F.E. A Doutrina de Jesus Cristo.

--------------------------------------
OLÁ, SEJA BEM VINDO AO FÓRUM EVANGELHO.

CASO DESEJE PARTICIPAR DE DEBATES FAÇA SEU REGISTRO.

ESTE FÓRUM É ABERTO A PESSOAS DE TODOS OS CREDOS.

SE PREFERIR SER APENAS UM LEITOR, ACOMPANHE AS POSTAGENS.

"Conheçamos e prossigamos em conhecer a YHVH ( י ה ו ה )..." (Oséias 6.3)

Norberto
Administrador do Fórum Evangelho

Fórum evangélico, aberto à participação de pessoas de qualquer credo ou religião.


Toda a criação só tem 6.000 anos?

Compartilhe

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 1667
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Jefté em Seg 21 Nov 2011, 10:18

Olá Marcelo Almoedo

Sobre essa sua última postagem dou-te os parabens!
E é isso mesmo!
Talvez assim os irmãos, se dão contas das suas fábulas que a ciência dos homens lhes transmitiram e eles a creram, e querem adequá-las a palavra da verdade! e não tem como.

E digo uma coisa:
Como podem os homens pegarem um grão de areia ou uma poção de terra ou uma pedra qualquer e querer dizer a idade dela ????
Quem ou qual é o aparelho científico capaz de decifrar essa verdade???
Ora, quando os homens conseguirem saber quando um réu acusado de assassinato ou terrorismo cometeu ou não o suposto crime através das suas tecnologias como sendo Deus (que é o único Ser que sabe toda a verdade) então talvez eles saibam a idade de um simples grão de arei que ele está a pisar.
Mas... como os homens nunca serão capazes de conhecer as profundezas dos corações de todos os seres humanos e o que eles estão a pensar no mais profundo do seu íntimo (coisa pertencente somente a Deus) então digo-lhes:
"Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;" (Rom. 1:22-24)

E como também a ciência c/ toda a sua aparelhagem e seus carbonos 14 e nanotecnologia e afins... não é capaz de sequer saberem de que Nero, imperador romano ateou fogo em Roma... e/ou abriu o ventre da sua própria esposa p/ tirar-lhe o filho... e que Alexandre, o Grande, conquistou o mundo a cavalo em apenas 10 anos... se os homens do passado não nos escrevesse... então como a ciência não pode saber nem isso c/ seus aparelhos....
como ela vai saber o que aconteceu quando nem um homem existia p/ lhe contar ?????
há ... há... há...
como ela pode saber a história da criação se os historiadores do passado tampouco puderam presenciar - assim como presenciaram o incêncio a Roma e lhe escreveram ?
A ciência dos homens (assim como eles mesmos) é sempre mentira...

Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Número de Mensagens : 6377
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Marcelo Almoedo em Seg 21 Nov 2011, 16:42

DNVOAKIEUESTOU

Salve a todos.

Sobre essa sua última postagem dou-te os parabens!
E é isso mesmo!


Obrigado meu amigo, porém não fui Eu quem escreveu, e sim outra pessoa a muito tempo atraz.


Talvez assim os irmãos, se dão contas das suas fábulas que a ciência dos homens lhes transmitiram e eles a creram, e querem adequá-las a palavra da verdade! e não tem como.


Talvez assim os irmãos Cristãos, se dão contas das fábulas que a BIBLIA contem e lhes é transmitida e eles a crerem, e querem divulga-la sendo a palavra da verdade! E não tem como.





E digo uma coisa:
Como podem os homens pegarem um grão de areia ou uma poção de terra ou
uma pedra qualquer e querer dizer a idade dela ????
Quem ou qual é o aparelho científico capaz de decifrar essa verdade???
Ora, quando os homens conseguirem saber quando um réu acusado de assassinato ou terrorismo
cometeu ou não o suposto crime através das suas tecnologias como sendo Deus (que é o único Ser que sabe toda a verdade) então talvez eles saibam a idade de um simples grão de arei que ele está a pisar.
Mas... como os homens nunca serão capazes de conhecer as profundezas dos corações de todos os seres humanos e o que eles estão a pensar no mais profundo do seu íntimo (coisa pertencente somente a Deus) então digo-lhes:


E como também a ciência c/ toda a sua aparelhagem e seus carbonos 14 e nanotecnologia e afins... não é capaz de sequer saberem de que Nero, imperador romano ateou fogo em Roma... e/ou abriu o ventre da sua própria esposa p/ tirar-lhe o filho... e que Alexandre, o Grande, conquistou o mundo a cavalo em apenas 10 anos... se os homens do passado não nos escrevesse... então como a ciência não pode saber nem isso c/ seus aparelhos.... 
como ela vai saber o que aconteceu quando nem um homem existia p/ lhe contar ?????
há ... há... há... 
como ela pode saber a história da criação se os historiadores do passado tampouco puderam presenciar - assim como presenciaram o incêncio a Roma e lhe escreveram ?
A ciência dos homens (assim como eles mesmos) é sempre mentira...



Olha meu amigo Jefté eu NÃO sei os detalhes como funciona a datação por carbono 14 e qual é o instrumento para medir o tempo existente nessas pedras, fósseis ou esses objetos, porque não estudei essas coisa, mas posso te ajudar a encontrar alguem ou uma materia em algum site que explique isso a você, Click aqui - Aqui ou ainda Aqui

"Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;" (Rom. 1:22-24)



1 Coríntios 1:25 - Porque a loucura de Deus é mais sábia que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte que os homens.


ECLESIASTES 7:25 - Eu me volvi, e apliquei o meu coração para saber, e inquirir, e buscar a sabedoria e a razão de tudo, e para conhecer que a impiedade é insensatez e que a estultícia é loucura.

Você quer buscar a sabedoria e a razão Click Aqui
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 63
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 61
Pontos de participação : 11673
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Marcelo Almoedo em Qua 23 Nov 2011, 19:29

Para concluir o raciocinio da genealógia da bíblia que fornece que toda a criação começou a 6000 anos. 

Jefté meu amigo veja o que aconteceu nessa minha tentativa de mostrar todas as gerações deste de Adão até Jesus para explicar ao nosso amigo Waldir Alves que a bíblia não nós diz que a terra tem 6000 anos, porem ela nos revela através da genealógia dos seus patriarcas, e ao fazer um pequeno estudo encontrei algo interessante, veja!

Os patriarcas viveram muito tempo Genesis 5:1-32  onde já mencionei acima onde estão os descendentes de Adão........... Sete.......... Enos .....Quenã etc................................................

30 - Viveu Lameque, depois que gerou a Noé, quinhentos e noventa e cinco anos; e gerou filhos e filhas.

31 - Todos os dias de Lameque foram setecentos e setenta e sete anos; e morreu.

32 - E era Noé da idade de quinhentos anos; e gerou Noé a Sem, Cão e Jafé.

Como eu tenho uma memoria boa, ai me lembrei dessa versículo que diz o seguinte nesis 6:3 Um dia Deus disse: "Eu não posso deixar as pessoas se aproveitam da respiração ilimitada da vida Dei-lhes, eles estão atrás de todos os seres mortais. Agora eles não viverão mais de 120 anos. " 

Mas Deus tem uma memória curta, pois em
Genesis  11,10-31 patriarcas de Sem a Abraão ainda vivem muito tempo. 
Estas são as gerações de Sem. Tinha ele cem anos, quando gerou a Arfaxade, dois anos depois do dilúvio. E viveu Sem, depois que gerou a Arfaxade, quinhentos anos; e gerou filhos e filhas, Arfaxade viveu trinta e cinco anos, e gerou a Selá. Viveu Arfaxade, depois que gerou a Selá, quatrocentos e três anos; e gerou filhos e filhas. Selá viveu trinta anos, e gerou a Eber. iveu Selá, depois que gerou a Eber, quatrocentos e três anos; e gerou filhos e filhas. Eber viveu trinta e quatro anos, e gerou a Pelegue. Viveu Eber, depois que gerou a Pelegue, quatrocentos e trinta anos; e gerou filhos e filhas Pelegue viveu trinta anos, e gerou a Reú Viveu Pelegue, depois que gerou a Reú, duzentos e nove anos; e gerou filhos e filhas. eú viveu trinta e dois anos, e gerou a Serugue. Viveu Reú, depois que gerou a Serugue, duzentos e sete anos; e gerou filhos e filhas.ETC.....ETC.....ETC....ETC....

Felizmente todos eles morreram antes da introdução do Instituto Nacional da Previdência Social INPS! 

avatar
Thiago
- Abraão / Sara -
- Abraão / Sara -

Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 119
Idade : 39
Cidade/Estado : Vitória/ES
Religião : Espírita
Igreja : Minha consciência
País : Brasil
Mensagens Curtidas : -3
Pontos de participação : 124
Data de inscrição : 27/09/2009

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Thiago em Ter 27 Dez 2011, 17:18

Os temas que foram discutidos até a sua exaustão em meados de 2006, estes foram todos respondidos, com a excessão de um que não pude postar, devido ao meu bloqueio e a saída do ar repentinamente, mas que está aguardando a oportunidade de regresso do assunto. Daqui em diante, devo tecer meus comentários naqueles que, porventura não tive a oportunidade de participar, devido a inatividade deste mesmo fórum que, oportunamente retorna à baila dos comentários. Com base nos tópicos que desenvolvemos no passado, seguirei ao menos a separação por tópicos, a fim de que facilite aos leitores o acompanhamento.


Toda a criação só tem 6.000 anos?


I. Considerações iniciais

II. Gênese Mosaica
1. Os seis dias
2. Carbono 14

III. A Lenda Bíblica de Jó

IV. Considerações finais


I. Considerações iniciais

De acordo com minha análise do tópico, do conhecimento que pude adquirir ao longo de minha trajetória e minha visão de mundo, digo que toda a criação não possui apenas 6000 anos. A priori, não me baseio nas Escrituras para efeito de datação da criação, pois como já foi dito, trata-se de figura de linguagem e em muitas passagens que certamente nos remetem um sentido velado e real. A estimativa de que a ciência atual, ou seja a geologia nos fornece o que é mais aproximado da verdade a informação de que a Terra tem 4,54 bilhões de anos e o Universo 13,73 bilhões de anos, com o diâmetro de 93 bilhões de anos luz, de acordo com a teoria da relatividade geral. Isso é o que a humanidade pode chegar de mais próximo da verdade através da ciência.

Outrossim, quando nos deparamos com acertivas de que a ciência não é a verdade perante a religião, o que temos que ter em mente é justamente o oposto, pois a ciência nada mais é do que o descobrimento das leis naturais que certamente tiveram uma razão de existir e um princípio que é Deus, bem como nos é revelado na primeira questão do que é que Deus na obra “O Livro dos Espíritos”. A partir deste princípio do que é que Deus, podemos elucubrar em torno dos atributos de Deus que é detalhadamento destrinchado na mesma obra, partindo assim para outros assuntos de igual relevância.


II. Gênese Mosaica

Neste momento deverá ser traçado um ponto de conguência, pois como já foi dito, a verdade não poderá desmentir a verdade. Se a ciência chegar a algum tema em que a religião estiver em erro, essa deverá serguir o caminho daquela e vice-versa.


1. Os seis dias

Dessa forma, A Gênese nos esclarece em seu capítulo XII: 1. -CAPÍTULO I. - 1. No começo criou Deus o Céu e a Terra. - 2. A Terra era uniforme e inteiramente nua; as trevas cobriam a face do abismo e o Espírito de Deus boiava sobre as águas. - 3. Ora, Deus disse: Faça-se a luz e a luz foi feita. - 4. Deus viu que a luz era boa e separou a luz das trevas. - 5. Deu à luz o nome de dia e às trevas o nome de noite e da tarde e da manhã se fez o primeiro dia. 6. Disse Deus também: Faça-se o Firmamento no meio das águas e que ele separe das águas as águas. - 7. E Deus fez o Firmamento e separou as águas que estavam debaixo do Firmamento das que estavam acima do Firmamento. E assim se fez. - 8. E Deus deu ao Firmamento o nome de céu; da tarde e da manhã se fez o segundo dia. 9. Disse Deus ainda: Reunam-se num só lugar as águas que estão sob o céu e apareça o elemento árido. E assim se fez. - 10. Deus deu ao elemento árido o nome de terra e chamou mar a todas as águas reunidas. E viu que isso estava bem. - 11. Disse mais Produza a terra a erva verde que traz a semente e árvores frutíferas que dêem frutos cada um de uma espécie, e que contenham em si mesmas as suas sementes, para se reproduzirem na terra. E assim se fez. - 12. A terra então produziu a erva verde que trazia consigo a sua semente, conforme a espécie, e árvores frutíferas que continham em si mesmas suas sementes, cada uma de acordo com a sua espécie. E Deus viu que estava bom. - 13. E da tarde e da manhã se fez o terceiro dia. 14. - Deus disse também: Façam-se corpos de luz no firmamento do céu, a fim de que separem o dia da noite e sirvam de sinais para marcar o tempo e as estações, os dias e os anos. - 15. Brilhem eles no firmamento do céu e iluminem a Terra. E assim se fez. - 16. Deus então fez dois grandes corpos luminosos, um, maior, para presidir ao dia, o outro, menor, para presidir ã noite; fez também as estrelas. - 17. E os pôs no firmamento do céu, para brilharem sobre a Terra. - 18. Para presidirem ao dia e à noite e para separarem a luz das trevas. E Deus viu que estava bom. - 19. E da tarde e da manhã se fez o quarto dia. 20. Disse Deus ainda: Produzam as águas animais vi vos que nadem nas águas e pássaros que voem sobre a Terra debaixo do firmamento do céu. - 21. Deus então criou os grandes peixes e todos os animais que têm vida e movimento, que as águas produziram, cada um de uma espécie, e criou também todos os pássaros, cada um de uma espécie. Viu que estava bom. - 22. E os abençoou, dizendo: Crescei e multiplicai-vos e enchei as águas do mar; e que os pássaros se multipliquem sobre a Terra. - 23. E da tarde e da manhã se fez o quinto dia. 24. Também disse Deus: Produza a Terra animai 5 vivos, cada um de sua espécie, os animais domésticos e os armais selvagens, em suas diferentes espécies. E assim se fez. - 25. Deus fez, pois, os animais selvagens da Terra em suas espécies, os animais domésticos e todos os reptis, cada um de sua espécie. E Deus viu que estava bom. 26. Disse, em seguida: Façamos o homem a nossa imagem e semelhança e que ele mande sobre os peixes do mar, os pássaros do céu, os animais, sobre toda a Terra e sobre todos os reptis que se movem na terra. - 27. Deus então criou o homem à sua imagem e o criou à imagem de Deus e o criou macho e fêmea. - 28. Deus os abençoou e lhes disse: Crescei e multiplicai-vos, enchei a Terra e sujeitai-a, dominai sobre os peixes do mar, sobre os pássaros do céu e sobre todos os animais que se movem na terra. - 29. Disse Deus ainda: Dei-vos todas as ervas que trazem sua semente à terra e todas as árvores que encerram em si mesmas suas sementes, cada uma de uma espécie, a fim de que vos sirvam de alimento. - 30. E dei-as a todos os animais da terra, a todos os pássaros do céu, a tudo o que se move na Terra e que é vivo e animado, a fim de que tenham com que se alimentar. E assim se fez. - 31. Deus viu todas as coisas que havia feito; eram todas muito boas. - 23. E da tarde e da manhã se fez o sexto dia.

CAPÍTULO II. - 1. O Céu e a Terra ficaram, pois, acabados assim com todos os seus ornamentos. - 2. Deus terminou no sétimo dia toda a obra que fizera e repousou nesse sétimo dia, após haver acabado todas as suas obras. - 3. Abençoou o sétimo dia e o santificou, porque cessara nesse dia de produzir todas as obras que criara. - 4. Tal a origem do Céu e da Terra e é assim que eles foram criados no dia que o Senhor fez um e outro. - 5. E que criou todas as plantas dos campos antes que houvessem saído da terra e todas as ervas das planícies antes que houvessem germinado. Porque, o Senhor Deus ainda não tinha feito que chovesse sobre a terra e não havia homem para lavrá-la. - 6. Mas da terra se elevava uma fonte que lhe regava toda a superfície. 7. O Senhor Deus formou, pois, o homem do limo da terra e lhe espalhou sobre o rosto um sopro de vida, e o homem se tornou vivente e animado.

2. -Depois das explanações contidas nos capítulos precedentes sobre a origem e a constituição do Universo, conformemente aos dados fornecidos pela Ciência, quanto à parte material, e pelo Espiritismo, quanto à parte espiritual, convém ponhamos em confronto com tudo isso o próprio texto da Gênese de Moisés, a fim de que cada um faça a comparação e julgue com conhecimento de causa. Algumas explicações complementares bastarão para tornar compreensíveis as partes que precisam de esclarecimentos especiais.

3. - Sobre alguns pontos, há, sem dúvida, notável concordância entre a Gênese moisaica e a doutrina científica; mas, fora erro acreditar que basta se substituam os seis dias de 24 horas da criação por seis períodos indeterminados, para se tornar completa a analogia. Não menor erro seria o acreditar-se que, afora o sentido alegórico de algumas palavras, a Gênese e a Ciência caminham lado a lado, sendo uma, como se vê, simples paráfrase da outra.

4. - Notemos, em primeiro lugar, que, como já se disse (cap. VII, nº 14), é inteiramente arbitrário o número de seis períodos geológicos, pois que se eleva a mais de vinte e cinco o das formações bem caracterizadas, número que, ao demais, apenas determina as grandes fases gerais. Ele só foi adotado, em começo, para encaixar as coisas, o mais possível, no texto bíblico, numa época, aliás pouco distante, em que se entendia que a Ciência devia ser controlada pela Bíblia Essa a razão por que os autores da maior parte das teorias cosmogônicas, tendo em vista facilitar-lhe a aceitação, se esforçaram por pôr-se de acordo com o texto sagrado. Logo que se apoiou no método experimental, a Ciência sentiu-se mais forte e se emancipou. Hoje, é ela que controla a Bíblia.

Doutro lado, a Geologia, tomando por ponto de partida unicamente a formação dos terrenos graníticos, não abrange, no cômputo de seus períodos, o estado primitivo da Terra. Tampouco se ocupa com o Sol, com a Lua e com as estrelas, nem com o conjunto do Universo, assuntos esses que pertencem à Astronomia. Para enquadrar tudo na Gênese, cumpre se acrescente um primeiro período, que abarque essa ordem de fenômenos e ao qual se poderia chamar - período astronômico.

Além disso, nem todos os geólogos consideram o diluviano como formando um período distinto, mas como um fato transitório e passageiro, que não mudou sensivelmente o estado climático do globo, nem marcou uma fase nova para as espécies vegetais e animais, pois que, com poucas exceções, as mesmas espécies se encontram, assim antes, como depois do dilúvio. Pode-se, pois, abstrair desse período, sem menosprezo da verdade.

5. - O quadro comparativo aqui abaixo, em o qual se acham resumidos os fenômenos que caracterizam cada um dos seis períodos, permite se considere o conjunto e se notem as relações e as diferenças que existem entre os referidos períodos e a Gênese bíblica.

CIÊNCIA GÊNESE

I. PERÍODO ASTRONÔMICO - Aglomeração da matéria cósmica universal, num ponto do espaço, em nebulosa que deu origem, pela condensação da matéria em diversos pontos, às estrelas, ao Sol, à Terra, à Lua e a todos os planetas. Estado primitivo, fluídico e incandescente da Terra. -Atmosfera imensa carregada de toda a água em vapor e de todas as matérias volatilizáveis.

1º DIA - O Céu e a Terra. - A luz

II. PERÍODO PRIMÁRIO. - Endurecimento da superfície da Terra, pelo resfriamento; formação das camadas graníticas. -Atmosfera espessa e ardente, impenetrável aos raios solares. - Precipitação gradual da água e das matérias sólidas volatilizadas no ar. - Ausência completa de vida orgânica.

2º DIA - O Firmamento -Separação das águas que estão acima do Firmamento das que lhe estão debaixo.

III. - PERÍODO DE TRANSIÇÃO. - As águas cobrem toda a superfície do globo. - Primeiros depósitos de sedimentos formados pelas águas. - Calor úmido. - O Sol começa a atravessar a atmosfera brumosa. - Primeiros seres organizados da mais rudimentar constituição. - Liquens, musgos, fetos, licopódios, plantas herbáceas. Vegetação colossal. - Primeiros animais marinhos: zoófítos, polipeiros, crustáceos. - Depósitos de hulha.

3º DIA - As águas que estão debaixo do Firmamento se reúnem; aparece o elemento árido. - A terra e os mares. - As plantas.

IV. PERÍODO SECUNDÁRIO. - Superfície da Terra pouco acidentada; águas pouco profundas e paludosas. Temperatura menos ardente; atmosfera mais depurada. Consideráveis depósitos de calcáreos pelas águas. - Vegetação menos colossal; novas espécies; plantas lenhosas; primeiras árvores. -Peixes; cetáceos; animais aquáticos e anfíbios.

4º DIA - O Sol, a Lua e as estrelas.

V. PERÍODO TERCIÁRIO. - Grandes intumescimentos da crosta sólida; formação dos continentes. Retirada das águas para os lugares baixos; formação dos mares. - Atmosfera depurada; temperatura atual produzida pelo calor solar. -Gigantescos animais terrestres. Vegetais e animais da atualidade. Pássaros.

5º DIA - Os peixes e os pássaros.

DILÚVIO UNIVERSAL VI. PERÍODO QUATERNÁRIO OU PÓS-DILUVIANO. -Terrenos de aluvião. - Vegetais e animais da atualidade. - O homem

6º DIA - Os animais terrestres. - O homem.

6. - Desse quadro comparativo, o primeiro fato que ressalta é que a obra de cada um dos seis dias não corresponde de maneira rigorosa, como o supõem muitos, a cada um dos seis períodos geológicos. A concordância mais notável se verifica na sucessão dos seres orgânicos, que é quase a mesma, com pequena diferença, e no aparecimento do homem, por último. É esse um fato importante.
Há também coincidência, não quanto à ordem numérica dos períodos, mas quanto ao fato em si, na passagem em que se lê que, ao terceiro dia, «as águas que estão debaixo do céu se reuniram num só lugar e apareceu o elemento árido». É a expressão do que ocorreu no período terciário, quando as elevações da crosta sólida puseram a descoberto os continentes e repeliram as águas, que foram formar os mares. Foi somente então que apareceram os animais terrestres, segundo a Geologia e segundo Moisés.

7. - Dizendo que a criação foi feita em seis dias, terá Moisés querido falar de dias de 24 horas, ou terá empregado essa palavra no sentido de período, de duração? É mais provável a primeira hipótese, se nos ativermos ao texto acima, primeiramente, porque esse é o sentido próprio da palavra hebraica iôm, traduzida por dia. Depois, a referência à tarde e à manhã, como limitações de cada um dos seis dias, dá lugar a que se suponha haja ele querido falar de dias comuns. Não se pode conceber qualquer dúvida a tal respeito, estando dito, no versículo 5: «Ele deu à luz o nome de dia e às trevas o nome de noite; e da tarde e da manhã se fez o primeiro dia.» Isto, evidentemente, só se pode aplicar ao dia de 24 horas, constituído de períodos de luz e de trevas. Ainda mais preciso se torna o sentido, quando ele diz, no versículo 17, falando do Sol, da Lua e das estrelas: «Colocou-as no firmamento do céu, para luzirem sobre a Terra; para presidirem ao dia e à noite e para separarem a luz das trevas. E da tarde e da manhã se fez o quarto dia.» Aliás, tudo, na criação, era miraculoso e, desde que se envereda pela senda dos milagres, pode-se perfeitamente crer que a Terra foi feita em seis vezes 24 horas, sobretudo quando se ignoram as primeiras leis naturais. Todos os povos civilizados partilharam dessa crença, até ao momento em que a Geologia surgiu a lhe demonstrar a impossibilidade.

8. - Um dos pontos que mais criticados têm sido na Gênese é o da criação do Sol depois da luz. Tentaram explicá-lo, com o auxílio mesmo dos dados fornecidos pela Geologia, dizendo que, nos primeiros tempos de sua formação, por se achar carregada de vapores densos e opacos, a atmosfera terrestre não permitia se visse o Sol que, assim, efetivamente não existia para a Terra. Semelhante explicação seria, porventura, admissível se, naquela época, já houvesse na Terra habitantes que verificassem a presença ou a ausência do Sol. Ora, segundo o próprio Moisés, então, somente plantas havia, as quais, contudo, não teriam podido crescer e multiplicar-se sem o calor solar.
Há, pois, evidentemente, um anacronismo na ordem que Moisés estabeleceu para a criação do Sol; mas, involuntariamente ou não, ele não errou, dizendo que a luz precedeu o Sol.

O Sol não é o princípio da luz universal; é uma concentração do elemento luminoso em um ponto, ou, por outra, do fluido que, em dadas circunstâncias, adquire as propriedades luminosas. Esse fluido, que é a causa, havia necessariamente de preceder ao Sol, que é apenas um efeito. O Sol é cassa, relativamente à luz que dele se irradia; é efeito, com relação à que recebeu.
Numa câmara escura, uma vela acesa é um pequeno sol. Que é que se fez para acender a vela? Desenvolveu-se a propriedade iluminante do fluido luminoso e concentrou-se num ponto esse fluído. A vela é a causa da luz que se difunde pela câmara; mas, se não existira o princípio luminoso antes da vela, esta não pudera ter sido acesa.

O mesmo se dá com o Sol. O erro provém da idéia falsa, alimentada por longo tempo, de que o Universo inteiro começou com a Terra. Dai o não compreenderem que o Sol pudesse ser criado depois da luz. Em princípio, pois, a asserção de Moisés é perfeitamente exata: é falsa no fazer crer que a Terra tenha sido criada antes do Sol. Estando, pelo seu movimento de translação, sujeita a esse último, a Terra houve de ser formada depois dele. É o que Moisés não podia saber, pois que ignorava a lei de gravitação. Com a mesma idéia se depara na Gênese dos antigos persas. No primeiro capítulo do Vendedad, Ormuz, narrando a origem do mundo, diz: «Eu criei a luz que foi iluminar o Sol, a Lua e as estrelas.» (Dicionário de Mitologia Universal.) A forma, aqui, é sem dúvida mais clara e mais científica do que em Moisés e não reclama comentários.

9. - Moisés, evidentemente, partilhava das mais primitivas crenças sobre a cosmogonia. Como os do seu tempo, ele acreditava na solidez da abóbada celeste e em reservatórios superiores para as águas. Essa idéia se acha expressa sem alegoria, nem ambigüidade, neste passo (versículos 6 e seguintes) : «Deus disse: Faça-se o Firmamento no meio das águas para separar das águas as águas. Deus fez o Firmamento e separou as águas que estavam debaixo do Firmamento das que estavam por cima do Firmamento.» (Veja-se: cap. V, Antigos e modernos sistemas do mundo, nos. 3, 4 e 5) Segundo uma crença antiga, a água era tida como o princípio primitivo, o elemento gerador, pelo que Moisés não fala da criação das águas, parecendo que já elas existiam. «As trevas cobriam o abismo», isto é, as profundezas do espaço, que a imaginação imprecisamente figurava ocupada pelas águas e em trevas, antes da criação da luz. Eis aí por que Moisés diz: «O Espírito de Deus era levado (ou boiava) sobre as águas.» Tida a Terra como formada no meio das águas, era preciso insulá-la. Imaginou-se então que Deus fizera o Firmamento, uma abóbada sólida, para separar as águas de cima das que estavam sobre a Terra. A fim de compreendermos certas partes da Gênese, faz-se indispensável que nos coloquemos no ponto de vista das idéias cosmogônicas da época que ela reflete.

10. - Em face dos progressos da Física e da Astronomia, é insustentável semelhante doutrina (1). Entretanto, Moisés atribui ao próprio Deus aquelas palavras. Ora, visto que elas exprimem um fato notoriamente falso, uma de duas: ou Deus se enganou em a narrativa que fez da sua obra, ou essa narrativa não é de origem divina. Não sendo admissível a primeira hipótese, forçoso é concluir que Moisés apenas exprimiu suas próprias idéias. (Cap. I, nº 3.)

(1) Embora muito grosseiro o erro de tal crença, com ela ainda se embalam presentemente as crianças, como se se tratara de uma verdade sagrada. Só a tremer ousam os educadores aventurar-se a uma tímida interpretação. Como quererem que isso não venha mais tarde a fazer incrédulos

11. - Ele se houve com mais acerto, dizendo que Deus formou o homem do limo da Terra (1). A Ciência, com efeito, mostra (cap. X) que o corpo do homem se compõe de elementos tomados à matéria inorgânica, ou, por outra, ao limo da terra. A mulher formada de uma costela de Adão é uma alegoria, aparentemente pueril, se admitida ao pé da letra, mas profunda, quanto ao sentido. Tem por fim mostrar que a mulher é da mesma natureza que o homem, que é por conseguinte igual a este perante Deus e não uma criatura à parte, feita para ser escravizada e tratada qual hilota Tendo-a como saída da própria carne do homem, a imagem da igualdade é bem mais expressiva, do que se ela fora tida como formada, separadamente, do mesmo limo. Eqüivale a dizer ao homem que ela é sua igual e não sua escrava, que ele a deve amar como parte de si mesmo.

(1) O termo hebreu haadam, homem, do qual se compôs Adão e o termo haadama, terra, têm a mesma raiz.

12. - Para espíritos incultos, sem nenhuma idéia das leis gerais, incapazes de apreender o conjunto e de conceber o infinito, essa criação milagrosa e instantânea apresentava qualquer coisa de fantástico que feria a imaginação. O quadro do Universo tirado do nada em alguns dias, por um só ato da vontade criadora, era, para tais espíritos, o sinal mais evidente do poder de Deus. Que configuração, com efeito, mais sublime e mais poética desse poder, do que a que estas palavras traçam: «Deus disse: Faça-se a luz e a luz foi feita!» Deus, a criar o Universo pela ação lenta e gradual das leis da Natureza, lhes houvera parecido menor e menos poderoso. Fazia-se-lhes indispensável qualquer coisa de maravilhoso, que saísse dos moldes comuns, do contrário teriam dito que Deus não era mais hábil do que os homens. Uma teoria científica e racional da criação os deixaria frios e indiferentes. Não rejeitemos, pois, a Gênese bíblica; ao contrário, estudemo-la, como se estuda a história da infância dos povos. Trata-se de uma época rica de alegorias, cujo sentido oculto se deve pesquisar; que se devem comentar e explicar com o auxílio das luzes da razão e da Ciência. Fazendo, porém, ressaltar as suas belezas poéticas e os seus ensinamentos velados pela forma imaginosa, cumpre se lhe apontem expressamente os erros, no próprio interesse da religião. Esta será muito mais respeitada, quando esses erros deixarem de ser impostos à fé, como verdade, e Deus parecerá maior e mais poderoso, quando não lhe envolverem o nome em fatos de pura invenção. (A Gênese – Capítulo XII)



2. Carbono 14

Como foi dito anteriormente, a medida que a humanidade evolui, o seu pensamento sobre Deus e a Criação também se aproximam da verdade. A ciência é mais uma ferramenta para atigirmos essa verdade. A evolução do pensamento científico passou por transformações, desde o geocentrismo dos gregos antigos até o heliocentrismo de Copérnico ao modelo newtoniano do Sistema Solar.

Dessa forma, evidenciamos o experimento que se dá através do carbono 14 que é um isótopo radioativo natural do elemento do carbono, devido a sua numeração a sua massa 14, sendo 6 prótons e 8 nêutrons. A sua maior meia-vida é de mais de 5.700 anos. A datação consiste em todo tecido orgânico quando morre, vai perdendo a incidência de carbono podendo chegar a um limite de 70.000 anos a sua datação.


III. A lenda bíblica de Jó

Quem quiser se aprofundar na lenda bíblica deste personagem, é só CLICAR AQUI e verificar o artigo em sua totalidade. O que deverei me ater é somente à passagem que trata do Leviatã.

Jó 40,25-41,26: “Por acaso você é capaz de pescar o Leviatã com anzol e amarrar-lhe a língua com uma corda? Você é capaz de furar as narinas dele com junco e perfurar sua mandíbula com gancho? Será que ele viria até você com muitas súplicas ou lhe falaria com ternura? Será que faria uma aliança com você, para você fazer dele o seu criado perpétuo? Você brincará com ele como se fosse um pássaro, ou você o amarrará para suas filhas? Será que os pescadores o negociarão, ou os negociantes o dividirão entre si? Poderá você crivar a pele dele com dardos ou a cabeça com arpão de pesca? Experimente colocar a mão em cima dele: você se lembrará da luta, e nunca mais repetirá isso! Veja! Diante dele, toda segurança é apenas ilusão, pois basta alguém velo para ficar com medo. Ninguém é tão corajoso para provocá-lo. Quem poderia enfrentá-lo cara a cara? Quem jamais se atreveu a desafiá-lo, e saiu ileso? Ninguém debaixo de todo o céu. Não deixarei de descrever os membros dele, nem sua força incomparável. Quem abriu sua couraça e penetrou por sua dupla armadura? Quem abriu as duas portas de sua boca, rodeadas de dentes terríveis? Suas costas são fileiras de escudos, ligados com lacre de pedra; são tão unidos uns com os outros, que nem ar passa entre eles; cada um é tão ligado com o outro, que ficam travados e não se podem separar. Seus espirros lançam faíscas, e seus olhos são como a cor rosa da aurora. De sua boca irrompem tochas acesas e saltam centelhas de fogo. De suas narinas jorra fumaça, como de caldeira acesa e fervente. Seu bafo queima como brasa, e sua boca lança chamas. Em seu pescoço reside a força, e diante dele dança o terror. Os músculos do seu corpo são compactos, são sólidos e imóveis. Seu coração é duro como rocha e sólido como pedra de moinho. Quando ele se ergue, os heróis tremem e fogem apavorados. A espada que o atinge não penetra, nem a lança, nem o dardo, nem o arpão. Para ele o ferro é como palha, e o bronze como madeira podre. A flecha não o afugenta, e as pedras da funda se transformam em palha para ele. A maça é para ele como estopa, e ele zomba dos dardos que assobiam. Seu ventre, coberto de escamas pontudas, é uma grade de ferro que se arrasta sobre o lodo. Ele faz ferver o fundo do mar como caldeira, e a água fumegar como vasilha quente cheia de unguentos. Atrás de si deixa uma esteira brilhante, e a água parece cabeleira branca. Na terra ninguém se iguala a ele, pois foi criado para não ter medo. Ele se confronta com os seres mais altivos, e é o rei das feras soberbas".

Vejamos como nos explicam a palavra Leviatã:

Leviatã (ou também o Dragão, a Serpente Fugitiva – cf. 26,13; 40,25+; Is 27,1; 51,9; Am 9,3; Sl 74,14; 104,26) era, na mitologia fenícia, monstro do caos primitivo (cf. 7,12+); a imaginação popular podia sempre recear que despertasse, atraído por uma eficaz maldição contra a ordem existente... (Bíblia de Jerusalém, p. 805).

Segundo a história dos mitos, Leviatã foi considerado pela Igreja Católica durante a Idade Média, como o demônio representante do quinto pecado, a Inveja, também sendo tratado com um dos sete príncipes infernais. Uma nota explicativa revela uma primeira definição: "monstro que se representa sob a forma de crocodilo, segundo a mitologia fenícia" (Velho Testamento, 1957: 614). Não se deve perder de vista que nas diversas descrições no Antigo Testamento, sendo que ele é caracterizado sob diferentes formas, uma vez que funde-se com outros animais. Formas como a de dragão marinho, serpente e polvo (semelhante ao Krakken) também são bastante comuns. Sem meias palavras, Leviatã nada mais é do que um personagem mitológico e de longe se pareceria com um dinossauro.


IV. Considerações finais

Fica claro a fusão entre a religião e a ciência, já que partindo do axioma, verdade não poderá desmentir a verdade, no que se diz respeito a datação do orbe terrestre e do universo. Ciência e religião retomarm os caminhos divididos de outrora na Renascença. Os mitos incluídos na concepção bíblia tem que se saber realmente o que de fato significam abaixo da letra, velada para nos remeter o real sentido, fugindo assim das concepções literais que nos levam ao erro.



Thiago

Referências bibliográficas:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Terra - 27/12/2011 às 14:56
http://pt.wikipedia.org/wiki/Universo - 27/12/2011 às 15:44
http://pt.wikipedia.org/wiki/Carbono_14 - 27/12/2011 às 16:20
http://pt.wikipedia.org/wiki/Leviat%C3%A3_(monstro) - 27/12/2011 às 16:45
KARDEC, A. A Gênese. Rio de Janeiro: FEB, 1995.
KARDEC, A. O Livro dos Espíritos. Araras, SP: IDE, 1987.
Bíblia de Jerusalém, São Paulo: Paulus, 2002.


Última edição por Thiago em Ter 27 Dez 2011, 17:33, editado 1 vez(es) (Razão : Correção)
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 63
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 61
Pontos de participação : 11673
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Marcelo Almoedo em Dom 12 Fev 2012, 15:38

Bom Dia e um ótimo Domingo a todos nós.

Levantamento da astronomia enfatizando conceitos iniciais e moderno. Estrelas, planetas, galáxias, a evolução cósmica e a vida inteligente são estudados no contexto dos princípios físicos que descrevem a dinâmica do universo. Processo científico é usado para interpretar as observações que moldam nossas percepções do cosmos. Há mais de 100 bilhões de galáxias no universo. Simplesmente falar este número não significa muito para nós, pois dá nenhum contexto. Nossos cérebros não conseguem colocá-lo em uma perspectiva que tenha qualquer significado. Mas quando olhamos no vídeo abaixo e pensamos no contexto de como foi feita,ai realmente entendemos o que ela significa, nós instantaneamente entendemos esta perspectiva e somos modificados permanentemente por ela.


Nesse conceito astronomico o que pode um jovem adolecente planeta terra dizer? Na ironia gritante com a pesquisa de padre, pastores, bispos etc.. "quase igualmente divididos sobre a idade da terra e de toda a criação que presumivelmente pensam dentro do universo que só tem alguns milhares de anos,ou seja 6.000 anos. Enquanto o Hubble olha mais de 13 bilhões de anos atrás no tempo e tira a foto espetacular como essas mostrada em vídeo. Os pontos e as gotas são a primeira geração conhecida de estrelas e galáxias a brilhar em um universo infantil.

Ainda hoje em pleno século XXI tem pessoas que não acredita que o homem foi a lua, e por incrível que pareça, por mais absurdo que seja, existem certas denominação cristã que proíbem aos seus fieis assistirem televisão, ou até mesmo de compra-la, agora será que os lideres dessa crença irão proibir também que os filhos dos fieis não possam ir as escolas, não mais frequentarem as salas de aulas, porque essas imagens feitas a partir de cada comprimento de onda física conhecido adornam os protetores de tela e cartazes em sala de aula em todo o mundo, cada uma dessas crianças será um arsenal poderoso e um testemunho silencioso, para calar a voz desses lideres religiosos sobre a idade do cosmos. Mas a capacidade de criacionistas da Terra jovem para iludir a si mesmos é muito mais impressionante do que sua bravura real intelectual. Eles têm um punhado bastante lamentável da apologética para explicar essa riqueza de provas, e como os argumentos do design inteligente criacionistas contra a evolução, esses artifícios todos dependem de enganar a um publico ingênuo por não terem uma noção básica de tudo que gira em sua volta.

Em pensar que menos de 50 anos atrás só se tinha um leve e obscuro conhecimento da nossa galáxia e do nosso sistema solar e seus funcionamentos, vejamos hoje através do nosso conhecimento tecnológico uma demonstração da grandeza do nosso universo.

Parte 01 - Parte 02Parte 03parte 04Parte 05

Click aqui e veja a nossa insignificância perante a toda grandeza do cosmo


Chico Costa
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1549
Idade : 50
Cidade/Estado : Gravataí/RS
Religião : Sem Religião
Igreja : Sem Igreja
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 55
Pontos de participação : 3061
Data de inscrição : 02/01/2012

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Chico Costa em Seg 13 Fev 2012, 08:19

Bom dia amigos. Só uma informação: Carbono 14 não é usado para datar fosseis ou estudar a idade da terra. Esse é um ramo da Estratigrafia.

Sei disso porque meu filho está cursando Geologia.

Tiago Campos
- Iniciante -
- Iniciante -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 4
Idade : 23
Cidade/Estado : Lisboa
Religião : Católico Gnóstico não Criacionista
Igreja : Igreja Católica Romana
País : Portugal
Mensagens Curtidas : 0
Pontos de participação : 8
Data de inscrição : 20/02/2012

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Tiago Campos em Seg 20 Fev 2012, 17:46

Sim o carbono 14 é para coisas de curta duração, penso até 70.000 anos.
Há demasiadas evidencias nos fenómenos do Mundo, para este só ter 6.000 anos, na ciencia e não só.
Está provadíssimo que sim, tem pelo menos uns bons milhões de anos.
Eu não acredito na veracidade total do Génesis, por isso não tem sentido para mim, as afirmações sobre Adão e Eva, pelo menos os sentidos literais.
Deus existe, mas não o considero criacionista, com poderes mágicos e milagrosos de criação, aliás nem acredito que tenha sido ele a criar as leis da natureza, mas sim Jeová, o Criador, inferior ao próprio Deus, através de conceitos matemáticos e físico-químicos.
O mundo, custe o que custar não é perfeito, nem o seu criador, apenas a alma é perfeita e temos que ser Cristos, que foi um ser perfeito na sua essencia, num corpo imperfeito, é por isso que ocorrem tantas desgraças, o seu criador é imperfeito.
Temos de ter esperança e procurar o verdadeiro Deus, não apenas na fé, mas também no conhecimento.
Esta é a minha crença~.
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 63
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 61
Pontos de participação : 11673
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Marcelo Almoedo em Qui 08 Mar 2012, 22:50

Boa noite

Vejam isso, uma carta, assinada por mais de 10.000 membros do clero:

O Projeto Carta Clero foi oficialmente aprovado pela Igreja Metodista Unida.

O Projeto Carta Clero foi oficialmente aprovada pelo Diocese da Igreja Episcopal

O Projeto Carta Clero foi oficialmente aprovada pelo Sínodo da Igreja Evangélica Luterana na América

Uma Carta Aberta Quanto Religião e Ciência :..... Nós os assinantes, clérigos cristãos de tradições das mais diversas, acreditamos que essas verdades atemporais da Bíblia e as descobertas da ciência moderna podem coexistir confortavelmente. Nós acreditamos que a teoria da evolução é uma verdade científica fundamental, uma verdade que resistiu a rigorosos escrutínios e sobre a qual muito do conhecimento humano e suas realizações se apoiam. Rejeitar esta verdade ou tratá-la como “uma teoria entre outras” é deliberadamente aceitar ignorância científica e transmitir esta ignorância aos nossos filhos.

O interessante de entender é que quando você aceita a evolução, o que você está fazendo é automaticamente rejeitando o conceito de uma alma . Aqui está o porquê: Assim que você aceita que a evolução é verdadeira, você também aceita que a história da criação na Bíblia é falsa. É mitologia pura. O conceito de " alma ", que vem do mesmo livro, é exatamente o mesmo tipo de mitologia.

Basta pensar através da lógica. O que a teoria da evolução diz é que todos os seres vivos neste planeta evoluiu através de um processo totalmente natural. Todas as espécies que vemos hoje é derivada de simples organismos unicelulares ao longo de centenas de milhões de anos. Em outras palavras, não houve processo de criação sobrenatural para os seres humanos como descrito no livro bíblico de Gênesis.

Como você pensa sobre isso, o que você vai perceber é que os seres evoluídos não têm alma. Os seres humanos não são diferentes de qualquer outro animal, inseto, planta ou bactéria da mesma forma que evoluímos. Da mesma forma que cada coisa viva no planeta Terra é sem alma, os humanos são sem alma. Toda a noção de uma alma é uma invenção da imaginação humana.

Isso faz todo o sentido. A bioquímica que é surpreendente e complexo, mas não é nada mais do que um conjunto de reações químicas sem alma. Quando as reações químicas cessam, você morre. Não há "alma" misturados com os produtos químicos .

De onde vem e como surgiu a primeira célula? Muitos crentes argumentarão que Deus magicamente criou a primeira célula viva. Isto, naturalmente é bobagem. O princípio científico que descreve a origem da vida é chamado abiogênese . Da mesma maneira que não há nenhum sobrenatural que esteja envolvido na evolução, não há sobrenatural que esteja envolvido em abiogênese. Tanto a criação da vida e da evolução das espécies são processos completamente naturais.

Não existe um "ser supremo" no céu , que estendeu a mão para criar a vida na Terra ou seres humanos. Nem está respondendo orações . Não há alma . Não há vida eterna . A ciência nos diz todas estas coisas com completa clareza.

tchau

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1667
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 36
Pontos de participação : 3998
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Jefté em Sex 09 Mar 2012, 21:49

Marcelo Almoedo

Me desculpa, mas as coisas que você postou logo acima considero-as como asneiras, mas tenho a dizer duas coisas:

"Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência, A qual, professando-a alguns, se desviaram da fé. A graça seja contigo. Amém." (I Tim. 6:20-21)

E essa:
"Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do SENHOR!" (Jer. 17:5)

E gostaria de lhe dizer algo:
Sabe a tão prezada e infalível ciência por você tida como de verdades absolutas; olha um pequeno vídeo demonstrando que as inquestionáveis teorias científicas a dezenas de anos e até centenas conhecidas e cridas - são na verdade, absurdas.
E quer saber, concordo c/ o vídeo mostrado!

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=bHJGBfgyywk
Se não for pedir muito, gostaria que olhasse o vídeo até o final!
Achei ótimo, e lógico, é claro!

Um abraço!
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 63
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 61
Pontos de participação : 11673
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Marcelo Almoedo em Sex 09 Mar 2012, 23:55

Amigo Ch

Sempre você, colocando palavras onde não se deve colocar.

Me desculpa, mas as coisas que você postou logo acima considero-as como asneiras, mas tenho a dizer duas coisas:
Eclesiastes 7:25 - Eu me volvi, e apliquei o meu coração para saber, e inquirir, e buscar a sabedoria e a razão de tudo, e para conhecer que a impiedade é insensatez e que a estultícia é loucura.
2 Tessalonicenses 2:11-12 - E por isso Deus lhes envia a operação do erro, para que creiam na mentira;, para fazê-los acreditar que é falso, para que todos possam ser condenados os que não creram a verdade, mas tiveram prazer na injustiça.


Meu querido amigo Jefté, você não tem nada melhor para argumentar do que expor versículos para um ateu, Isso está acontecendo varias vezes, quando faço alguns argumentos (sobre a existência de deus, o criacionismo, a divindade de Jesus, etc) vocês vem sempre com versículos bíblicos, independentemente do fato de que não significa nada para mim.



Eu Também achei, é a Tua Cara.

 

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1667
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 36
Pontos de participação : 3998
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Jefté em Sab 10 Mar 2012, 00:22

Meu amigo

Se a terra gira em torno do sol e as estrelas permanecem sempre com uma mesma visão (e as 3 marias ) nunca desaparecem de cena, de duas, uma: ou as estrelas todas também giram em torno do sol acompanhando a terra - ou esta estória é uma grande mentira! estilo a da terra ser uma planície...

Quem sabe as estrelas também não giram em torno do sol, não é ???
Por que não???
Já que a terra e os planetas giram???
Acaso elas ficariam paradas se em torno do sol elas p/ nós estão estáticas ???

Sou um ateu a ciência!!!
Mas com lógica!

E não se esqueça...
Não estamos na época da inquisição religiosa
Será que agora existe a científica ?
Bom, se não existe, ela também produz adéptos fanáticos e "crentes"
e sou um eterno questionador dos homens que pensam ser sabedores demais - mas não passam de ser ignorantes (digo-o da ciência)
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 63
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 61
Pontos de participação : 11673
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Marcelo Almoedo em Sab 10 Mar 2012, 01:20

Olá Jefté

Você sabe qual é a diferença de um gato para um tijolo. Não, jogue ele na parede o que miar é o gato.

Não vou debater algo que nossos antepassado se lascaram para provar o que conhecemos hoje, seria até uma afronte para Nicolau Copérnico e Galileu Galilei

Não me sinto obrigado a acreditar que o mesmo Deus que nos dotou de sentidos, razão e intelecto, pretenda que não os utilizemos. (Galileu Galilei)

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1667
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 36
Pontos de participação : 3998
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Jefté em Sab 10 Mar 2012, 02:03

Olá Marcelo

Pense bem:



No sistema acima, perceba que como a terra gira em torno do sol, logicamente que o lado interior (da cincunferência do movimento de translação da terra) seria sempre dia (porque o sol está no centro); enquanto que o lado exterior da circunferência seria sempre noite.
Acontece que as estrelas a serem vistas por quem estivesse na terra seriam sempre as do lado de fora da circunferência (opostas ao sol) que está no centro; assim quando a terra no seu movimento de traslação alcançasse 180 graus na metade do caminho a percorrer (aos 6 meses do ano), as estrelas que poderíamos avistar deveriam ser as do outro lado do sol!
Como pode ser que por todo o ano nós vemos as mesmas estrelas ????
Só se o universo todo rodasse!

meditemos....
Chiiiii!
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 63
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 61
Pontos de participação : 11673
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Marcelo Almoedo em Sab 10 Mar 2012, 03:09

https://sites.google.com/site/susymcmarques/hist%C3%B3riadograu

Sei que não vai adiantar porr.. nenhuma, mais vamos nessa.

No sistema acima, perceba que como a terra gira em torno do sol, logicamente que o lado interior (da cincunferência do movimento de translação da terra) seria sempre dia (porque o sol está no centro); enquanto que o lado exterior da circunferência seria sempre noite.
A terra não só tem UM movimento, ela tem 02 movimentos

Translação e Rotação

O movimento de Rotação é o movimento que a Terra faz ao girar em torno de seu próprio eixo no sentido anti-horário. Não só a Terra, mas todos os planetas do sistema solar e o Sol realizam o movimento de girar em torno de si mesmos. A rotação completa da Terra (360º) dura exatamente 23 horas 56 minutos 4 segundos e 9 centésimos.

Esse movimento é responsável
pela existência dos dias e das noites. Quando um lado da Terra está para o lado do Sol, é dia; consequentemente, do lado oposto é noite. Sem o movimento da Rotação não haveria vida na Terra, já que este movimento desempenha um papel primordial no equilíbrio de temperatura e composição química da atmosfera.


Acontece que as estrelas a serem vistas por quem estivesse na terra seriam sempre as do lado de fora da circunferência (opostas ao sol) que está no centro; assim quando a terra no seu movimento de traslação alcançasse 180 graus na metade do caminho a percorrer (aos 6 meses do ano), as estrelas que poderíamos avistar deveriam ser as do outro lado do sol!Como pode ser que por todo o ano nós vemos as mesmas estrelas ????Só se o universo todo rodasse!
Deixe-me te ajudar com na minha ignorância e colocar perto a tua para te ensinar.

Você por acaso já viajou de avião. Se Não, vou entender a sua ignorância, se Sim ele esta sendo duplicada.

Você por acaso sabe qual a diferença de está olhando a terra pela janela de um avião e ao mesmo tempo outra pessoa estiver olhando esse mesmo avião estando em terra firme. .

Estou lhe ajudando a sair dessa ignorância, pois basta agora você desenvolver a ideia. vai fundo que você consegue.

Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1667
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 36
Pontos de participação : 3998
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Jefté em Sab 10 Mar 2012, 09:53

Olá Marcelo Almoedo

Na sua tentativa de tentar ajudar minha ignorância, vejo que você não entendeu nada que eu disse; mas já que você citou o avião; o que aconteceria se ele estivesse num ângulo de 180 graus em torno do sol em relação à terra, ficando a terra em lado oposto??? Cada um de um lado do sol (como leste e oeste do sol) Acaso ambos não ficariam (quando olhassem p/ o sol) de frente um para o outro???
Certamente ficariam.
E se olhassem ao oposto do sol (para fora); acaso não estariam ambos olhando em sentido inversos p/ o infinito (como por exemplo, um sentido leste e outro oeste???
E como poderiam ver as mesmas estrelas ???
Simples não ???



O sistema solar é igual um carrossel; você já esteve num?
Quem está num carrossel, e olha p/ o centro estaria como que vendo o sol e quem olhasse p/ fora, estaria vendo as estrelas - pois o sol sempre está no centro.
E pergunto:
A visão que se tem num carrossel quando realiza uma volta de 360 Graus, quem olha p/ fora verá sempre o mesmo cenário ????
Não!
E como as estrelas que vemos são sempre as mesmas ???
Acaso elas também giram conosco??
O lado do centro do carrossel funciona sempre como o lado diurno da terra (pois vê o sol) - e o lado externo do carrossel seria sempre o lado a olhar p/ o infinito, escuro e cheio de estrelas.
Por que vemos as três marias o ano todo, elas também dão a volta conosco?

Mas deixa pra lá, afinal, o que importa isso!
avatar
Marcelo Almoedo
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 6377
Idade : 63
Cidade/Estado : Recife-PE
Religião : Vou sozinho e não me siga.Você nã
Igreja : perder a fé na fé
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 61
Pontos de participação : 11673
Data de inscrição : 25/08/2010

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Marcelo Almoedo em Sab 10 Mar 2012, 13:38

Olá Jefté

Na sua tentativa de tentar ajudar minha ignorância, vejo que você não entendeu nada que eu disse;
Realmente Não Entendi, e penso a maiorias das pessoas também Não e Nem Jô Soares veja aqui,

Para você ver a entrevista por completo CLICK AQUI, que acho que não foi uma entrevista, e sim uma gozação.

Uma cancha para os quem fica no anonimato veja aqui = http://www.youtube.com/watch?v=HuC6lLyRKcM

CLICK AQUI = http://www.youtube.com/watch?v=5xZZw_9GeKU


Jefté
- Áqüila / Priscila -
- Áqüila / Priscila -

Status : no perfil, defina seu status ou deixe em branco.
Sexo : Masculino
Número de Mensagens : 1667
Idade : 54
Cidade/Estado : Florianópolis - Santa Catarina
Religião : Cristão
Igreja : Não tenho
País : Brasil
Mensagens Curtidas : 36
Pontos de participação : 3998
Data de inscrição : 27/12/2008

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Jefté em Sab 10 Mar 2012, 15:14

Olá Marcelo Almoedo

Realmente Não Entendi, e penso a maiorias das pessoas também Não e Nem Jô Soares veja aqui,
Vamos então a um última tentativa:

Vamos fazer uma correlação entre o sistema solar e uma roda gigante;
Se você na roda gigante represente a terra, e o eixo da mesma o sol.
Toda a parte sua voltada p/ o eixo da roda gigante seria sempre a parte diurna da terra; e toda a sua parte voltada p/ em direção contrária ao eixo seria sempre a parte noturna da terra.
Então, durante uma volta de 360 graus em sentido anti-horário, começando do chão; após 90º ficaria a direita da roda, e se olhasse p/ direita deveria ver (no caso do sistema solar) as estrelas à direita do sol.
Quando estivesse a 180 graus do chão, veria olhando p/ a direção contrária ao eixo, o céu que temos, e no sistema solar, veria as estrelas que estivessem acima do nosso sol.
Indo mais 90º completando portanto 270º (desde o início) estaria à esquerda da roda gigante, e à esquerda do sol, vendo portanto somente as estrelas no universo que estivessem à esquerda do sol.
E novamente indo mais 90º (portanto completando-se os 360º) estaria de volta ao chão, e se olhasse em direção contrária ao eixo da roda gigante verias o chão; e se fosse nosso sistema solar, veria tão somente as estrelas que estivessem embaixo do Sol, e portanto nunca as que estivessem acima dele - considerando que ele seja o eixo do nosso sistema como o da roda gigante em relação aos que estão a sua roda.
Lembrando ainda, que qualquer que fosse o ângulo, se olhasse p/ o eixo, veria somente o sol; porquanto as estrelas só poderiam ser vistas olhando-se em oposição ao sentido do eixo!

Será que não deu p/ entender ????

Ora, numa volta completa sobre uma roda gigante no centro sempre teria o eixo - mas olhando do lado oposto teria, à direita, o que lá estivesse; acima, o céu; à esquerda o que lá estivesse, e no lado do chão, o próprio chão.
E todos os lados opostos ao eixo da roda gigante seriam onde estaríamos vendo as estrelas.
Ainda não compreendes ???
Ora, se as 3 marias estivessem à direita da roda, quando você fosse p/ a esquerda da mesma olhando p/ a esquerda acaso você poderia vê-la ???
Só se ela estivesse num painel circulante acompanhando-o !

Conteúdo patrocinado

Re: Toda a criação só tem 6.000 anos?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Data/hora atual: Seg 22 Maio 2017, 12:27