o que fez, todas as suas palavras e feitos e sua graça e liberdade (já nos dada) já dada aos discípulos quando c/ eles vivia em pessoa e lhes dava sua liberdade (mesmo antes de sua morte na cruz) já prevaleciam sobre a lei de Moisés.
Ou seja, são superiores e permanentes, enquanto que a lei era apenas um aio.
E o mesmo se sucederá em 70ª semana a ser ainda cumprida, pois necessitam cumprirem as Escrituras.


Salomão
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 170
Idade : 36
Cidade/Estado : Cariacica , Espirito santo
Religião : cristianismo
Igreja : IASD
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 1
Pontos de participação : 911
Data de inscrição : 18/03/2013

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Salomão em Seg 20 Maio 2013, 09:51

Se o sacerdócio levítico teve fim em Cristo, qual a importância e/ou santidade sobre o templo e seus utensílios/liturgia em tempos posteriores a morte de Cristo?

Márcio

Márcio!

Segundo o entendimento que você tem do assunto ,o fim do sacerdócio foi ou não na Cruz ?
avatar
Juliano Toledo
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 124
Idade : 67
Cidade/Estado : toledo parana
Religião : abhodha
Igreja : de Cristo
País : brasil
Mensagens Curtidas : -14
Pontos de participação : 611
Data de inscrição : 18/04/2013

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Juliano Toledo em Seg 20 Maio 2013, 20:51

A primeira aliança de Deus com Israel como povo se deu com Jacó, e a linhagem do Cordeiro é a linhagem de José filho de Jacó, que segundo a biblia é a mesma linhagem de Davi, que é descedente de Boaz, que tomou como esposa uma filha de Moabitas, que foi trazida por sua sogra à tribo de Israel.

A primeira aliança não era uma escolha mas sim uma imposição pois toda criança nascida em Israrl deveria ser circunscidada e receber a marca de YHWH, e isso tambem deveria ser feito com os escravos ou todo que fosse aceito dentro da familia de um Israelita ou que fizesse parte de tudo que era consagrado a Deus, para que fosse tudo então marcado pelo selo da 1ª aliança, ou seja, tinha a marca tinha a benção de Deus e era Ele quem justificava e cuidava do que era seu.

esta primeira aliança tinha como aplicação básica salvação para os que faziam parte dela e a destruição para os que não faziam parte dela, ou seja, considerando que a marca (circuncisão) era o selo da aliança, a lei era uma consequencia da marca, o cumprimento da lei era tambem consequencia do estado imposto pela marca.

os demais não tinham lei, mas tambem não tinham a benção (salvação), portanto a marca era a salvação e a lei o custo desta salvação, como era muito alto e impossivel de cumprir segundo relatado nas próprias escrituras, Deus instituiu os rituais e o sacerdócio levitico, para que as transgressões fossem cobertas pelo sangue dos sacrificios.

portanto o sacerdócio levitico foi instituido por causa da marca (circunscisão) que separava o povo escolhido de Deus, e este não tinha tempo, muito menos limite temporal, ou seja, enquanto a marca da aliança atual de Deus tivesse seu poder, o sacerdócio levitico teria o seu poder, por causa justamente do cumprimento da lei, ou seja, os transgressores precisavam de intermediação por causa desta lei e desta marca.

o sacerdócio levitico nunca teve poder sobre povos dos quais não existiam a marca (circunscisão) de Deus, portanto não é o tempo que determina o sacerdócio é a validade da marca e sua aplicação.

agora vamos falar um pouco sobre Rute e por que citei ela:

casando com Boaz, Rute moabita foi enxertada na videira como filha de Israel, não era natural daquele povo mas foi introduzida, neste caso simples então, seus filhos seriam metade israelitas e metade moabitas, se a aliança fosse só com israelitas então os filhos de Boaz teriam problemas, por causa de sua esposa moabita, mas ao contrário vemos que esta descedencia foi abençoada, não por causa da sua linhagem, mas por causa da marca (selo de Deus) que foi feita na carne de Obede, que gerou Jesse e que por fim gerou a Davi, que la nos tempos de Cristo tinha por descedente a José que é da casa de Davi.

então seguindo, o que realmente determinou o tempo do sacerdócio levitico é o selo de Deus e a validade deste selo, que é a cirscunsisão, até Cristo, Deus respondia pelo povo de Israel como nação marcada com o selo para levar seu nome e sua salvação, mas eles O abandoram e se rebelaram, tanto que foram rejeitados por Deus.

é onde entra Jesus o Cristo, onde Deus em toda sua grandeza não mais faz uma aliança com um povo, mas sim com aqueles que tem em seu coração vontade em serví-lo verdadeiramente, e a partir deste ponto o selo (circunscisão) da primeira aliança perdeu seu valor, por Deus rejeitou o povo que Ele havia escolhido para ser marcado, e instituiu uma nova marca, (Sangue de Cristo) essa nova marca é a salvação para a nova aliança, agora não mais sobre um povo, não havendo mais obrigação mas vontade e aceitação.

por causa da sistematica da velha aliança é que temos hoje os "eleitos" se achando ainda "escolhidos", por que na velha aliança era isso que acontecia, o israelita nascia para ser marcado, e esta marca é o que já o predestinava a salvação (benção), ou seja, já o condicionava a ungido, separado, escolhido de DEus.

só que esse tempo acabou, quando a circuncisão perdeu sua validade acabou toda sistemática a que ela submetida e a todos dos quais estavam por ela marcados.

as promessas DEus não são da volta desta marca, mas sim de um despertar dos judeus para a nova marca e para a nova aliança, YAOHUSHUA que é a salvação nesta nova aliança, e não existe 2 lados nesta moeda, por que nem existe uma moeda, só exite a salvação através do nome de Cristo para os que creem e aceitam e a condenação para os rebeldes.

portanto o sacerdócio levitico acabou junto com a marca da velha aliança, para dar lugar a um novo sacerdócio, agora dos verdadeiro adoradores, os quais adoram em espirito e em verdade, e nesta aliança cabe todo o mundo pois é independente de povos ou raça, é universal, para todos quanto creram no SEu Nome e não nasceram da carne mas do espirito.

até onde estudei em Daniel, Ezequiel e Apocalipse, o que sei é que assim que o templo foi restaurado inicia-se o governo do anti-cristo e este preparará o caminho da besta, que virá logo após este primeiro, e que no fim dos tempos quando a besta erguer sua "estatua" para ser adorada, é então que o povo que fora escolhido por DEus vai se dar conta do erro e vai reconhecer que YAOHUSHUA é o Senhor e Salvador que veio a muito tempo atras e eles o ignoraram.

portanto eu não vejo um retorno da velhas coisas, por que no fim de tudo isso, João viu novo céu e nova terra, e as coisas velhas já se passaram.
avatar
Juliano Toledo
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 124
Idade : 67
Cidade/Estado : toledo parana
Religião : abhodha
Igreja : de Cristo
País : brasil
Mensagens Curtidas : -14
Pontos de participação : 611
Data de inscrição : 18/04/2013

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Juliano Toledo em Ter 21 Maio 2013, 10:41

Jesus não descende de José; Jesus é da tribo de Judá; de Judá vem o Cetro (Gen. 49:10 - Sal. 60:7c); de Judá veio Davi, de quem descende Cristo, por isso mesmo é dito que o Senhor é o "Leão de Judá". (Apc. 7:5)

sim é isso mesmo Juda filho de Jacó, acho que estava pensando em José esposo de Maria na hora de digitar, o que quis dizer é que começou mesmo a linhagem do povo de Deus a partir de Jacó, pois depois deste tempo, já sairam do egito como nação de Deus, tirada por Moisés como representante de Deus.

Por isso Jerusalém será pisada por 42 meses sendo ainda cidade santa, por fim destruída, pois consta nas maldições da lei.
E vem o Armagedom, quando toda a carne há de expirar, quando o pecado há de ter o seu fim, e quando por fim, a PEDRA lançada sem mão há de atingir, nos pés, a estátua da visão de Daniel 2, derrubando-a por completo, e esta se tornando num grande monte e enchendo toda a terra. amém.

eu acredito que esta "estatua" que Daniel fala, é uma ideologia, que vai representar o poder da besta, não própriamente um estrutura, por que mesmo antigamente uma estatua representava "um poder imortal", ou seja, um nome que perduraria pelos anos a frente, este era o pensamento dos que as construiam, por que os reis procuraram "glórias" futuras mais do que presentes, segundo o que vemos na história as mega-construções e as mega-conquistas mostram um interesse grande em ser sempre mais que seu antecessor, e estar com seu nome sempre acima de todos que o antecediam.

portanto a besta vai erigir um poder ideológico sem precedentes, ou seja, que jamais foi visto e que não terá limites, segundo o que a própria biblia nos revela, e este poder é profetizado pelo próprio Deus, sendo tempos de grande tribulação onde até os santos correm riscos terriveis.

este poder não é fisico, por que os santos não temem a morte do corpo, então não esta relacionado a morte fisica ou torturas, por que os santos não tem medo de morrer e ficam felizes ao padecer sofrimentos por causa do nome de Cristo, este poder, será um fundamento ideológico baseado na própria escritura, seguido de um poder ilusório muito grande, algo alem do que podemos imaginar neste tempo, por isso Cristo disse que enganaria até os escolhidos, veja bem caro amigo, Ele não disse que mataria ou torturaria, mas que enganaria, portanto é ideológico.

nós ja temos hoje muitas teologias e ideologias enganadoras e deturpadoras, muitas delas justamente ligadas a tempos da velha aliança, e ligadas ao tão sonhado "sacerdócio", as promessas e poderes revelados na biblia sobre este nome, são a fonte de tantas mentiras e enganos, por que esta palavrinha tem sido a chave de poder de muitos que se dizem "escolhidos ou predestinados" a dominação dos que procuram entrar pela porta estreita, ou seja, dos que querem estar com Deus.

o que não percebemos muitas vezes e não nos damos conta é que o melhor exército e os mais dedicados trabalhadores, são os que servem por amor, sem remuneração, sem capatazes, sem força fisica, e para alguns não importa à que sirvam, se é a uma ideologia ou a verdade, o que importa é que sirvam, neste caso simples então buscam manter certos sistemas, como o "sacerdócio", não existiu lider mais prestigiado em todos os tempo, nem mesmo os reis tinham a glória e poder que os "sacerdotes", "chamãs", "curandeiros" tiveram na história, sempre eram eles que derrubavam reis ou favoreciam reis, é só entender um pouco da história e veremos isto explicito, em todos povos e nações de todas etnias, raças ou credos.

por isso Deus colocou fim a velha aliança, e abriu um caminho vivo e verdadeiro para nós, com acesso direto, a fim de evitar de uma vez por todas esse poder que, sempre e sempre, é exercido de forma errada sobre os homens.

mas como sempre em toda história o ser humano, não ouve a Deus, nunca ouve, sempre ignora suas determinações e suas ações pela salvação e liberdade dos homens, e buscam estar debaixo destas autoridade ideológicas, que os conduzem por caminhos obscuros, e tem sobre seus "ombros o peso do sacerdócio" ou as "estrelas do sacerdócio" como generais que comandam tropas com punhos de ferro, é por isso que existe tanta rivalidade entre as ditas "igrejas", por causa desta regrinha básica chamada "sacerdócio", e o poder sobre os fiéis, é a capacidade de os enganar e os mover segundo suas intenções, e isto tudo esta ligado a outra palavrinha que é muito usada e muitas vezes incutida na cabeça os fiéis, o tal do "sacerdócio santo", pois usando esta palavrinha "santo" leva os dedicados ignorantes e incultos à servidão plena, pensando estar servindo a DEus quando na verdade servem a um poder ideológico milenar, e que não esta interessado na salvação de suas vidas, mas no proveito que podem tirar desta servidão.

portanto o fim de tudo será uma ideologia "sacerdotal" baseada em poders ilusórios de proporções gigantescas, por que só existe uma forma de dominar o mundo inteiro, não é com guerras, não é com leis, não é com regimes militares, mas com a força do "sacerdócio" que a representação da divindade, e todas religiões do mundo esperam por esse representante, este vai ser o ponto chave da dominação.

por isso o sacerdócio de qualquer tipo, foi extinto em Cristo, por que Ele é quem assumiu este papel, e é Ele quem tem este dominio e este poder, para que ninguem se glorie, ou se considere merecedor de tal posição.

quando Cristo retornar tera em seus ombros, o dominio e o poder, pois é o Sacerdócio Santo de Deus, o verdadeiro sacrificio que nos torna a Deus.

sendo então nulo todo e qualquer sacerdócio fora do verdadeiro, e uma vez que foi Ele o sacrificio pleno, segue-se então o fim da profissão sacerdote, uma vez que este era responsável só por esta função, que era intermediar os homens com Deus.
avatar
Norberto
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Status : "Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )" (Oséias 6.3)
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 4295
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : .
País : .
Mensagens Curtidas : 154
Pontos de participação : 17339
Data de inscrição : 17/11/2008

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Norberto em Ter 21 Maio 2013, 14:11

.
Jetfé,

Às 09:29 notamos um participação sua aqui neste tópico que recebeu uma resposta do Juliano Toledo, mensagem anterior a esta.

Você chegou a remover? Foi para reeditar e trazer o texto novamente?

Se for o caso, o Juliano Toledo também deverá reeditar a resposta dada ao texto removido.

Administrador

.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Jefté em Ter 21 Maio 2013, 19:49

Olá irmão Norberto

Sim, removi a postagem porque estava confusa e c/ erros, e não poderia editá-la naquele momento.
Farei as correções p/ postá-la.


Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1678
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 37
Pontos de participação : 4033
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Jefté em Sex 24 Maio 2013, 10:02

Olá irmãos
Um pouco atrasado mas eis a postagem que fiquei devendo:


Olá Juliano Toledo
Tudo bem!?
Bom, com relação ao que você diz:
A primeira aliança de Deus com Israel como povo se deu com Jacó, e a linhagem do Cordeiro é a linhagem de José filho de Jacó, que segundo a biblia é a mesma linhagem de Davi, que é descedente de Boaz, que tomou como esposa uma filha de Moabitas, que foi trazida por sua sogra à tribo de Israel.
Jesus não descende de José, mas da tribo de Judá; de Judá vem o Cetro (Gen. 49:10 - Sal. 60:7c); vem Davi, de quem descende Cristo, por isso mesmo o Senhor é o "Leão de Judá". (Apc. 7:5)

casando com Boaz, Rute moabita foi enxertada na videira como filha de Israel, não era natural daquele povo mas foi introduzida, neste caso simples então, seus filhos seriam metade israelitas e metade moabitas, se a aliança fosse só com israelitas então os filhos de Boaz teriam problemas, por causa de sua esposa moabita, mas ao contrário vemos que esta descedencia foi abençoada, não por causa da sua linhagem, mas por causa da marca (selo de Deus) que foi feita na carne de Obede, que gerou Jesse e que por fim gerou a Davi, que la nos tempos de Cristo tinha por descedente a José que é da casa de Davi.
Também as doze tribos de Israel vieram de mulheres estrangeiras, pois Jacó só teve 12 filhos homens e 1 filha mulher.
No entanto todos os seus filhos eram israelitas. Tamar, por exemplo, a quem se conta como Jesus tendo vindo dela, era de Canaã, e José, sua mulher foi egípcia filha do sacerdote de Om.

E com relação à 70ª semana - Deus determinou sobre Jerusalém e os judeus 70 semanas de anos sobre a cidade santa, isso se deriva da lei – porque pela lei é santa, e não do evangelho, pois no evangelho não há lugar algum santo ou imundo, e hoje já é chegada a hora em que TODO O QUE CRÊ adora a Deus em espírito e em verdade, e não no monte ou em Jerusalém. (Jo. 4)
Acontece que, por acaso a nação de Israel aceitou e creu ao Messias?
- Não! Ela não aceitou.
Então, conforme profecia, estão determinadas 70 semanas sobre a cidade santa Jerusalém, e os judeus.
E tudo o que na lei vigorou durante as primeiras 7 semanas + 62 semanas - até o Messias - também vigoram durante a ÚNICA semana faltante - por isso mesmo é que após 1900 anos, a cidade novamente está de posse deles. E, o pacto predito em Daniel 9:27 será referente a Jerusalém e os judeus.

E gostaria de dizer, a LEI ainda vigora sobre todos os homens, especialmente os judeu, por terem rejeitado ao Messias: porém uma parte dela: AS MALDIÇÕES DA LEI!
Pois diz assim o Novo Testamento:
"Porque o fim da lei é Cristo para a justiça de todo aquele que crê." (Rom. 10:4)
Em contrapartida, a lei não finda-se p/ quem, em Cristo Jesus não está - principalmente as maldições e penalidades determinadas a se cumprirem sobre os desobedientes e pecadores.
Por isso Jesus ALERTA:
"Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido." (Mat. 5:17-18)

Isso significa que tudo o que a lei diz, aos pecadores o diz como por exemplo, Salmos 9:17. Ou a condenação e o devido castigo às transgressões – e tudo isso estã em total valia. Provérbios 19:29, diz:
“Preparados estão os juízos para os escarnecedores, e os açoites para as costas dos tolos.”

– ou seja, para quem não está em Cristo – nada disto está riscado, pelo contrário será cumprido; porque a lei não pode ser anulada, e Cristo não veio aboli-la: mas cumprir – Ele é o Salvador enviado por Deus pela lei p/ fazer justiça ao que crê; quando ao que não crê, tudo o que ela diz terá cumprimento.
Por isso diz João 3:36:
Aquele que crê no Filho tem a vida eterna, mas aquele que não crê no Filho não verá a vida mas a ira de Deus sobre ele permanece."

Ora, a ira de Deus permanece sobre aquele que não crê no Filho – porque já pairava sobre ele, pois todos éramos filhos da ira! (Ef. 2:3)
Por isso também está ordenado na LEI:
"E como aos homens está ordenado morrerem uma vez vindo depois o juízo." (Heb. 9:27)

Ora, onde está ordenado aos homens morrerem uma vez, vindo depois o juízo??? Senão na LEI ??

Isso é só pra evidenciar que a lei ainda está em VIGOR sobre os homens, e sobre o mundo, e sobre os judeus – pois quem não recebeu a Cristo como seu Senhor e Salvador, permanece sob o que diz a lei.
Também diz São Paulo aos romanos:
NÃO sabeis vós, irmãos ( pois que falo aos que sabem a lei ), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive? (Rom. 7:1)
Porque quem não é bendito em Cristo e c/ Cristo; é maldito pelas determinações e maldições da lei.:
Porque disse Deus a Adão: “Por causa de ti, maldita é a terra...”
E Jesus não removeu a maldição que paira sobre o homem pecador e sobre a carne de pecado. Principalmente para quem não o recebeu.
E é essa causa, devido às MALDIÇÕES DA LEI que os judeus foram expulsos da terra prometida mais de uma vez, e Jerusalém foi destruída duas.
Aí é que entrou a expulsão dos judeus da terra prometida (depois da crucificação) por longos 1900 anos desde o ano 70 d.C. - porque na lei de Moisés, as suas MALDIÇÕES constam o seguinte:

Deuteronômio 27:14-26 - as maldições
Dentre as quais DESTACO (o mesmo que Paulo diz aos Gálatas 3:10):
"Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém." (Deut. 27:14-26)

E DEUTERONÔMIO 28:15-68 (mais maldições da lei)
Dentre as quais destaco:
"O SENHOR mandará sobre ti a maldição; a confusão e a derrota em tudo em que puseres a mão para fazer; até que sejas destruído, e até que repentinamente pereças, por causa da maldade das tuas obras, pelas quais me deixaste." (Deut. 28:20)
Destaco:
"Assim servirás aos teus inimigos, que o SENHOR enviará contra ti, com fome e com sede, e com nudez, e com falta de tudo; e sobre o teu pescoço porá um jugo de ferro, até que te tenha destruído." (Deut. 28:48)
Destaco:

"49 O SENHOR levantará contra ti uma nação de longe, da extremidade da terra, que voa como a águia, nação cuja língua não entenderás;
50 Nação feroz de rosto, que não respeitará o rosto do velho, nem se apiedará do moço;
51 E comerá o fruto dos teus animais, e o fruto da tua terra, até que sejas destruído; e não te deixará grão, mosto, nem azeite, nem crias das tuas vacas, nem das tuas ovelhas, até que te haja consumido;
52 E sitiar-te-á em todas as tuas portas, até que venham a cair os teus altos e fortes muros, em que confiavas em toda a tua terra; e te sitiará em todas as tuas portas, em toda a tua terra que te tem dado o SENHOR teu Deus."
(Deut. 28:49-52)
Destaco:
"60 E fará tornar sobre ti todos os males do Egito, de que tu tiveste temor, e se apegarão a ti.
61 Também o SENHOR fará vir sobre ti toda a enfermidade e toda a praga, que não está escrita no livro desta lei, até que sejas destruído.
62 E ficareis poucos em número, em lugar de haverem sido como as estrelas dos céus em multidão; porquanto não destes ouvidos à voz do SENHOR teu Deus."
(Deut. 28:60-62)

Destaco (serão desarraigados da terra de Canaã a qual possuíram):
"E será que, assim como o SENHOR se deleitava em vós, em fazer-vos bem e multiplicar-vos, assim o SENHOR se deleitará em destruir-vos e consumir-vos; e desarraigados sereis da terra a qual passais a possuir." (Deut. 28:63)

Destaco (seriam espalhados por toda a terra desde uma extremidade até a outra):
"64 E o SENHOR vos espalhará entre todos os povos, desde uma extremidade da terra até à outra; e ali servireis a outros deuses que não conheceste, nem tu nem teus pais; ao pau e à pedra.
65 E nem ainda entre estas nações descansarás, nem a planta de teu pé terá repouso; porquanto o SENHOR ali te dará coração agitado, e desfalecimento de olhos, e desmaio da alma."


Tudo isso (que diz a lei) aconteceu a Israel durante a história tanto na época dos reis da Assíria (quando forma deportados a terras estrangeiras, ficando somente o reino de Judá na presença do Senhor na época de Isaías - Is. 8 e 9).
E tudo isso também aconteceu ao reino de Judá na época de Nabucodonosor quando Jerusalém foi destruída e muitos judeus mortos e outros dispersos e se manteve o cativeiro dos judeus em Babilônia por 70 anos (por causa do que diz a lei pela desobediência dos judeus a lei).
E o mesmo tem acontecido a Israel desde a sua rejeição ao Filho de Deus - por aproximadamente 1900 anos, desde a destruição de Jerusalém quando os judeus foram mortos e expulsos da terra e espalhados por outras nações, desde a época do império romano, e pela igreja católica quando perseguia os judeus e por Hitler, holocaustos, etc.


Porém falta ainda uma semana de anos a se cumprir sobre Jerusalém (por isso mesmo é que Israel hoje é nação judaica, e Jerusalém é sua capital, e os judeus estão de possa dela - para que se cumpra a última semana de anos determinada por Deus na profecia.
E nesta época estarão em vigor todos os rituais e sacrifícios da lei, o chamado sacrifício contínuo (que será retornado com total validade) na 70ª semana profética (mas o seu valor é conforme a lei), não é eterno, não pode pagar pelos pecados, nem tampouco dar salvação.
E nesta época tudo o que vigorou da lei sobre Jerusalém durante as primeiras 7 semanas + 62 semanas também estará em vigor sobre eles durante esta respectiva 70ª semana profética – sabendo que, na metade da semana se fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares, e sobre a asa das abominações virá o assolador, ou seja, o anticristo! (Dan. 9:27)
Mas tudo o que estiver em vigor da lei sobre Jerusalém e os judeus durante este tempo, 7 anos finda-se e expira-se por completo ao término da semana de anos, na volta de Cristo Jesus. AMÉM.

E o que acontecerá é que, quem durante esta 70ª semana (sendo judeu ou grego) não reconheceu, e não recebeu e não encontrou e nem creu no Senhor como Messias e Salvador pessoal – determinado a vir ao mundo pela lei, e isso da parte de Deus, e da lei; quem não o recebeu, sendo judeu ou não, tudo o que a lei diz a ele sobrevirá, e novamente Jerusalém será tomada, e saqueada, e pisoteada(e não no término da semana) mas na metade da mesma (por 42 meses) e novamente depois a cidade há de ser destruída - porque isso é o que ainda manda a lei.
Por isso Jerusalém será pisada por 42 meses como cidade santa, por fim será destruída, pois é o que dita da lei.
Por isso diz o Senhor me Lucas 21:
Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação. (Luc. 21:20)
E por fim virá o Armagedom, quando toda a carne há de expirar, quando o pecado há de ser findado, quando todas as cidades das nações hão de ser destruídas, e quando por fim, a PEDRA lançada sem mão há de atingir, nos pés, a estátua da visão de Daniel 2, derrubando-a por completo, e esta se tornando num grande monte e enchendo toda a terra. amém.

Mas, gostaria de lembrar que a lei passa a vigorar c/ todas as suas ordenanças e rituais somente durante a 70ª semana sobre Jerusalém e os judeus; após este prazo expira-se. Mas Como entender isso?

Ora, tendo já sido cumpridas todas as coisas e findado a vigência, o tempo limite (das 70 semanas) e sobretudo da 70ª semana sobre Jerusalém - então:
Não mais há cidade santa;
não mais há mais lugar santo (templo);
não mais há validade de qualquer sacrifício contínuo (semelhante ao ocorrido após a morte de Cristo no Calvário, quando o véu do santuário rasga-se de alto a baixo pela providência divina; quando, os sacrifícios de cordeiro (até então necessários e instituídos perante a lei) perdiam p/ a própria lei, por completo toda a importância - passando a ser considerados, por isso mesmo, mera obra dos homens...
E por não mais haver cidade santa, nem lugar santo, nem sacrifício contínuo, tampouco pode haver profanação ou abominação de um lugar santo, porquanto a mesma semana EXPIROU-SE.
Ora, a 70ª Semana tem seu início e não terá seu fim ?
Certamente!
E assim como a (1ª semana) da profecia iniciou-se pela ordem de um rei persa p/ a edificação de Jerusalém, e isso a 450 anos a.C. (Ed. 1:1-3), findando-se a (69ª semana) na morte do Messias.
Assim, a (70ª semana) iniciando-se num pacto entre o anticristo e Israel, termina-se EXATAMENTE no último dia (e num último minuto) - no qual dia - ocorrerá a ressurreição de justos (e o arrebatamento dos santos) com a vinda do Messias (em Poder e Glória); é a unção do Santo dos santos (Dan. 9:24 - Apc. 10:7)

Tornando (em Sua vinda) puras todas as coisas, inclusive o santuário; consumando os séculos. Amém! (Mat. 28:20)

Márcio
MODERADOR
MODERADOR

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1142
Idade : 44
Cidade/Estado : Porto Alegre - RS
Religião : Cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 51
Pontos de participação : 2808
Data de inscrição : 17/04/2010

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Márcio em Seg 27 Maio 2013, 22:09


Então na sua opinião , quando teve fim o sacerdócio levítico ?
Quando um novo sacerdote assumiu o posto, com novas prerrogativas.
Márcio

Conteúdo patrocinado

Re: Até quando esteve em vigor o Sacerdócio Levítico?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Ter 27 Jun 2017, 19:40