F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Compartilhe

CarlosB
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Número de Mensagens : 153
Data de inscrição : 04/05/2012

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por CarlosB em Qui 21 Fev 2013, 21:46

Você pode não entender, mas o eleito entende tudo acerca das coisas de Deus.

Em lado nenhum fala que ele voltará várias vezes mas mais uma vez.

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.
João 14:1-3

Vai e volta outra vez e não outras vezes.

Mas como eu disse, doutra forma já seria dez vezes.

CarlosB
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Número de Mensagens : 153
Data de inscrição : 04/05/2012

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por CarlosB em Qui 21 Fev 2013, 21:50

Quando ele vier todos o verão, assim como todo o israel o viu na primeira vez
avatar
Gleison Elias
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : Bíblia NV: goo.gl/7gC7Ih
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 3108
Idade : 21
Cidade/Estado : .
Religião : .
Igreja : Corpo de Cristo
País : .
Mensagens Curtidas : 62
Pontos de participação : 9583
Data de inscrição : 24/11/2012

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Gleison Elias em Qui 21 Fev 2013, 21:54

não todo mundo...
avatar
CarlosB
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 153
Idade : 57
Cidade/Estado : faro
Religião : cristã
Igreja : igreja dos eleitos
País : portugal
Mensagens Curtidas : -40
Pontos de participação : 535
Data de inscrição : 04/05/2012

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por CarlosB em Qui 21 Fev 2013, 21:56

A todo o mundo sim, mas esse não é o tema, mas sim as vindas.
avatar
CarlosB
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 153
Idade : 57
Cidade/Estado : faro
Religião : cristã
Igreja : igreja dos eleitos
País : portugal
Mensagens Curtidas : -40
Pontos de participação : 535
Data de inscrição : 04/05/2012

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por CarlosB em Qui 21 Fev 2013, 21:59

Sargento.

Eu conheço muito bem este jaime, que quer impôr a heresia das cinco vindas de Cristo, mas ele não tem qualquer noção das coisas de Deus e por isso tem de inventar; ele manipula a palavra para que o seu erro seja aceite pelos homens, para que as suas heresias pareçam verdades.

Mas basta este verso para mostrar que ele mente:

Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.
Hebreus 9:28


A primeira vinda foi quando veio para se oferecer pelos nossos pecados, e a segunda será quando vier para os que esperam a salvação, ou seja: para todos os que fazem parte da igreja que será no arrebatamento.


E para tornar as suas mentiras ainda mais evidentes, seguindo o seu falso raciocinio, podemos pôr isto assim:

E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras.E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze.Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também. Depois foi visto por Tiago, depois por todos os apóstolos.E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo.
1 Coríntios 15:4-8


Só aqui encontramos seis vindas e se contarmos com a madalena, com os dois irmãos de Emaús e com a aparição a Tomé, e por fim contando com a sua entrada no mundo, já são 10 vindas. Então são dez ou cinco vindas?

Ele não sabe a diferença entre manifestações e vindas, ou melhor: ele não sabe nada de nada.

Cristo na verdade apareceu muitas vezes durante os 40 dias só para dar testemunho da sua ressurreição aos seus discípulos enquanto não nascessem de novo e recebessem a virtude do Espirito que os faria finalmente suas testemunhas.

Até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera;Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus.
Atos 1:2-3


Durante 40 dias ele não parou de se apresentar (aparecer)diante deles para que pudessem confirmar a sua ressurreição e só depois subiu ao céu, só depois das suas aparições é que foi recebido em cima, e assentou-se no seu trono para não sair de lá até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés.


De vez em quando aparecem estes profetas das revelações espetaculares, e quando são apanhados recorrem aos pretextos dos textos gregos, hebraicos, etc... Como é habitual nos falsos profetas..
avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Bruno Azeredo em Qui 21 Fev 2013, 22:14

Eu acredito numa vinda em duas fases, o arrebatamento e o "glorioso aparecimento". Normalmente dispensacionalistas procuram facilitar os termos chamando o "arrebatamento" apenas de "arrebatamento", já que este é um evento distinto da aparição de Cristo ao mundo. E chamam essa aparição ao mundo de "segunda vinda". Então, nas minhas participações, a primeira fase da segunda vinda de Cristo eu simplificarei para "arrebatamento", e a segunda fase da segunda vinda (o aparecimento glorioso ao mundo) eu simplificarei para "segunda vinda". Entendido?

Bem, aqui seguem minhas razões para acreditar em um arrebatamento pretribulacional.

(1) O caráter de iminência do arrebatamento. Um evento iminente é aquele que para ocorrer, não depende de nenhum outro evento. O dicionário define iminente como “independente, que ameaça cair sobre alguém ou alguma coisa, ou suceder a qualquer instante”.[1] Um evento iminente, portanto, é aquele que pode ocorrer a qualquer momento. Se um evento X precisa ocorrer antes do evento Y, então o evento Y não é iminente.
O arrebatamento é um evento iminente? A Escritura ensina que sim. Eis os textos: 1Co 1.7; 16.22; Fp 3.20; 4.5; 1Ts 1.10; 5.6; 1Tm 6.14; Tt 2.13; Hb 9.28; Tg 5.7–9; 1Pe 1.13; Jd 2.1; Ap 3.11; 22.7, 12, 17, 20. Todos esses textos apresentam características em comum: (1) Estão relacionados diretamente à Igreja, não a Israel. (2) Afirmam que estamos esperando ou ordenam esperar a pessoa de Jesus Cristo. (3) Não dizem quando Ele virá, nem dão qualquer sinal de quando Ele virá.
Essas características nos dão a base para uma volta iminente de Cristo para a Igreja, e todas elas precisam ser satisfeitas. Se as passagens acima estivessem relacionadas com Israel, não poderíamos falar em iminência, porque o retorno de Cristo para Israel não pode ocorrer senão depois da tribulação. Se as passagens acima indicassem que antes de Cristo quem se manifestará é o Anticristo, também não se poderia falar em uma volta iminente de Cristo para a Igreja. E finalmente, o fato de as passagens acima não falarem nada sobre quando Cristo virá e nem oferecer sinais de sua vinda, é um fator crucial para estabelecer a iminência da volta de Cristo para a Igreja, ou seja, o arrebatamento. Se um sinal específico para o arrebatamento é dado, então o arrebatamento não pode ocorrer enquanto esse sinal específico não tiver sido visto. Não há sinais específicos para o arrebatamento, portanto, ele pode ocorrer a qualquer momento.
Obviamente a Igreja de hoje pode justificar sua crença na proximidade do arrebatamento baseada em eventos que parecem mostrar que o palco da tribulação está se armando. No entanto, os eventos que parecem mostrar a proximidade da tribulação não são sinais do arrebatamento especificamente. Aliás, o Espírito Santo pode segurar a armação do palco da tribulação por mais dois mil anos se Ele quiser (2Ts 2.7-8 ). Noutras palavras, nenhuma geração pode estar absolutamente segura de que o arrebatamento ocorrerá em sua época, por mais que assista eventos que parecem assim indicar. Ao mesmo tempo, todas as gerações devem estar prontas para o arrebatamento ocorrer a qualquer momento. De fato, como temos dito, o arrebatamento em si não goza de sinal algum, e é exatamente esse o fator mais crucial para estabelecer sua iminência: Absolutamente nada precisa ocorrer antes dele.

(2) O caráter da septuagésima semana de Daniel. Daniel profetizou setenta semanas de sete anos sobre Israel. A última semana de anos profetizada por Daniel é os sete anos de tribulação. Embora a tribulação envolva todas as nações gentílicas (Is 34.2; Ap 3.10), ela é primariamente para Israel (Dn 9.24; 12.1; Jr 30.7). O objetivo é trazer Israel ao arrependimento (Zc 12.10-14) e à purificação (Zc 13.9). Visto que a Igreja é distinta tanto de Israel quanto dos gentios (1Co 10.32), não há propósito para a Igreja durante a tribulação e, portanto, a Igreja não passará por ela. Steven L. McAvoy conclui: “A presença da Igreja na terra durante a tribulação não é apenas desnecessária; é incongruente com os propósitos do período da tribulação”.[3]

(3) A necessidade de Deus terminar o seu plano com a Igreja. Este argumento tem estreita relação com o anterior, de modo que na prática, formam um só argumento. Ainda baseados na distinção entre Israel e Igreja, devemos notar que a Igreja é uma interrupção no plano de Deus para com Israel. Disto, segue-se que Deus deve terminar o seu plano com a Igreja para que possa retomar seu plano com Israel (At 15.13-17; Rm 11.25-27). O arrebatamento é o evento que termina o plano de Deus para a Igreja neste mundo. A tribulação é a próxima etapa do plano de Deus para Israel. Portanto, o arrebatamento ocorre antes da tribulação.

(4) A necessidade de intervalo. Um intervalo de tempo é necessário para o cumprimento de certos eventos proféticos como o tribunal de Cristo e as bodas do Cordeiro. Isto não pode ocorrer entre a segunda vinda e o início do milênio porque, primeiramente, nesse período Cristo estará ocupado com o julgamento das nações gentílicas (Mt 25.31-45), após o que começará o milênio (v.46). Segundo, o Apocalipse mostra que o casamento entre Cristo e a Igreja já terá ocorrido no céu (Ap 19.7-8 ) e, portanto, também o tribunal de Cristo.

(5) O premilenismo. A passagem de Mateus 25.32-33 mostra as ovelhas (salvos) e os bodes (ímpios) misturados entre si e reunidos diante do trono do Filho do Homem na terra, e em seguida sendo separados, respectivamente à sua direita e esquerda. Mas se essas ovelhas são arrebatadas simultaneamente à segunda vinda, então a separação entre ovelhas e bodes ocorre antes do estabelecimento do trono na terra, e da reunião deles diante do Filho do Homem, ou seja, exatamente na ordem contrária à narrativa da passagem. Na perspectiva prémilenista, essas ovelhas, isto é, crentes que vierem a Cristo durante a tribulação e sobreviverem a ela, estarão em seus corpos naturais durante o milênio, e terão ocupações naturais, como por exemplo, gerar filhos (Is 65.23). Mas se essas ovelhas forem arrebatadas simultaneamente à segunda vinda, não restará ninguém em corpo natural para cumprir essas profecias. Por outro lado, se o arrebatamento for prétribulacional, então resta o espaço de sete anos da tribulação para que homens e mulheres venham à fé em Cristo, os quais evidentemente não serão trasladados para terem seus corpos glorificados, podendo assim cumprir as profecias sobre o reino milenar.

(6) Promessas de livramento. Há no mínimo duas promessas explícitas de livramento da tribulação. Uma terceira é discutida. Primeiramente, temos uma promessa de livramento da tribulação na primeira epístola aos tessalonicenses. Paulo escreve que “Deus não nos destinou para a ira”. A “ira” Divina inclui tanto o juízo do fogo eterno (Rm 2.5-9; 2Ts 2.16) quanto os juízos da tribulação (Is 13.13; 26.20; Sf 2.2-3; 3.8; Ap 6.16; 11.18; 14.10, 19; 15.1, 7; 16.1, 19; 19.15). Visto que a frase “Deus não nos destinou para a ira” aparece num contexto no qual Paulo trata sobre a vinda de Cristo e a tribulação, então indubitavelmente “ira” aqui é sinônimo da tribulação. Portanto, a frase significa que Deus não nos destinou para a tribulação.
Em 1Tessalonicenses 1.10 Paulo também afirma que Jesus “nos livra da ira futura”. Aqui a frase não está num contexto sobre a tribulação, mas fala sobre a vinda de Cristo. Paulo parece estar dizendo que é através de sua vinda que Cristo “nos livra da ira futura”. Portanto, a ira aqui é sinônima da tribulação ou no mínimo a inclui.
Em Romanos 5.9 também é dito que nós “seremos por Ele salvos da ira”. Isto é interpretado por alguns como outra promessa de livramento da tribulação, já que o termo ira inclui a tribulação como uma das nuanças de seu significado. Talvez Paulo tivesse a tribulação mente também, porém aqui ele fala mais especificamente sobre o juízo da separação eterna de Deus, já que o contexto trata sobre justificação e reconciliação.
A segunda promessa de livramento da tribulação é feita pela boca do próprio Senhor Jesus Cristo no livro do Apocalipse: “Porque guardaste a minha ordem para perseverar, Eu também te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra” (Ap 3.10). Os pretribulacionistas afirmam que esse texto promete preservar a Igreja da hora da tentação tirando-a da terra. Os postribulacionistas afirmam que esse texto promete preservar a Igreja enquanto ela passa pela tribulação. Jeffrey Townsend observa que se os cristãos passarão pela maior perseguição da história sob o Anticristo e Satanás, então em que sentido Deus os preservará na tribulação?[4] Além disso, a interpretação postribulacionista, embora possível gramaticalmente, é enfraquecida também pelo grego da passagem. Se a promessa fosse de preservação dentro e durante a tribulação, uma preposição grega como en ou para seria o mais adequado. No entanto, a preposição aqui é ek, que conforme demonstrado por Townsend através de comparação no uso joanino, “indica que a posição pretribulacionista é não apenas possível, mas provável”.[5] Outro ponto a notar é que a passagem promete livrar da hora da tentação, e não apenas da tentação. Charles Ryrie observa: “É impossível estar em um lugar onde algo está acontecendo e ser livrado do tempo do acontecimento”.[6]
A terceira promessa de livramento é discutida entre os pretribulacionistas. Trata-se do texto de 2Tessalonicenses 2.3, no qual a interpretação do substantivo grego αποστασια (apostasia – Almeida Corrigida) é debatida. A versão King James, de 1611, interpreta o substantivo como se referindo a um abandono da fé e, portanto, traduz como “fallen away” (queda). Essa interpretação tornou-se tão popular que praticamente não existem traduções em inglês pós 1611 que não traduza de forma equivalente à interpretação da versão King James. Outra interpretação que o mencionado substantivo grego já recebeu é a de que ele se refere ao Anticristo. Essa interpretação de Agostinho era popular nos primeiros séculos da Igreja, mas poucos a adotam hoje.[7] Uma terceira interpretação do discutido substantivo é a de que ele se refere ao arrebatamento. Essa interpretação é adotada por uma minoria hoje, mas os que a adotam são considerados estarem entre os maiores especialistas em profecia bíblica, como Tim Lahaye (autor da série Deixados para trás), Thomas Ice, H. Wayne House e Stanley A. Ellisen. De fato, o substantivo grego em disputa fora traduzido como partida pelas sete versões em inglês antes da versão King James. No século IV Jerônimo a traduziu como discessio (partida).[8] Na literatura grega clássica e na Septuaginta, o termo refere-se a uma rebelião religiosa ou militar na maior parte dos casos, mas em outros casos refere-se simplesmente a uma partida.[9] Somente o contexto pode decidir a questão. Olhando para o contexto, fico convencido de que 2Tessalonicenses 2.3 refere-se ao arrebatamento. Paulo escreveu essa segunda carta para corrigir a errônea crença dos tessalonicenses, que por causa de falsos ensinos pensavam que o “dia do Senhor” (2.2) estava “presente”. (Dia do Senhor é uma das formas de se referir à tribulação). Paulo então os exorta dizendo que o dia do Senhor, isto é, a tribulação, não pode estar presente sem que antes venha “a partida”, ou seja, o arrebatamento. Obviamente há réplicas e tréplicas para essa interpretação, sobres as quais nosso limitado espaço não permite tratar, mas creio que essa é a interpretação mais plausível dentro do contexto específico de 2Tessalonicenses. Embora seja a interpretação da minoria, como dissemos, é uma minoria muito capaz no tocante à profecia bíblica.

(7) O problema adjacente à 1Tessalonicenses 4.13-18. J. Dwight Pentecost lança o seguinte argumento em favor do pretribulacionismo:

Se os tessalonicenses acreditassem que a igreja passaria pela tribulação, se regozijariam por alguns de seus irmãos terem escapado daquele período de sofrimento e estarem com o Senhor sem experimentar o derramamento de Sua ira. Eles estariam louvando ao Senhor pelos irmãos que foram poupados desses acontecimentos, em vez de pensar que eles tivessem perdido algumas das bênçãos do Senhor. Esses cristãos evidentemente acreditavam que a igreja não passaria pela septuagésima semana e, na expectativa do retorno de Cristo, lamentavam por seus irmãos, a respeito de quem pensavam que perderiam a bênção do acontecimento.[10]

Conclusão.
Outros argumentos para o pretribulacionismo são lançados além dos que aqui abordamos, como o argumento sobre a identidade dos vinte e quatro anciãos de Apocalipse 5, que caso representem a Igreja (o que eu creio ser o caso), força a passagem a ensinar um arrebatamento pretribulacional. No entanto, por falta de espaço reunimos aqui apenas alguns dos principais argumentos, que sustentam com folga a posição pretribulacionista. É preciso lembrar ainda que mesmo que todos esses argumentos falhem (o que não acontece), os postribulacionistas ainda precisam mostrar evidência favorável à sua posição, pois se é verdade que não há nenhuma passagem que especificamente fale que a Igreja será arrebatada antes da tribulação, também não há nenhuma que especificamente diga que a Igreja passará por ela. O mesmo vale para as outras duas posições concorrentes.
O arrebatamento é um evento para ser não só estudado, mas principalmente amado pela Igreja (2Tm 4.8 ). Crer no arrebatamento como um evento que pode ocorrer a qualquer momento impulsiona o crente à santificação (Tt 2.11-13; 1Jo 3.2-3).


Notas.
[1] Dicionário Brasileiro Globo.
[2] COMBS, Jim. Mistérios no Novo Testamento. Bíblia de Estudo Profética, p.1088.
[3] MCAVOY, Steven L. Some problems with posttribulationism. Disponível em pre-trib.org/articles. Acesso em 08 de julho. 2012.
[4] TOWNSEND, Jeffrey L. The rapture in Revelation 3.10. Disponível em pre-trib.org/articles. Acesso em 04 de julho. 2012.
[5] Ibid.
[6] RYRIE, Charles. A survey of Bible doctrine, p.170, apud TOWNSEND, Ibid.
[7] City of God, 20.19, apud HOUSE, H. Wayne. A defense of the Rapture in 2 Thessalonians 2.3. Disponível em pre-trib.org/articles. Acesso em 06 de julho. 2012.
[8] HOUSE, ibid.
[9] ELLISEN, Stanley. A. The apostasy as it relates to the Lord’s return. Disponível em
pre-trib.org/articles. Acesso em 06 de julho. 2012.
[10] PENTECOST, J. Dwight. Manual de Escatologia, p.270.


Este é um estudo de minha autoria. Portanto, por favor, não apaguem minha postagem.
avatar
Jaime_Dias
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 229
Idade : 62
Cidade/Estado : Curitiba Pr
Religião : Cristão
Igreja : Espiritual
País : Brazil
Mensagens Curtidas : 0
Pontos de participação : 378
Data de inscrição : 08/02/2013

A vinda de Jesus será a segunda ou a terceira?

Mensagem por Jaime_Dias em Qui 21 Fev 2013, 23:12

Norberto disse:
Um dúvida. Não seria o retorno de Jesus, depois de ter ido ao Pai, no mesmo dia que ele anunciou à Maria Madalena que se apresentaria aos seus irmãos? Ou seja, se apresentou naquele dia, já "com todo o poder" além de ter aparecido no oitavo dia também?
Jaime_Dias escreveu:Parabéns Norberto, finalmente achei UM BEREANO, no meio de tantos BARTIMEUS. É um imenso prazer dialogar com alguém, que examina e respeita as Escrituras!!!

Sobre a hipótese de Jesus haver SUBIDO AO CÉU, GLORIFICADO E VOLTADO COM TODO O PODER, AINDA NO PRIMEIRO DIA DA RESSURREIÇÃO, não há sequer qualquer base bíblica para isto, nem no A.T e nem no N.T.
Se isso acontecesse, ficaria desconexo com o principal exemplo profético passado: A Páscoa judaica; além de anular, cerca de 13 séculos de ritual, naquelas coordenadas.

A PÁSCOA JUDAÍCA:
Primeiro devemos entender que, A PÁSCOA É UM PROCESSO, com começo, meio e fim. De igual forma, a morte, ressurreição e glorificação de Cristo, faz parte do mesmo processo, anunciado tanto no A.T. quanto no N.T.

1. Os preparativos da Páscoa, começava com a separação e prisão do cordeiro, aos dez do mês de Abibe (Êx. 12:3).

-Cristo foi tomado e preso, de entre os seus em Getsêmani (João 18:12).

2. O cordeiro ou cabrito deveria ser SEM MANCHA.

-Cristo nunca cometeu pecado.
I Pe 1:19 - Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado

3. Depois no 14º dia do mês de Abibe, era celebrada com o holocausto do cordeiro, à tarde. (Êx. 12:6).

-Cristo foi sacrificado perto da hora nona, à tarde. (Mt. 27:45-46)

4. Depois, como parte da celebração pascoal do (15º ao 21º dia) os judeus comiam pães ázimos e ervas amargas por 7 DIAS.

Entre a noite do primeiro dia da ressurreição, ao oitavo dia em Galiléia, O CORDEIRO FOI CELEBRADO 7 DIAS, RECEBENDO TODO O PODER NO CÉU E NA TERRA.
Apoc. 5:
5 E disse-me um dos anciãos: Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, que venceu, para abrir o livro e desatar os seus sete selos.

6 E olhei, e eis que estava no meio do trono e dos quatro animais viventes e entre os anciãos um Cordeiro, como havendo sido morto, e tinha sete pontas e sete olhos, que são os sete espíritos de Deus enviados a toda a terra.

12 Que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças.

13 E ouvi a toda a criatura que está no céu, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam dadas ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre.
.
Pergunto porque pesquisando entendi que já estava "com todo o poder" no final do dia que falou com Maria Madalena, pois:

Noto o relato da seguinte sequência dos fatos:

- Jo 20.16: Jesus encontra-se com Maria Madalena;

- Jo 20.17: Anuncia que não tinha subido ao seu Pai;

- Jo 20.17: Pede à Maria para avisar que subiria ao seu Pai e seu Deus; (obs. Jesus tem Deus acima dele)
Certo
- Jo 20.19: Naquele mesmo dia Jesus retorna já para conceder o Espírito Santo;

- Jo 20.22: Os discípulos recebem o Espírito Santo.
Jaime_Dias escreveu:Sim, foi verdade! Mas isto aconteceu para que os judeus da Igreja recebessem O Espírito PRIMEIRO - PRIMÍCIAS.
Rom 8:23 - E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.

Pois a promessa do Espírito SOBRE TODA A CARNE, eles receberiam mais tarde, em Jerusalém.
Atos 1:4 - E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai,
que (disse ele) de mim ouvistes.
.
Concluo que Jesus, já glorificado, se apresentou aos discípulos no mesmo dia que anunciou à Maria Madalena. Depois no oitavo dia também. Mas na primeira vez já estava "com todo o poder".
Jaime_Dias escreveu:Concluo que Jesus, NÃO HAVIA SIDO AINDA GLORIFICADO, quando se apresentou aos discípulos no mesmo dia que anunciou à Maria Madalena, por várias razões, aqui vou citar apenas duas:

1ª. A PROMESSA DO PAI, ainda precisava ser confirmada, APÓS SUA GLORIFICAÇÃO NO CÉU, quando receberia TODO O PODER NO CÉU E NA TERRA. Pois, mesmo depois de assoprar o Espírito sobre os 10 discípulos, Jesus mandou-os AGUARDAR AINDA EM JERUSALÉM, o cumprimento da promessa do Pai.
Lucas 24:
44 - E disse-lhes: São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: Que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na lei de Moisés, e nos profetas e nos Salmos.
49 E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder (Atos 1:4).


2ª. Jesus NÃO PODE MENTIR. Na mesma passagem acima, Ele disse que convinha que se cumprisse TUDO O QUE DELE ESTAVA ESCRITO NA LEI DE MOISÉS; isto inclui, A PÁSCOA E OS SETE DIAS QUE ESTEVE NO CÉU, voltando à terra, em Galiléia exatamente AO OITAVO DIA (Jo. 20:28).
Mateus 28:
16 - E os onze discípulos partiram para a Galiléia, para o monte que Jesus lhes tinha designado.
17 E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram.
18 E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.

19 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.
.

Amém! Amém! Amém...

avatar
Jaime_Dias
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 229
Idade : 62
Cidade/Estado : Curitiba Pr
Religião : Cristão
Igreja : Espiritual
País : Brazil
Mensagens Curtidas : 0
Pontos de participação : 378
Data de inscrição : 08/02/2013

A vinda de Jesus será a segunda ou a terceira?

Mensagem por Jaime_Dias em Sex 22 Fev 2013, 00:17

Cidadão CarlosB,

QUEM VOCÊ PENSA QUE É? ISTO AQUI É UM RESPEITOSO FÓRUM DE DEBATES, VOCÊ NÃO ESTÁ ATRÁS DO PÚBICO DA TUA IGREJA!

Antes de apontar defeitos nos colegas, aprenda primeiro a respeitar TODO O VERSO MOSTRADO. SÓ OS NÉSCIOS ENSINAM A ESCRITURA PELAS METADES.

VOCÊ PRECISA DE LUPA OU DE UM BINÓCULO PARA ENXERGAR TODO O TEXTO?
Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação. Hebreus 9:28

Quando você tiver educação e for covertido ao Evangelho de Cristo, então debateremos, até a cor da barba de Abraão!

Tia 3:14 - Mas, se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade..

avatar
Sargento
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 418
Idade : 35
Cidade/Estado : faro
Religião : Cristão
Igreja : Igreja Dos Eleitos
País : Portugal
Mensagens Curtidas : -20
Pontos de participação : 1033
Data de inscrição : 09/05/2012

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Sargento em Sex 22 Fev 2013, 09:24

Bruno, também conheço a doutrina da iminência...

Que entende disto que cito a seguir?

Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele,
Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto.
Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,
O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.

2 Tess 2:1-4

Não diz Paulo diretamente que Cristo só virá depois do Anticristo?
E a quem fala?
Aos judeus?

Não junta antes tudo no mesmo evento dizendo "a vinda de nosso Senhor Jesus e a nossa reunião com ELE"?
avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Bruno Azeredo em Dom 24 Mar 2013, 10:59

Sargento

Bruno, também conheço a doutrina da iminência...

Que entende disto que cito a seguir?

Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele,
Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto.
Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,
O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.
2 Tess 2:1-4

Não diz Paulo diretamente que Cristo só virá depois do Anticristo?
E a quem fala?
Aos judeus?

Não junta antes tudo no mesmo evento dizendo "a vinda de nosso Senhor Jesus e a nossa reunião com ELE"?
O que "não será assim sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado" é "o dia do Senhor" e não "a vinda de nosso Senhor Jesus e a nossa reunião com ELE". Paulo está dizendo que o dia do Senhor não estaria presente sem que o Anticristo se manifestasse. Eu disse "presente" porque o grego ενεστηκεν é melhor entendido assim no contexto. Os tessalonicenses achavam que por causa da intensa perseguição pela qual passavam, estavam no "dia do Senhor". Paulo os corrige dizendo que se fosse verdade, o Anticristo teria se manifestado (um evento de nível mundial, não restrito, portanto, só aos tessalonicenses). Como não se manifestou, então as perseguições dos tessalonicenses não representavam o dia do Senhor. No AT o "dia do Senhor" é muitas vezes identificado especificamente com o período de tribulação, o período do juízo Divino. Sim, eu sei, o TR lê "dia de Cristo". Fique com essa leitura se quiser. Duvido que isso muda alguma coisa. Mas a leitura correta nesse contexto é provavelmente "dia do Senhor" e alude diretamente ao AT.
Sobre apostasia, existe a possibilidade de o termo grego ali estar falando do arrebatamento. Assim é porque, o termo em si não quer dizer apostasia, ou "fallen away" (KJV), mas apenas "partida" - o que é demonstrável também no fato que as traduções em inglês, por exemplo, anteriores à KJV trazem "departure" (partida). A latina de Jerônimo (400 d.c) corrobora essa tradução, trazendo "dissescio" (partida). Portanto, se a partida é física (arrebatamento) ou espiritual (apostasia) é algo em aberto; algo para o contexto decidir, e não o termo em si. Creio que Paulo está, nesse contexto, dizendo que o dia do Senhor (período dos juízos da tribulação) não "será assim" (não virá) sem que antes venha a "apostasia" (partida, ou melhor, o arrebatamento) e se manifeste o Anticristo.

Já fiz uma exegese detalhada dessa passagem, mas por uma tremenda infelicidade eu a perdi.
avatar
Sargento
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 418
Idade : 35
Cidade/Estado : faro
Religião : Cristão
Igreja : Igreja Dos Eleitos
País : Portugal
Mensagens Curtidas : -20
Pontos de participação : 1033
Data de inscrição : 09/05/2012

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Sargento em Seg 25 Mar 2013, 17:13

Bruno...

Também conheço essa teoria.

Mas não existe separação entre o dia do Senhor e a vinda do Senhor... o Senhor vem no seu dia (obviamente).
Não há na escritura qualquer separação nem menção de dois dias... mas constantemente fala "daquele dia"...

Diga-me lá no que se baseia para fazer separação de algo que a Bíblia não faz. Que diferenças encontra entre um dia e outro para fazer dois?

Não precisa grandes exegeses Bruno, basta que me mostre os motivos que o levam a criar dois dois.
avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Bruno Azeredo em Seg 25 Mar 2013, 18:16

Sargento,


Mas não existe separação entre o dia do Senhor e a vinda do Senhor... o Senhor vem no seu dia (obviamente). Não há na escritura qualquer separação nem menção de dois dias... mas constantemente fala "daquele dia"... Diga-me lá no que se baseia para fazer separação de algo que a Bíblia não faz. Que diferenças encontra entre um dia e outro para fazer dois?
Não precisa grandes exegeses Bruno, basta que me mostre os motivos que o levam a criar dois dois.
A distinção que fazemos é entre o "arrebatamento" e a "segunda vinda". O arrebatamento é o evento que permite que o dia do Senhor tenha início. A segunda vinda é o evento que encerra esse dia. Então uma pergunta mais precisa poderia ser: "Que diferenças encontra entre o arrebatamento e a segunda vinda?" ou "por que arrebatamento e segunda vinda não ocorrem simultaneamente, mas sim separados por um intervalo de tempo?". Naquele perqueno estudo que eu trouxera você encontra alguns argumentos para defender essa teoria.
avatar
Sargento
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 418
Idade : 35
Cidade/Estado : faro
Religião : Cristão
Igreja : Igreja Dos Eleitos
País : Portugal
Mensagens Curtidas : -20
Pontos de participação : 1033
Data de inscrição : 09/05/2012

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Sargento em Seg 25 Mar 2013, 18:19

E não mo consegue dizer sem o estudo?
Não consegue ao menos dizer as diferenças entre um e outro?
avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Bruno Azeredo em Seg 25 Mar 2013, 18:34

Eu mesmo fiz o estudo e postei aqui. Então, não é por não "conseguir", mas para não ser repetitivo, já que a coisa já está lá, esperando apenas pelas refutações. O máximo que posso fazer por ti agora, depois de já ter lançado 7 ou 8 argumentos naquele estudo, é traçar um pequeno quadro de passagens bíblicas sobre a vinda de Cristo, trazendo algumas diferenças entre elas, as quais formam evidencia adicional de que o arrebatamento e a segunda vinda são eventos distintos, separados por um intervalo de tempo. Posso até fazer isso, mas insisto que isso seria apenas evidencia adicional. Os argumentos "grossos" já foram lançados.
avatar
Sargento
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 418
Idade : 35
Cidade/Estado : faro
Religião : Cristão
Igreja : Igreja Dos Eleitos
País : Portugal
Mensagens Curtidas : -20
Pontos de participação : 1033
Data de inscrição : 09/05/2012

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Sargento em Seg 25 Mar 2013, 18:37

Bem Bruno, não vejo qualquer evidencia disso nas escrituras... vejo sim frequentemente do contrário.
Se no entanto me indicar os argumentos vou considerá-los... ao menos um que seja por citação ou link.... se quiser, óbvio.
avatar
Bruno Azeredo
- Moisés / Zípora -
- Moisés / Zípora -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 30
Cidade/Estado : Rio de Janeiro
Religião : Fundamentalista cristão
Igreja : Batista
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 5
Pontos de participação : 322
Data de inscrição : 13/10/2009

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Bruno Azeredo em Seg 25 Mar 2013, 18:41

Bem, se você parece recusar-se a lidar com os argumentos que eu já lancei, sobre os quais já informei que são minhas bases para defender a teoria já devidamente explanada, não creio que eu deva querer lançar novos argumentos.
avatar
Sargento
- Davi / Abigail -
- Davi / Abigail -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 418
Idade : 35
Cidade/Estado : faro
Religião : Cristão
Igreja : Igreja Dos Eleitos
País : Portugal
Mensagens Curtidas : -20
Pontos de participação : 1033
Data de inscrição : 09/05/2012

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Sargento em Seg 25 Mar 2013, 19:02

Bruno, quando fala em argumentos refere-se à mensagem 55 deste tópico??
Bem... ok, vou assumir que sim e vou responder a ela então.


Dia de Cristo e dia do Senhor?? Faz separação disto? Então mas não é Cristo o nosso Senhor?

Bem...
Pelo que entendi baseia-se em muitas "possibilidades" especialmente linguísticas ... ora só isso por si não tem qualquer força para formar uma tese digna de ser defendida, porque em cima desse entendimento de "possivelmente" podemos chegar a qualquer lado .... e Bruno, quando um argumento não tem mais força que isso nem merece ser combatido pois nem se sustenta a si mesmo...

É em cima destes argumentos de "pode ser" ou "não diz o contrário" que todos se denominam Cristãos sendo eles mesmo contra o evangelho... qualquer dia ainda teremos ateus Cristãos... é só o que falta.

Bruno, o simples facto de Paulo juntar as duas coisas e dizer que não acontecerão antes da vinda do Anticristo deveria ser o suficiente.... se isto está tão claro e direto como pode você argumentar com o "possivelmente" contra isto?

Amigo, no dia que Cristo vier buscar a Igreja toda a criação será destruida... você não me apresentou nada que me mostre o contrario disto.

Conteúdo patrocinado

Re: A Vinda de Jesus será a segunda ou a terceira Vinda???

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Ter 27 Jun 2017, 19:42